Left e right joins no MySQL - Revista SQL Magazine 96

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Neste artigo apresentaremos como trabalhar com left e right joins no MySQL através de um conjunto de exemplos práticos.

De que se trata o artigo:

Neste artigo apresentaremos como trabalhar com left e right joins no MySQL através de um conjunto de exemplos práticos.

Em que situação o tema útil:

O uso de joins é um conhecimento fundamental para todos aqueles que trabalham com banco de dados. Para contribuir com isto, este artigo apresenta como devemos proceder para fazer uso dos left e right joins no MySQL.

Resumo DevMan

Este artigo irá apresentar o uso de joins no MySQL. Apesar de nosso foco principal ser nas opções de LEFT e RIGHT joins, também abordaremos rapidamente os tipos FULL e INNER.

A linguagem SQL é um padrão de banco de dados. Isto decorre da sua simplicidade e facilidade de uso. Ela se diferencia de outras linguagens de consulta a banco de dados no sentido de que uma consulta SQL especifica a forma do resultado e não o caminho para chegar a ele. Ela é uma linguagem declarativa em oposição a outras linguagens procedurais. Isto reduz o ciclo de aprendizado daqueles que se iniciam na linguagem.

Em 1986 o American National Standard Institute (ANSI) publicou a SQL como linguagem padrão para os bancos de dados relacionais, chamando-o de SQL-86. Assim, a partir de 1986, os sistemas gerenciadores de bancos de dados relacionais passaram a adotar a SQL como linguagem padrão. A SQL é subdividida em três sub-linguagens, que são: DDL (Data Definition Language), DML (Data Manipulation Language) e DCL (Data Control Language).

Após a primeira versão do padrão SQL-86, tivemos algumas variações que originaram a SQL-92 e atualmente várias características foram incorporadas à linguagem, tendo já sido publicado o SQL-3. Foram adicionados recursos relacionados à orientação a objetos, dentre várias outras características.

Além do padrão SQL, cada fabricante de SGBD pode acrescentar funcionalidades exclusivas ao SGBD. Isto ocorre frequentemente, principalmente com alguns dos principais fabricantes, como Microsoft (SQL Server), Oracle (atualmente com o Oracle11g), IBM (DB2) e o MySQL.

Quando se fala sobre o uso da linguagem SQL, deve-se ter em mente que o conhecimento sobre o uso de joins é imprescindível para todos aqueles que precisam escrever comandos SQL no seu dia a dia. Isto por que boa parte das consultas que escrevemos necessita retornar valores cujos dados estão espalhados por duas ou mais tabelas do banco de dados. Sendo assim, podemos considerar que conhecer joins é algo de primeira necessidade quando o assunto é banco de dados.

Neste contexto, neste artigo daremos início a nossos estudos sobre o uso do join no MySQL. Nosso foco será em dois tipos de join: left e right. Entretanto, é importante saber que existem outros tipos: FULL e INNER.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?