Introdução ao BlueJ - Artigo Java Magazine 37

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Aprenda Visualmente Programação OO e Java. Conheça o ambiente que é cada vez mais usado para ensinar a orientação a objetos e desenvolvimento Java em universidades.

Esse artigo faz parte da revista Java Magazine edição 37. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

 

 

 

Introdução ao BlueJ

Aprenda Visualmente Programação OO e Java

Conheça o ambiente que é cada vez mais usado para ensinar a orientação a objetos e desenvolvimento Java em universidades

O BlueJ é um ambiente gratuito de desenvolvimento de aplicações orientadas a objetos utilizando a linguagem de programação Java. Uma de suas características principais é a facilidade de aprendizagem de programação OO, através de recursos visuais interativos. Por exemplo, classes e relacionamentos podem ser definidos visualmente, e é possível verificar o comportamento dos objetos em memória durante a execução.

O BlueJ é resultado de um projeto de pesquisa voltado ao ensino de orientação a objetos para iniciantes, desenvolvido pela Deakin University (Austrália) e University of Kent (Inglaterra), com contribuições de diversos outros grupos. É também suportado pela Sun Microsystems. O projeto "NetBeans BlueJ Edition", que recentemente liberou sua primeira versão beta, permite a migração suave de iniciantes utilizando do BlueJ para um IDE profissional.

O ambiente BlueJ

O download do BlueJ pode ser feito em bluej.org. Há instaladores nativos para Windows e Mac OS X, e um JAR executável que pode ser usado em qualquer sistema operacional com suporte a Java. Para execução é necessário um JDK instalado (1.4.2 ou mais recente).

A Figura 1 apresenta a interface principal do BlueJ. A grande área central é o Class Browser,  e a parte inferior é chamada de ObjectBench. O class browser possibilita definir visualmente uma estrutura de classes (usando um subconjunto simplificado da linguagem de modelagem UML), e também instanciar objetos interativamente, que são mostrados no ObjectBench. Os atributos dos objetos podem ser examinados através do Object Inspector (não mostrado na figura), e métodos podem ser executados via cliques do mouse.

 

Figura 1. Interface Principal do BlueJ

 

Construindo um projeto no BlueJ

Para criar um projeto, no menu principal deve-se acessar Project||New Project. Para exemplificar o processo de criação de um projeto utilizando o BlueJ, é apresentado um estudo de caso que cria uma hierarquia de classes de um sistema de RH hipotético. Existem as classes Funcionario, FuncionarioHorista, FuncionarioDiarista e FuncionarioMensalista. A superclasse Funcionario é abstrata, servindo para a definição dos elementos comuns às suas subclasses. Todos os funcionários estão lotados em um Departamento, que pode ter vários funcionários.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?