Microsoft Power BI: primeiros passos

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (13)  (0)

Veja nesse artigo como dar os primeiros passos para trabalhar com a ferramenta Microsoft Power BI. Confira!

Mentoring: apresentação do cenário
Este artigo é útil para quem trabalha com apresentação de informações consolidadas, construção de dashboards e painéis de monitoramento, ou que está iniciando os estudos na área de Business Intelligence. Através de exemplos, baseado em um cenário de vendas de revistas, será mostrado como dar os primeiros passos para trabalhar com a ferramenta Microsoft Power BI. Será construído um modelo considerando a obtenção do dado bruto, passando pela fase de transformação, e por fim, apresentando as informações tratadas em um painel (dashboard), contendo alguns dos diversos tipos de componentes gráficos disponibilizados na ferramenta.

O Power BI é uma ferramenta da Microsoft voltada para a apresentação de informações através da criação de painéis e dashboards. Sua utilização é ideal para analistas, diretores, gerentes, entre outros que precisam construir e apresentar as informações de maneira integrada e dinâmica.

Embora o alvo maior seja a camada de apresentação das informações, também é possível realizar o ETL (Extract, Transform and Load) dos dados. Nativamente, o Power BI possibilita conexão com diversas fontes de dados, possibilitando assim a criação de um ambiente integrado com dados provenientes de várias fontes de informação, podendo ser desde uma simples planilha Excel, até dados provenientes de redes sociais.

Ao realizar o cadastro na Microsoft com uma conta corporativa, é possível criar um projeto e disponibiliza-lo na internet ou acessa-lo através de smartphones. No entanto, neste artigo será usada a versão desktop do Power BI, uma vez que essa versão não exige a necessidade da utilização de uma conta corporativa. A versão desktop do Power BI pode ser baixado gratuitamente no site descrito na seção Links.

Segundo a própria Microsoft, o Power BI é uma solução voltada para a análise de negócios possibilitando realizar a análise informações e o compartilhamento de ideias. Os painéis do Power BI fornecem uma visão ampla e integrada para os usuários corporativos, de modo que eles possam consultar as suas métricas mais importantes. As informações podem ser atualizadas em tempo real e podem ficar disponíveis em diversos dispositivos.

Criar um projeto é bastante simples, existem mais de 50 conexões com diversos tipos de fontes de dados, disponibilizados de forma bastante simplificada, através de formulários predefinidos que visam auxiliar na conexão com elas. Para a montagem do painel de apresentação das informações, é possível utilizar diversos componentes gráficos visuais nativos, além de uma comunidade bastante ativa que desenvolve e customiza novos componentes. A partir deles é possível criar relatórios atraentes que transmitem com eficiência a mensagem desejada.

Um projeto no Power BI se resume em: estabelecer a conexão com a fonte de dados (geralmente várias fontes de dados), realizar o tratamento dos dados e, por fim, utilizar componentes gráficos para criar os painéis/dashboards. Um projeto do Power BI possui a extensão “pbix”, e pode ser aberto em qualquer outro computador que possui a ferramenta instalada, contudo, a maneira mais interessante de compartilhar o projeto é publicá-lo no serviço do Power BI, sendo necessário nesse caso uma conta corporativa.

Com o Power BI é possível unificar todos os dados de uma organização, estando eles na nuvem ou localmente. Através dos gateways do Power BI, é possível conectar os bancos de dados SQL Server, Oracle, estruturas do Microsoft Analysis Services, dados oriundos de redes sociais, entre outras fontes de dados, tudo isso em um mesmo painel, conforme será apresentado no tópico a seguir.

Obtenção e modelagem dos dados

Como já citado, o Power BI Desktop facilita a descoberta de dados, sendo possível incorporar os dados a partir de uma ampla variedade de origens de fontes de informações. A seguir é apresentada a relação com as opções de conexão de fonte de dados disponíveis atualmente agrupadas por categoria;

  • Categoria arquivo: XML, Excel, CSV, Text, JSON, e através de diretórios.
  • Categoria base de dados: Microsoft Access, MySQL, PostgreSQL, SQL Server, SQL Server Analysis Services, Teradata, SAP HANA, Oracle, IBM DB2, e Sybase.
  • Categoria azure: Microsoft Azure Marketplace, banco de dados SQL do Azure, SQL Data Warehouse do Azure, Azure HDInsight, armazenamento de tabela do Azure, Azure HDInsight Spark (Beta), armazenamento de blob do Azure, repositório Azure Data Lake (Beta), banco de dados de documentos do Azure (Beta).
  • Categoria serviços online: Facebook, Microsoft Exchange Online, SharePoint Online List, Dynamics CRM Online, Google Analytics, Salesforce Objects, Salesforce Reports, appFigures (Beta), comScore Digital Analytix (Beta), GitHub (Beta), MailChimp (Beta), Marketo (Beta), Planview Enterprise (Beta), QuickBooks Online (Beta), SparkPost (Beta), Smartsheet, SQL Sentry (Beta), Stripe (Beta), SweetIQ (Beta), Troux (Beta), Twilio (Beta), tyGraph (Beta), Webtrends (Beta), Zendesk (Beta).
  • Categoria outros: Web, R Script, Microsoft Exchange, Data Feed, Hadoop File (HDFS), Active Directory, ODBC, Spark (Beta), SharePoint List.

O Power BI Desktop também fornece recursos que auxiliam na fase de modelagem de dados, como a detecção automática e relações, medidas personalizadas, colunas calculadas, categorização de dados e classificação por coluna. É possível também visualizar os dados contidos na fonte de dados, além de visualizar o modelo em um diagrama, no qual é permitido realizar a análise da estrutura e, se " [...]

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?