Monitoramento: Internet e e-mails - Revista Infra Magazine 3

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (0)

Este artigo aborda a temática segurança da informação sob a perspectiva do monitoramento de internet e e-mails. Para isso, serão discutidas no artigo dúvidas comumente encontradas nas organizações sobre a necessidade e legalidade em se adotar determinadas práticas de monitoramento.

De que se trata o artigo:

Este artigo aborda a temática segurança da informação sob a perspectiva do monitoramento de internet e e-mails. Para isso, serão discutidas no artigo dúvidas comumente encontradas nas organizações sobre a necessidade e legalidade em se adotar determinadas práticas de monitoramento.

Em que situação o tema útil:

As políticas de segurança fornecem um enquadramento para a implementação de mecanismos de segurança, definem procedimentos de segurança adequados, processos de auditoria à segurança e estabelecem uma base para procedimentos legais na sequência de ataques. Neste sentido, este artigo contribui para o entendimento da necessidade e legalidade do estabelecimento de políticas de segurança nas organizações.

Resumo DevMan:

A Segurança da Informação se refere à proteção existente sobre as informações de uma determinada empresa ou pessoa, isto é, aplica-se tanto às informações corporativas quanto às pessoais. Entende-se por informação todo e qualquer conteúdo ou dado que tenha valor para alguma organização ou pessoa. Ela pode estar guardada para uso restrito ou exposta ao público para consulta ou aquisição.

Estamos vivenciando atualmente a representação mais fiel do clássico romance 1984, do autor George Orwell, onde ele descrevia com uma riqueza de detalhes um mundo governado pelo Grande Irmão (Big Brother), que monitorava a tudo e a todos, como forma de preservar o sistema de governo totalitário. Pasmem, este livro foi lançado em 1948, no cenário pós 2ª Guerra Mundial e conseguiu como poucos ilustrar uma percepção de futuro até então encarada apenas como um cenário de ficção científica. É impressionante como o conceito de monitoramento ganhou espaço no nosso dia a dia, muitas vezes sem darmos conta da real dimensão que isso ocupa em nosso conceito de sociedade.

Em uma recente palestra que apresentamos na sede de nosso parceiro de soluções de segurança, BRconnection, abordamos o seguinte tema: Fraudes – Como Combater e Evitar Prejuízos. Entre as diversas questões levantadas e as soluções apresentadas, uma dúvida que se transformou em debate me chamou a atenção: O que realmente podemos monitorar nos computadores de nossas empresas para reduzir o risco de fraudes?

Pois bem, essa dúvida abre uma série de outras questões que se não forem elucidadas, podem trazer sérios problemas à empresa:

• Preciso ter a ciência dos funcionários, avisando formalmente que estão sendo monitorados?

• Eu posso monitorar webmail particular dos funcionários?

• Quais os problemas em deixar os funcionários acessarem a Internet e os e-mails na empresa livremente?

• Preciso controlar os horários de acessos dos usuários no trabalho?

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?