Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login

Revista Clube Delphi Edição 126

Veja nesta edição da revista Clube Delphi: FinalBuilder, Automação de Builds no Delphi XE.

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login

(opcional) Onde podemos melhorar?

Confirmar voto
0
 (1)  (0)
Revista Clube Delphi Edição 126: FinalBuilder, Automação de Builds no Delphi XE

Nesta edição:

  • Quick Update

    O ADO.NET Entity Framework (EF) é a ferramenta de persistência e mapeamento objeto / relacional nativa do .NET Framework, concorrente direto do NHibernate. Ele originalmente apareceu pela primeira vez no Service Pack 1 do Visual Studio 2008 / .NET 3.5. No Visual Studio 2010 / .NET 4.0 ele está na sua versão 2, apesar de normalmente nos referenciarmos a ele por EF4 (versão 4).

  • WordPress

    O WordPress é bastante usado para criação de sites de conteúdo dinâmico e propósito geral, mas sua administração tem de ser feita mediante um browser e não pode ser automatizada. Esse artigo mostrará como criar um client em Delphi para o WordPress que pode ser integrado aos seus sistemas.

  • Expressões Regulares

    O artigo trata de expressões regulares, demonstrando o seu surgimento, seus conceitos básicos, principais meta-caracteres e sua utilização na prática, onde é utilizado o Delphi XE para a reprodução de exemplos simples de expressões.

  • DataSnap XE, Generics, RTTI e DAO

    O artigo trata do desenvolvimento de aplicação DataSnap utilizando a nova arquitetura DataSnap XE, lançando mão de recursos avançados da orientação a objetos, como a reflexão computacional, padrões de projeto como DAO além de Generics, um dos recursos mais interessantes disponíveis na linguagem Delphi.

  • FinalBuilder

    Lançado recentemente pela Embarcadero, o Delphi XE trouxe consigo várias ferramentas de terceiros do mercado. Neste artigo será abordada uma delas, o FinalBuilder.

  • Padrão Strategy

    Refatoração de código aplicando princípios de orientação a objetos que facilitam a implementação das soluções chamadas de padrões de projetos, implementado o padrão Strategy para definir grupos de classes com comportamentos diferentes que podem ser trocados em tempo de execução.

  • Aplicações com Firebird Embedded – Parte 2 (Exclusivo)

    Ilustrar um exemplo de aplicação que faça uso do modelo de servidor Embedded do Firebird, possibilitando a execução em dispositivos como CD-ROM, Pen Drives etc.

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Ajude-nos a evoluir: você gostou do post?  (1)  (0)

(opcional) Onde podemos melhorar?

Confirmar voto
Compartilhe:
Ficou com alguma dúvida?