Guia Cordova

PhoneGap e Cordova: Como criar aplicativos mobile híbridos e offline

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (18)  (0)

Aprenda como criar uma solução mobile offline e híbrida. Veja também como desenvolver aplicativos que funcionem em diferentes plataformas.

Fique por dentro
Com a leitura desse artigo o leitor estará apto a começar o desenvolvimento de aplicativos mobile híbridos com qualidade, segurança e padronização. Desenvolver aplicativos mobile híbridos e offline não é uma tarefa fácil, principalmente pelo JavaScript ser a linguagem base no desenvolvimento. Para reduzir esta complexidade, utilizaremos as tecnologias HTML5, JavaScript e jQuery Mobile, através do Cordova/PhoneGap e JBoss Developer Studio para a criação do aplicativo.

Com a expansão tecnológica nos últimos anos, precisamente em meados do ano de 2007 com o surgimento do iPhone da Apple e logo em seguida o Android da Google, o mundo conheceu uma nova maneira de se comunicar, interagir, trabalhar, ensinar, pesquisar e divertir através de aplicativos mobile presentes em smartphones, tablets entre outros dispositivos que são compatíveis com essa tecnologia. Hoje mais de um bilhão de pessoas já utilizam. Isso também repercutiu no que se refere a novas visões estratégicas de negócios em diversos setores.

Mas o que vem chamando atenção é que a maioria dos aplicativos móveis desenvolvidos e publicados nas lojas (Google Play, Apple Store ou Windows Market Place) segue a mesma premissa: desenvolvido em plataforma nativa com necessidade de conexão com a internet para funcionar.

Essa é uma forma muito tendenciosa em propor soluções, tornando-se na maioria das vezes um ciclo vicioso no desenvolvimento de aplicativos móveis. E que muitas vezes não seria a melhor forma para inovar ou solucionar a necessidade do negócio em si.

Esse artigo apresenta uma solução que foge do habitual. Será apresentada uma solução mobile offline e híbrida. Offline para atender negócios que não têm a possibilidade de acessar a internet, e híbrido para que seja codificado uma vez e disponibilizado em qualquer dispositivo, independentemente de seu sistema (Android, iOS ou Windows Phone).

Isso é possível codificando a aplicação com HTML5, JavaScript em conjunto com a API Cordova PhoneGap a qual é capaz de tornar esse código (HTML5 e JavaScript) híbrido. O Cordova PhoneGap constrói o projeto na plataforma nativa que desenvolvedor escolher.

Apps híbridos

O conceito clássico de híbrido refere-se no ato de misturar. Na mistura de dois ou mais elementos diferentes o resultado é a oposição da ordem natural das coisas. Os aplicativos mobile híbridos surgiram a partir desse conceito, entre a junção do nativo e da web.

A utilização das linguagens de programação da web, como HTML5 e Java Script, e o empacotamento no formato nativo resulta em um aplicativo que vai funcionar em plataformas diferentes. Hoje em dia uma grande quantidade de soluções mobile gira em torno de aplicativos híbridos, pois o conceito de escrever uma vez e rodar em qualquer plataforma torna esse modelo bastante utilizado no desenvolvimento.

Aplicativos híbridos vão funcionar da mesma maneira como os aplicativos nativos, contudo:

• São baseados em HTML5, CSS3 e JavaScript, sendo essas as principais tecnologias;

• Exige um menor custo no desenvolvimento comparado com os nativos, isso por manter um código fonte apenas não precisando desenvolver um código para cada plataforma;

• Para aplicar atualizações periódicas nos aplicativos, há uma enorme vantagem sobre as nativas, aplicando a atualização uma única vez.

Outro ponto fundamental é que existe uma enorme gama de frameworks que seguem a filosofia híbrida: jQuery Mobile com PhoneGap, Sencha Touch, Titanium, ZeptoJS, etc. Esses frameworks oferecem uma suíte de componentes prontos os quais agilizam o desenvolvimento do aplicativo.

HTML5

O HTML5 chegou com intuito de suprir as necessidades do desenvolvimento web moderno. Os aplicativos mobile são os principais protagonistas que utilizam essa linguagem. Ele que permite as apps se portarem como apps nativa.

O principal recurso para esse fim é o armazenamento de variáveis e de bases de dados embarcados no dispositivo através do Local Storage e do WebSQL:

Local Storage: o armazenamento é temporário, formado por par (chave / valor), permanecendo até que a sessão esteja ativa;

WebSQL: a forma de armazenamento segue as especificações web de banco de dados SQL, o qual oferece toda estrutura já conhecida pela maioria dos desenvolvedores como tabelas, chaves primarias, e chaves estrangeiras.

O Web SQL permite que o aplicativo mantenha os dados armazenados dentro do dispositivo sem necessidade de acesso à internet.

JavaScript

É uma linguagem de scripts (trechos de códigos) para web, totalmente dependente de um browser. É integrada nas páginas HTML do lado cliente sendo utilizada principalmente para manipular informações e objetos de uma página HTML.

Ela é carregada junto com a página web, sendo uma linguagem interpretada que não tem a necessidade de nenhum compilador e também é de fraca tipagem (a declaração de variáveis não necessita informar um tipo como String, int, double, etc.).

Nos primórdios de sua existência foi uma linguagem duramente criticada pela falta de segurança, ausência de logs de erros e por sua baixa produtividade no desenvolvimento. Mas hoje o JavaScript tornou-se uma linguagem imprescindível e de extrema utilidade no desenvolvimento web. Ela pode ser considerada a principal linguagem para o desenvolvimento de apps mobile híbridos.

Não existe outra maneira de tornar seu aplicativo móvel híbrido sem pensar em JavaScript, sendo esta a única tecnologia que todas as plataformas nativas suportam. Além disso, existe hoje no mercado inúmeros frameworks que facilitam o desenvolvimento em JavaScript como jQuery, Angular, XTJS, Backbone, etc.

Cordova PhoneGap

É um framework para o desenvolvimento mobile que permite construir aplicativos para dispositivos móveis usando JavaScript, HTML5 e CSS3. Ele torna possível realizar a transferência do código para a sua plataforma nativa (Android, iOS e Windows Phone), ou seja, o resultado de seu uso é um aplicativo mobile híbrido.

O núcleo do PhoneGap é composto por HTML5 e CSS para renderização e JavaScript para a lógica de negócio e programação. O HTML5 provê todo acesso aos hardwares nativos do dispositivo usando uma interface de função externa (FFI - Foreign Function Interface), sendo este um mecanismo que permite chamar funções e serviços escritos em outra linguagem de programação.

O PhoneGap também pode ser estendido com plugins nativos, o que permite ao desenvolvedor acessar as funções nativas dos dispositivos. Um plug-in são trechos de código que fornecem uma interface para componentes nativos do dispositivo móvel. Ao projetar um aplicativo híbrido que tem a necessidade de acessar recursos como câmera, coordenadas geográficas, tipo de conexão com a internet, informações sobre o dispositivo móvel (modelo, fabricante, uuid, etc.), base de dados (storage), deverá ser adicionado um plugin Cordova no projeto para isso. Hoje o Cordova Phonegap conta com aproximadamente 642 plugins disponíveis para uso que podem ser encontrados na documentação oficial do PhoneGap.

Segurança do Cordova " [...]

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Ficou com alguma dúvida?