Por dentro do Oracle Database 12c

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (4)  (0)

Neste artigo será apresentada uma introdução sobre o mais novo banco de dados da Oracle, o Oracle Database 12c. Veremos as novidades e melhorias do banco de dados que foi adaptado ao conceito de Cloud Computing.

Fique por dentro
Neste artigo será apresentada uma introdução sobre o mais novo banco de dados da Oracle, o Oracle Database 12c. Veremos as novidades e melhorias do banco de dados que foi adaptado ao conceito de Cloud Computing, e quais serão os novos desafios e paradigmas para os administradores de banco de dados. Também serão apresentados alguns comandos para realizar tarefas de manutenção nesse banco, além dos caminhos necessários para tirar a certificação desta versão.

Antes de entrar no assunto sobre Oracle Database 12c, será feita uma breve introdução sobre os conceitos de Cloud Computing e Grid Computing.

O assunto mais falado no momento é a Computação em Nuvem (do inglês, Cloud Computing). Existem diversas definições sobre o termo Cloud Computing, mas todas elas são muito parecidas: a utilização de aplicativos e dados através da internet, de qualquer lugar, e em forma de um serviço, com a mesma facilidade de como se estivesse instalada em sua própria máquina.

Esta arquitetura é suportada por diversos servidores interligados, estando fisicamente no mesmo local ou em lugares diferentes, numa estrutura onde é possível compartilhar os recursos físicos como: memória, processamento e armazenamento, a fim de garantir alta capacidade de processamento permitindo que os aplicativos sejam disponibilizados através da internet.

A principal característica do Cloud Computing é a utilização de recursos computacionais em forma de serviços, onde aplicativos (ou serviços) e dados podem ser acessados a qualquer momento de qualquer lugar do mundo, de qualquer computador e em qualquer horário através da internet, sem que haja a necessidade de instalar softwares ou armazenar dados localmente no computador. Esta forma de acesso remoto através da internet é que gerou o termo Cloud ou Nuvem.

Nesta arquitetura, todos os dados dos usuários ficam disponíveis na nuvem, e quem fornece a aplicação fica responsável pelas tarefas de administração da aplicação, tais como: desenvolvimento, manutenção, atualização, backups, etc. E um dos benefícios mais interessante para os clientes, é a facilidade de pagar conforme a demanda de utilização destes recursos.

Cloud Computing muitas vezes é confundido com o Grid Computing, o conceito de ambos é muito parecido e as duas tecnologias podem ser implementadas em conjunto. Mas existe uma diferença entre elas, que veremos a seguir.

Primeiro vamos entender o conceito de Grid Computing. Grid é uma analogia às grades de energia, que disponibilizam a energia em nossas casas, porém, não sabemos exatamente de onde ela vem; apenas a utilizamos plugando os aparelhos na tomada.

A partir deste conceito, o Grid oferece alta capacidade de armazenamento e desempenho computacional através de diversos computadores interligados, possibilitando um crescimento escalável, dividindo as tarefas entre diversas máquinas, formando uma máquina virtual para disponibilizar de forma flexível uma camada de recursos lógicos para as aplicações abstraindo os recursos físicos.

A diferença entre estas duas tecnologias está justamente no foco em que elas são aplicadas. No caso de Grid Computing, o foco está na utilização de recursos interligados trabalhando de forma colaborativa para disponibilizar os recursos para as camadas acima. Já o foco do Cloud Computing é reduzir os custos operacionais, através de uma arquitetura virtualizada e escalável com alto poder de processamento, onde as aplicações são disponibilizadas em forma de serviço para os clientes através da internet. Desta forma, podemos notar que a arquitetura do Cloud Computing utiliza também conceitos de Grid Computing através de multiprocessadores e clusters com o objetivo de entregar serviços de alta performance e desempenho.

Para os amantes de sistemas computacionais, esta arquitetura lembra remotamente o início da era da computação, quando se tinha apenas os grandes mainframes, centralizando todo o processamento e as informações, e disponibilizando através dos “terminais burros”.

A partir desta breve introdução, será apresentado o banco de dados Oracle 12c e entenderemos como esta tecnologia chegou aos bancos de dados.

Oracle Database 12c

A Oracle lançou oficialmente a nova release do banco de dados, o Oracle 12c, em 25 de Junho 2013, trazendo muitas novidades e mudança de paradigmas na administração de banco de dados. De acordo com a Oracle, este é o primeiro banco de dados para a tecnologia Cloud, que possibilita uma redução de custos de TI através da consolidação de diversos bancos de dados em um mesmo servidor, compartilhando as mesmas estruturas de memórias através da tecnologia Multitenant Container Database. Veremos os detalhes de como isso funciona logo mais.

Em um ambiente comum, normalmente se encontra uma ou mais instâncias de bancos de dados na " [...]

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?