PHP - Iniciando Contato com a Linguagem (1a. parte)

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (0)

Este tutorial será dividido em partes, destinados a iniciantes da linguagem PHP. Este 1o. Tutorial aborda primeiramente a estrutura do codigo PHP em HTML e de forma prática o uso de variáveis globais e locais em código gerador de pesquisa.usando método HTTP GET.

 

 

1.  Vamos entender a estrutura PHP no editor HTML.

 

O código é reconhecido pelas tags php.

 

<?php

comandos

?>

 

Modo mais utilizado para as tags php, principalmente se quer que seu script seja compatível com XML.

 

<script language=”php”>

comandos

</script>

 

Modo de descrição para quem já esta acostumado com a linguagem ASP

 

<?

comandos

?>

Para utilizá-lo, é necessário

habilitar a opção short_open_tag na configuração do PHP, tornando on.

 

 

 

<%

comandos

%>

 

O último tipo

serve para facilitar o uso por programadores acostumados à sintaxe de ASP. Para

utilizá-lo também é necessário habilitá-lo no PHP, através do arquivo de configuração

php.ini, tornando on a opção asp_tags.

 

2.       Entendendo as TAGS

<?php

if ($expressao) {

?>

<strong>Isso é verdadeiro.</strong>

<?php

} else {

?>

<strong>Isto é falso.</strong>

<?php

}

?>

Isso funciona como esperado porque quando o PHP encontra a tag de fechamento ?>.

 

3.       Separando instruções

Pode usar ; ou ?> para determinar o fim da instrução

 

4.       Comentários

Comentários  são feitos com uso de // ou /*

 

Ex:

<?php

echo "Isto é um exemplo"; //Comentário de uma linha como no

C++

 

/* Isto é um comentário de mais de uma linha

e aqui temos outra linha como em C */

 

echo "Isto é um outro exemplo";

 

echo "O último exemplo"; #Comentário no estilo Unix shell

?>

 

Você precisa ser cuidadoso com comentários estilo 'C' encadeados,eles podem

causar problemas em grandes blocos.Porém deve ser utilizado este método pois é o método utilizado por padrão.

 

5.       Variáveis em PHP

 

Toda variável em PHP tem seu nome composto pelo caractere $ e uma string, que deve

iniciar por uma letra ou o caractere “_”.PHP é case sensitive, ou seja, as variáveis $integrator e $INTEGRATOR são

diferentes. Por isso é preciso ter muito cuidado ao definir os nomes das variáveis. É

bom evitar os nomes em maiúsculas, pois como veremos mais adiante, o PHP já possui

algumas variáveis pré-definidas cujos nomes são formados por letras maiúsculas.

Passagem por referência

 

Ex:

 

<?php

$nome = 'Quelen'; // Atribui o valor 'Quelen' a variável $nome

$pessoa = &$nome; // Referecia $nome através de $pessoa.

$nick = "O nick é $pessoa"; // Altera $pessoa...

echo $pessoa.'<br>';

echo $nome; // $nome é alterado também.

?>

 

 

 

6.       Aprendendo através de Código ( Usando string de Consulta)

 

 

<HTML>

<HEAD><TITLE>Consultar Livros</TITLE></HEAD>

<BODY>

Por favor, escolha o Livro:

<P><A href="string_cons_recebe.php?livro=Informatica">Livros Informática</A>

<P><A href="recebe_string_cons.php?livro=Administracao">Livros de ADM</

</BODY>

 

</HTML>

 

Salve o arquivo com o nome :env_string_cons.php

 

Uma string de consulta é parte do URL que aparece depois de um ponto de

interrogação.

No exemplo acima, vemos dois links de hipertexto para uma página denominada

recebe_string_cons.php. O primeiro link transmite a string de consulta livro que

contém o valor Informatica. A segunda string de consulta, também denominado livro,

têm o valor de Administracao.

 

 

<HTML>

<HEAD><TITLE>O livro que voce escolheu</TITLE></HEAD>

<BODY>

<?php

$livro = $HTTP_GET_VARS["livro"];

echo "Você selecionou o livro $livro";

?>

</BODY>

</HTML>

 

Salve a pagina como:recebe_string_cons.php

 

Dentro da página recebe_string_cons.php, você pode determinar o link escolhido pelo cliente acessando o conjunto através de $HTTP_GET_VARS.

  

7.       Variáveis HTTP GET: $_GET

 

Contém um array associativo de variáveis passadas para o script atual através do

método HTTP GET.

Esta é uma variável 'superglobal', ou automaticamente global. Isto significa que ela é

disponível em todos os escopos (níveis) de um script.O mesmo exemplo acima poderia ser feito da seguinte maneira:

 

<HTML>

<HEAD><TITLE>Seu Livro escolhido</TITLE></HEAD>

<BODY>

<?php

$livro = $_GET["livro"];

echo "Você selecionou o livro $livro";

?>

</BODY>

</HTML>

Salve o arquivo:string_cons_recebe.php

 

8.       Transmitindo diversas variáveis de string de consulta

 

Você pode transmitir diversas variáveis de consulta em uma única string. Para fazer

isso, basta separá-las com o caractere &(“e” comercial). Veja o exemplo abaixo:

 

<HTML>

<HEAD><TITLE>Escolha os materiais necessários</TITLE></HEAD>

<BODY>

Por favor, escolha os materiais :

<P><A href="rec_divs_str_cons.php?material=caderno&tipo=arame">

Caderno de Arame Lima</A>

<P><A href="rec_divs_str_cons.php?material=caneta&tipo=vermelho">

Caneta Vermelha</A>

<P><A href="rec_divs_str_cons.php?material=caneta&tipo=verde">

Caneta Verde</A>

</BODY>

</HTML>

 
Salve o arquivo:env_divs_str_cons.php

 

Os links de hipertexto contêm as strings de consulta que incluem duas variáveis. Cada

string de consulta contém tanto uma variável denominada fruta, quanto uma variável

denominada tipo. Quando um usuário clica em um dos três links, ambas as variáveis de

string de consulta são transmitidas para a página divs_str_cons.php.

Veja o exemplo a seguir recuperando os valores passados pela página anterior:

 

<HTML>

<HEAD><TITLE>Materiais Escolhidos</TITLE></HEAD>

<BODY>

Você selecionou:

<P>Material: <?php echo $_GET["material"]?></P>

<P>Tipo: <?php echo $_GET["tipo"]?></P>

</BODY>

</HTML>

Salve o arquivo;rec_divs_str_cons.php

Por:Quelen Assis
 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?