Porque eu acredito no Windows 8: .Encarando o Desenvolvedor - Revista .Net Magazine 96

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

E se a Microsoft pudesse alinhar seus pontos fortes e investir em seus pontos fracos?

A concorrência dos sistemas operacionais nos servidores está estável, com o Windows Server e o Linux compartilhando o mercado. Nos desktops, o Windows reina sozinho, sua última ameaça séria foi o OS/2 da IBM no início dos anos 90. Apesar disso, a Microsoft é considerada por muitos uma empresa irremediavelmente ultrapassada.

A razão disso evidentemente é a chamada “consumerização” da informática, capitaneada por dispositivos portáteis como “SmartPhones” e “Tablets”, hoje sem dúvida os queridinhos do mercado. Eles chamam mais a atenção não só na literatura especializada, como também como “sonho de consumo” de todos. Neste mercado a liderança é dos sistemas operacionais “iOS” da Apple e Android da Google. A participação da Microsoft é mínima e ainda assim dividida entre o Windows Phone 7 e versões “tablet” do Windows 7. Em todos os lugares vemos anúncios de aplicativos para iOS e Android, é raro ver alguma coisa para plataforma Microsoft. Sob este cenário é fácil dizer que “a Microsoft já era”.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?