Swing na prática - Revista easy Java Magazine 17

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Construção de uma solução para cadastro de clientes utilizando como biblioteca gráfica o Swing. Gravação das informações dos clientes em memória através de uma collection.

De que se trata o artigo:

Construção de uma solução para cadastro de clientes utilizando como biblioteca gráfica o Swing. Gravação das informações dos clientes em memória através de uma collection, onde é possível a manipulação dos dados e a listagem das informações ordenadas pelo nome do cliente.

Em que situação o tema é útil:

Em situações onde se deve desenvolver telas utilizando a biblioteca gráfica javax.swing e na utilização de uma arquitetura simples para isolar as camadas de apresentação, dados e negócio.

Resumo DevMan:

A importância em desenvolvermos aplicações gráficas de uma maneira simples, rápida e robusta é fundamental. A biblioteca javax.swing fornece uma série de componentes gráficos de alta qualidade. Assim, utilizaremos o NetBeans para realizar a construção de uma aplicação de cadastro e manutenção de clientes de forma simples e rápida com Swing. Para complementar, iremos adotar uma arquitetura também simples e que isola as camadas de apresentação, dados e negócios.

A maioria dos projetos atualmente são executados dentro de um ambiente web, e, portanto, utilizam tecnologia para tal: HTML, JavaScript, CGIs, EJBs, Servlets, etc. Porém, às vezes ainda nos deparamos com situações em que o sistema é executado no velho modelo conhecido como cliente/servidor, onde a interface gráfica realiza chamadas para um ambiente que possui toda a regra de negócio isolada, ou mesmo em sistemas mais simples, onde a tela e a regra de negócio andam juntas.

Nas primeiras versões do Java, a única forma de criar programas gráficos era através da AWT (Abstract Window Toolkit), uma biblioteca de baixo nível que depende de código nativo da plataforma onde irá rodar. Esta característica faz com que a mesma aplicação tenha sua apresentação gráfica diferente entre os diversos sistemas operacionais, visto que este é o responsável pela montagem das telas. Para suprir as necessidades cada vez mais frequentes de uma API mais estável e fácil de usar, o Swing foi criado como uma extensão do Java a partir da versão 1.2. O Swing fornece componentes de mais alto nível, possibilitando assim uma melhor compatibilidade entre os vários sistemas onde o Java executa. Ao contrário da AWT, Swing não contém uma única linha de código nativo, e permite que as aplicações tenham diferentes tipos de visuais (skins), os chamados “Look and Feel”. Já com AWT isso não é possível, tendo todos os programas a aparência da plataforma onde estão rodando.

Nesta matéria iremos falar um pouco sobre a biblioteca javax.swing, que esteve presente durante muito tempo como o principal recurso para a construção de telas gráficas utilizando Java. O javax.swing é baseado na biblioteca gráfica AWT, foi introduzido no Java desde a versão 1.0 e elaborado pela Sun Microsystems em conjunto com a Netscape.

Neste artigo também iremos abordar containers do tipo JFrame e JPanel e outros componentes gráficos como JButton, JTextField, etc. Além disso, em nossa aplicação, também criaremos classes que darão suporte à regra do negócio.

O nosso projeto

Para falarmos sobre o desenvolvimento de telas utilizando javax.swing, iremos adotar a construção de uma simples tela de cadastro de clientes, apresentada na Figura 1, que possui alguns poucos campos a serem preenchidos. As informações dos novos clientes, na medida em que forem criados, para facilitar, serão armazenadas dentro de uma collection. Esta collection será acessada por uma classe utilitária que permitirá a manipulação das informações com métodos para alteração, exclusão e ordenação dos dados. Todas essas operações serão iniciadas através de eventos de botões, que comentaremos nos próximos tópicos.

Figura 1. Tela de inclusão de Clientes.

Para começar, devemos configurar um novo projeto Java no NetBeans. Deste modo, clique no menu Arquivo > Novo Projeto. Na opção Categorias, escolha Java, e em Projetos, escolha Aplicativo Java (veja a Figura 2).

Figura 2. Tela de novo projeto do NetBeans.

Após escolher o tipo de projeto que iremos construir, clique em Próximo e na janela seguinte informe o nome e a localização do mesmo (veja a Figura 3).

Figura 3. Preenchimento dos campos Nome do Projeto e Localização do Projeto.

Em seguida, clique no botão Finalizar. O NetBeans criará o projeto "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?