JavaOne: Tecnologias e projetos

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Neste ano o JavaOne foi diferente, voltamos a ter algumas grandes novidades, que estavam “guardadas”, como a família de produtos Java FX.

Esse artigo faz parte da revista Java Magazine edição 47. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

JavaOne 2007

Tecnologias e projetos – e uma primeira aplicação Java FX

Este ano o JavaOne foi surpreendente. Geralmente não esperamos muitas novidades, devido ao crescente número de blogs, listas de discussão e fóruns, que nos deixam sempre por dentro das últimas notícias – mesmo assim o maior evento Java é sempre um excelente termômetro que indica quais dos planos prometidos no último ano foram cumpridos, quais não saíram do papel e quais estão de fato em andamento. Mas neste ano foi diferente. Voltamos a ter algumas grandes novidades, que estavam “guardadas”, como a família de produtos Java FX. Tivemos também confirmações de tecnologias importantes, como Web 2.0 e o uso de linguagens de scripting, sobre as quais pudemos ver muitas discussões mais maduras neste ano.

Selecionar o que assistir entre as centenas de palestras do JavaOne é sempre uma tarefa complexa. Saímos do evento querendo ter visto mais Sessions e mais BoFs, e desejando ter aproveitado ainda mais as outras atividades que a conferência oferece – entre elas, contatos e discussões com as pessoas que definem a tecnologia.

Para os que não foram, e também para os que perderam palestras importantes, os PDFs e o som das Sessões Técnicas são disponibilizados no site do JavaOne. E as General Sessions podem ser vistas na íntegra, com vídeo e áudio. Vale a pena assistir pelo menos à abertura do evento, que é sempre a melhor de todas. Veja nos links como acessar esses recursos pós-evento.

Neste artigo apresento uma seleção das novidades do JavaOne 2007, com ênfase em tecnologias e projetos, como Java FX, GlassFish e Web 2.0 e 3.0.

JavaFX

Um dos grandes anúncios do JavaOne 2007 foi sem dúvida a nova família de produtos chamada JavaFX, composta inicialmente pelas tecnologias JavaFX Script e JavaFX Mobile. As duas aproveitam recursos importantes da plataforma Java como portabilidade, segurança e conectividade com aplicações corporativas – e trazem mais interatividade e novos recursos visuais para aplicações clientes.

Foram mostradas algumas aplicações, que estão disponíveis no site do projeto OpenJFX no java.net. As demonstrações são recheadas de recursos de transparência e movimento (como fade-in e fade-out), e lembram aplicações criadas com Macromedia Flash; veja um exemplo na Figura 1. As demonstrações são distribuídas como aplicações Java para desktop, via Java Web Start.

 

Figura 1. Aplicação JavaFX em ação: alta interatividade com aplicações ricas

JavaFX Script                                                                              

A linguagem JavaFX Script foi criada para simplificar o desenvolvimento de aplicações de interface rica (RIA – Rich Interface Applications), e apresenta como principais diferenciais o aproveitamento de recursos importantes da plataforma Java como segurança e portabilidade, permitindo acesso a grande parte das APIs Java.

Um diferencial em relação a outras linguagens de script é que Java FX Script é statically typed; ou seja, os tipos são definidos estaticamente em tempo de compilação, facilitando por exemplo a implementação de auto-complete e outros recursos de produtividade em IDEs. Veja um pouco mais sobre a linguagem no quadro “Destaques de sintaxe da JavaFX Script”. O quadro “Primeira aplicação com JavaFX script” apresenta um mini-tutorial sobre como usar a tecnologia.

JavaFX Mobile

No JavaOne 2006 foi divulgado com grande destaque, um celular especial com sistema operacional baseado em Java e suportando aplicações ricas – tudo o que um programador Java gostaria de ver, na palma da mão. Era fácil visualizar o enorme universo de aplicações que poderia ser criado para o novo dispositivo. O nome do celular era Jasper, e era produzido por uma empresa chamada SavaJe.

Este ano foi apresentado o Java FX Mobile (veja a Figura 2), um sistema operacional e plataforma para aplicações, baseado em Java e Linux. Com o JavaFX Mobile, será possível criar aplicações móveis ricas e interativas, com a capacidade de buscar dados ou serviços pela rede, e com suporte a tecnologias Java que vão além do Java ME.

Qualquer semelhança entre o JavaFX Mobile e o SavaJe não é coincidência. A empresa criadora do SavaJe foi comprada pela Sun, que aproveitou muito da sua tecnologia."

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?