Open Source: o que está por trás da motivação dos desenvolvedores? - Revista Engenharia de Software Magazine 51

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (0)

Este artigo tem como objetivo apresentar os fatores que motivam desenvolvedores a contribuírem em iniciativas Open Source. Fundamentando-se em pesquisas recentes, e em teorias de motivação, apresentamos o conjunto de fatores motivadores categorizados de acordo com as necessidades mais primitivas dos desenvolvedores de software Open Source.

De que trata o artigo:

A motivação no contexto do trabalho deve ser entendida basicamente como "um conjunto de forças internas ao indivíduo que energizam, canalizam e sustentam o esforço voluntário para a realização de uma atividade de objetivo específico". Neste contexto, este artigo tem como objetivo apresentar os fatores que motivam desenvolvedores a contribuírem em iniciativas Open Source. Fundamentando-se em pesquisas recentes, e em teorias de motivação, apresentamos o conjunto de fatores motivadores categorizados de acordo com as necessidades mais primitivas dos desenvolvedores de software Open Source.

Em que situação o tema útil:

Este tema é útil para todos que estão envolvidos e para aqueles que querem se envolver com projetos Open Source.

Resumo DevMan:

Este artigo aborda o tema motivação no desenvolvimento de projetos open source. Para isso, apresentamos inicialmente uma definição do que é motivação e como são organizadas as comunidades Open Source. Em seguida, apresentamos uma síntese dos fatores que a literatura apresenta como motivadores para este tipo de desenvolvedor e, por fim, apresentamos uma reflexão sobre tais motivadores.

Autores: A. César C. França e Danilo Monteiro Ribeiro

No livro "Drive: The surprising true about what motivates us" (Drive: a verdade surpreendente sobre o que nos motiva), o autor Daniel Pink levanta a seguinte questão: há 15 anos, a enciclopédia Microsoft Encarta dominava o mercado das enciclopédias eletrônicas. Ela era desenvolvida por uma equipe altamente qualificada, devidamente remunerada e administrada de uma forma que os esforços individuais fossem recompensados pela empresa na qual trabalhavam. O projeto aparentemente preenchia todos os requisitos motivacionais de um projeto de sucesso, para o entendimento da época. Quem diria que tal sucesso seria desbancado por uma enciclopédia gratuita, de acesso livre, e construída por pessoas que nem mesmo são remuneradas pelo trabalho? Era uma previsão muito pouco provável, mas foi exatamente isso que aconteceu com a chegada da Wikipédia.

O mesmo fenômeno pode ser atualmente evidenciado em outros produtos de software Open Source, tais como o Mozilla Firefox, Linux, Eclipse IDE, Apache Server, Blender, entre vários outros. No entanto, os fatores que levam programadores a contribuírem efetivamente para estas iniciativas aparentemente continuam sendo uma questão em aberto. Por que desenvolvedores de software aplicam uma fatia considerável do seu tempo produtivo desenvolvendo produtos pelos quais eles não serão necessariamente remunerados? Seria a "Ideologia da Liberdade" suficiente para explicar este fenômeno?

A motivação de desenvolvedores de software, em si, é um fenômeno que vem sendo estudado desde a década de 80. Comunidades Open Source, ao mesmo tempo, são objetos de pesquisa desde o final da década de 90. Estudos como o de [17] e [10] se propuseram a investigar de forma extensiva a motivação de engenheiros de software em projetos Open Source e neste artigo, nós apresentamos uma síntese da literatura técnica-científica que investiga o fenômeno da motivação nestas comunidades, fundamentando os nossos argumentos através de duas teorias principais: a teoria da Expectativa, e a teoria de Valores Universais.

Como resultado, apresentamos uma descrição de quatro estereótipos baseados nos valores que substanciam o comportamento motivado de desenvolvedores de comunidades Open Source. A principal revelação neste artigo é que, na pesquisa científica como um todo, a ideologia do desenvolvimento Open Source aparece apenas como um coadjuvante no processo de motivação destes desenvolvedores.

Motivação, em essência

Por que motivar é importante?

A forma como a motivação é trabalhada dentro de um projeto Open Source pode afetar diretamente o comportamento de participação e retenção dos membros, é o que dizem as pesquisas relacionadas com este tema, por diversas razões. Ao mesmo tempo, para uma empresa de grande porte decidir adotar um produto Open Source, ela precisa de garantias de que o produto continuará sendo evoluído – o que depende diretamente da frequência de participação dos membros. Além disso, a retenção dos membros faz com que o conhecimento sobre o produto seja retido dentro do projeto e se desenvolva de forma incremental – afetando também a qualidade do produto.

Logo, administrar a motivação da equipe pode trazer benefícios não somente relacionados com a frequência e qualidade da contribuição dos membros da comunidade Open Source, mas também pode determinar a qualidade do produto final.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?