Instruções SQL no SQL Server, Oracle e MySQL

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (5)  (0)

A tarefa de desenvolver software que necessita realizar acesso a informações contidas em bancos de dados de diferentes fabricantes pode se tornar um tanto complexa por existirem particularidades na utilização de instruções SQL em cada SGBD. Nest

De que se trata o artigo:

A tarefa de desenvolver software que necessita realizar acesso a informações contidas em bancos de dados de diferentes fabricantes pode se tornar um tanto complexa por existirem particularidades na utilização de instruções SQL em cada SGBD. Neste contexto, o objetivo deste artigo é demonstrar as principais diferenças entre as instruções SQL utilizadas nos SGBDs Oracle, Microsoft SQL Server e MySQL.

Em que situação o tema útil:

Devido à constante evolução no mundo dos negócios, em muitas empresas surge a necessidade de desenvolver softwares que tenham acesso a informações contidas nos mais variados bancos de dados, que muitas vezes não são de um único fabricante. Sendo assim, os desenvolvedores precisam saber utilizar a linguagem SQL e suas variações de maneira a trabalhar com os SGBDs envolvidos no processo.

Resumo DevMan

Neste artigo serão abordadas as principais diferenças nas instruções SQL utilizadas pelos SGBDs Oracle, SQL Server e MySQL, tendo como objetivo demonstrar as particularidades de cada um deles.

Com a grande evolução dos recursos de tecnologia da informação (TI), atualmente as organizações não podem deixar de acompanhar os avanços tecnológicos oferecidos. Algumas empresas procuram novas tecnologias para ter um diferencial competitivo no mercado, porém outras buscam inovações por uma questão de necessidade, como é o caso de organizações que sofrem uma evolução rápida em seus negócios.

Essa evolução pode envolver diversas tecnologias e produtos de diferentes fabricantes. Um grande exemplo disso é a utilização dos mais diferentes SGBDs, onde inicialmente as organizações não possuem um planejamento para esse tipo de situação e muitas vezes acabam por sentir a necessidade de adquirir ou desenvolver um novo sistema para melhorar o fluxo de informações interno ou até mesmo externo.

Outra situação muito comum em que podemos destacar a utilização de SGBDs de diferentes fabricantes são as fusões corporativas, onde as informações contidas nos sistemas das empresas envolvidas no processo não podem ser descartadas, necessitando assim realizar o acesso às diferentes bases de dados utilizadas por cada sistema envolvido no processo.

O acesso a estas informações pode se tornar uma tarefa muito complexa por existirem padrões diferentes entre os fabricantes de SGBDs. Com base em situações como estas que foi realizado um estudo sobre as principais diferenças existentes na utilização da linguagem SQL em três SGBDs: SQL Server, Oracle e MySQL.

Diferenças entre instruções SQL

Atualmente a competitividade entre as empresas que desenvolvem sistemas de bancos de dados é muito grande, e para garantir uma maior satisfação de seus utilizadores, algumas delas, como a Oracle e a Microsoft, resolveram aderir a um padrão próprio para utilização da linguagem SQL em seus SGBDs.

Apesar dessas empresas possuírem suas particularidades, a própria linguagem SQL tem uma base subjacente onde suas instruções podem ser utilizadas em praticamente todos os fornecedores de SGBDs. Deste modo, a partir de agora analisaremos alguns dos principais recursos destas opções de armazenamento explicitando as diferenças entre elas.

Tipos de dados

Tipos de dados definem que tipo de dados a coluna irá conter. Cada banco possui muitos tipos de dados que podem ser definidos, mas neste artigo serão apresentados apenas os mais comuns, que geralmente são os numéricos, caracteres e data/hora.

Existe uma grande variedade de tipos numéricos, entre eles os inteiros, decimais, números reais e bits, que são representados pelos valores 0 ou 1. Na Tabela 1 é apresentado um exemplo de tipos de dados nos bancos Oracle, Microsoft SQL Server e MySQL.

Descrição Geral

SQL Server

MySQL

Oracle

Exemplo

Bit

bit

bit

(não)

1

Inteiro

int

int

number

25

decimal

decimal

decimal

number

58.63

real

float

float

number

80.62345

Tabela 1. Tipos de dados.

Os tipos de dados caracteres podem ser referidos como caractere ou cadeia de caracteres, onde é possível conter qualquer tipo de informação inclusive os caracteres especiais, desde que seu valor esteja cercado por uma aspa simples, ao contrário dos tipos de dados numéricos, que não são cercados por aspas simples. Um exemplo disso está exemplificado na Tabela 2.

Descrição Geral

SQL Server

MySQL

Oracle"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?