Introdução ao Android

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (20)  (0)

Este artigo traz uma introdução ao Android e as etapas necessárias para iniciar o desenvolvimento de aplicativos para essa plataforma.

Artigo do tipo Tutorial
Recursos especiais neste artigo:
Artigo no estilo Solução Completa
Introdução ao Android
Este artigo traz uma introdução ao Android, o sistema operacional líder no mercado de smartphones e tablets, e as etapas necessárias para iniciar o desenvolvimento de aplicativos para essa plataforma. A implementação de um exemplo prático é demonstrada, utilizando classes fundamentais da linguagem Java e do Android SDK, dentro do ambiente de desenvolvimento Eclipse.

Em que situação o tema útil
O desenvolvedor Java pode hoje aproveitar seu conhecimento na linguagem para criar aplicativos dentro de uma nova e empolgante área: o mercado dos smartphones e tablets. O sistema operacional Android, que é líder de mercado neste segmento, utiliza Java como a linguagem de programação para seus aplicativos, e traz um conjunto rico de classes e ferramentas para o desenvolvimento de programas que façam uso dos principais recursos existentes nestes aparelhos.

Não podemos contestar o que é um fato: o sistema operacional Android é hoje líder absoluto nos tablets e smartphones disponíveis no mercado mundial. Lançado pelo Google com o intuito claro de disputar com o iPhone da Apple, a plataforma móvel do “robozinho” ganhou uma enorme fatia do mercado por várias (e merecidas) razões:

· Possui uma interface agradável e fácil de usar, que conquista tanto usuários novatos como os mais experientes;

· Sua arquitetura aberta possibilita que o mesmo seja utilizado em aparelhos de vários fabricantes;

· Utiliza a linguagem Java para criação de seus aplicativos.

Só esse último item já faz “brilhar” os olhos da maioria dos desenvolvedores – afinal de contas, que não conhece Java hoje em dia?

Assim, o programador com o mínimo de conhecimento em Java já poderá se “aventurar” pelo mundo do desenvolvimento móvel e, graças a um conjunto de ferramentas de desenvolvimento e uma documentação completíssima disponibilizada pelo Google, terá uma “curva de aprendizagem” bem menos acentuada do que em outras plataformas no mercado (o desenvolvimento para iOS, por exemplo, exige o conhecimento de Objective-C, uma linguagem ainda distante de muitos desenvolvedores).

A cada dia que passa, dispositivos equipados com Android tornam-se cada vez mais populares e se confirmam como líderes no mercado de smartphones e tablets. Neste artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre essa nova e revolucionária plataforma móvel, sua breve história e como ela pode ser um novo e excitante mundo a ser explorado pelo programador Java.

O surgimento do Android e o impacto no mercado

O sistema operacional Android foi criado pela Android, Inc., empresa estabelecida em 2003 na Califórnia (dentro do célebre Vale do Silício), com o intuito de desenvolver soluções de software para plataformas móveis.

Visando uma maior participação no mercado de dispositivos móveis, o Google começou a financiar as pesquisas da Android, Inc., chegando finalmente a adquirir a empresa em 2005. No período em que se seguiu, diversos rumores começaram a surgir sobre as razões por trás do crescente interesse do Google em sistemas móveis.

Em 2007, os rumores provaram ser verdadeiros. Junto de outras empresas, o Google formou a Open Handset Alliance, um grupo voltado para pesquisa e desenvolvimento no campo de dispositivos móveis, e anunciou oficialmente o Android, ainda em versão beta. A versão 1.0 oficial foi lançada em outubro de 2008, sendo o HTC Dream o primeiro smartphone com o sistema a chegar às lojas.

Concorrendo obviamente com o iPhone, o aparecimento do robozinho verde gerou até uma “ruptura” entre as (até então) aliadas Google e Apple: Eric Schmidt, na época CEO do Google e membro do conselho de diretores da Apple, renunciou a este último cargo, em razão do fato de (dizem) Steve Jobs não ter gostado nada da “nova praia” em que o Google estava pisando (tal fato, segundo rumores, levaram também a Apple a criar seu próprio sistema de mapas para substituir o serviço do Google posteriormente).

O Android é baseado no kernel (núcleo) do sistema operacional Linux. Dessa forma, tornou-se (para desespero de muitos fãs “radicais” do Linux) a versão (ou “distribuição” – apesar de muitos não concordarem que o Android seja uma distribuição Linux “de facto”) mais usada no mundo do sistema operacional idealizado por Linus Torvalds.

O que não se pode negar é o fato do Android herdar, com isso, toda a estabilidade, eficiência e segurança, velhas conhecidas do Linux. Outra característica importante advinda do fato do uso de um sistema open source como base é que o Android também tem seu código-fonte disponibilizado pelo Google (o código-fonte de uma nova versão é liberado em um curto período após o seu lançamento oficial, e pode ser obtido em source.android.com).

Apesar de ser liderado pelo Google, o processo de desenvolvimento do Android conta com a participação direta das empresas participantes da Open Handset Alliance (como Samsung, Sony, HTC, Motorola e LG), e as decisões relativas ao sistema, assim como os recursos das novas versões, são todas realizadas em comum acordo pelo grupo.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?