Tipos de dados do PHP

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (9)  (0)

Veja neste artigo quais são e como utilizar os principais tipos de dados da linguagem PHP. Apesar do PHP não ser uma linguagem fortemente tipada, é importante conhecer os tipos de dados suportados e quais valores são válidos para cada um.

Para que possamos dar maior ênfase ao assunto foco deste artigo, não levaremos em consideração nenhuma ferramenta específica para edição e criação de arquivos PHP, iremos focar somente na linguagem.

Antes de mais nada, vamos dar inicio com um conceito bem básico sobre a linguagem, a delimitação do código, como mostra a Listagem 1. Conhecer esta sintaxe é de fundamental importância para aqueles que estão começando a trabalhar com PHP.

<?php
    codigo php
?>

<script language="php">
    codigo php
</script>

<?
    codigo php
?>

<%
    codigo php
%>
Listagem 1. Delimitadores de código PHP

Como se pode ver no código acima, existem várias formas de executar um código PHP em uma página HTML, a mais utilizada é terceira que nada mais é que a abreviação da primeira, porém, para poder utiliza-lo é necessário habilitar a opção SHORT TAGS na configuração do próprio PHP. Eu particularmente uso a primeira opção, pois se torna mais legível e mais fácil de entender, principalmente para quem está começando. Com relação ao ultimo tipo, ele serve para facilitar o uso por programadores acostumados com a sintaxe ASP, neste caso também é necessário habilitá-lo no arquivo de configuração do PHP(php.ini).

Outro ponto importante é a utilização do separador de instruções, em outras palavras, o famoso ponto e virgula, como mostra a Listagem 2.

<?php
    echo "ola mundo";
?>
Listagem 2. Código PHP com ponto e virgula

Bom, creio que isso seja o suficiente para termos um conceito bem básico sobre a linguagem, vamos iniciar o ponto principal deste artigo, tipos de dados.

O PHP utiliza checagem de tipos dinâmica, em outras palavras, uma variável pode conter valores de diferentes tipos em diferentes momentos da execução do script.

Os tipos de dados suportados por esta linguagem são:

  • Inteiro
  • Ponto flutuante
  • String
  • Array
  • Objeto
  • Booleanos

Inteiros (integer ou long)

Vamos começar a entender o tipo de dado INTEIRO, que no caso do PHP pode ser INTEGER ou LONG. A seguir temos alguns exemplos:

  • 1234 – Inteiro positivo da base decimal.
  • -2345 – Inteiro negativo na base decimal.
  • 0234 – Inteiro na base octal-simbolizado pelo 0# equivale a 156 decimal.
  • 0x34 – Inteiro na base hexadecimal (simbolizado # pelo 0x) – equivale a 52 decimal.

Veja na Listagem 3, os exemplos mostrados acima.

<?php
$tipo = 1234;
$tipo = -2345;
$tipo = 0234;
$tipo = 0x34;
?>
Listagem 3. Exemplos de tipo de dados inteiros

A diferença entre os inteiros SIMPLES(integer) e LONG está no tamanho em numero de bytes utilizados para armazenar a variável, pois o long armazena números em uma faixa de valores maior.

Números em ponto flutuante (double ou float)

Os tipos de dados de ponto flutuante são os números reais, ou seja, inteiros ou fracionários, como mostra a Listagem 4.

<?php
$tipo = 1.543;
$tipo = 23e4;//  (equivale a 230.000)
?>
Listagem 4. Exemplos de tipo de dados reais

String

O tipo de dados STRING é uma cadeia de caracteres alfanuméricos(letras, números e caracteres especiais). O tipo STRING pode ser utilizado de duas maneiras:

  • Utilizando aspas simples o valor da variável será exatamente o texto contido entra as aspas, com exceção de: \\ e \’.
  • Utilizando aspas duplas qualquer variável ou caracter de escape será expandido antes de ser atribuído.

Veja os exemplos na Listagem 5.

<?php
    $testando = "Olá Mundo Novo";
    $testando1 = '--- $testando ---';
    echo $testando1;
?>

<?php
    $testando = "Olá Mundo Novo";
    $testando1 = "--- $testando ---";
    echo $testando1;
?>
Listagem 5. Exemplos de tipo de dado String

Execute o código para notar a diferença entre eles, descrita acima.

Arrays

Tipo de dados arrays ou vetores, são uma lista de valores que podem armazenar dados de diversos tipos. No PHP podem ser observados como mapeamentos ou como vetores indexados.

Em vetores simples, cada elemento é identificado apenas pelo seu índice na lista, enquanto que em arrays indexados, são dados identificadores específicos aos elementos.

Vejamos abaixo exemplo de Arrays no PHP, na Listagem 6.

<?php
    $vetor [1] = "Alemanha ";
    $vetor [2] = "Italia ";
    $vetor [3] = "França";
    $vetor ["testando"] = 1;   
?>

<?php
    $vetor = array(1 => "Alemanha", 2 => "Italia", 3 => "França", "testando" => 1);
?>

<?php
    $vetorPaises = array("Alemanha", "Italia", "França", "Noruega");
    echo $vetorPaises[1];
?> 
Listagem 6. Exemplos de tipo de dado Array

Objetos

São um tipo de dado que pode ser inicializado utilizando o comando o NEW para instanciar uma classe para uma variável, veja o exemplo na Listagem 7. Como não é o foco desse artigo, não entraremos em detalhes com relação à Programação Orientada a Objetos no PHP, onde esse tipo de dados tem mais sentido prático.

<?php
    class CD
    {
        var $titulo;
        var $banda;
        var $ano_lancamento;
    }
 
    $disco = new CD();   
    $disco ->Titulo = "The Number of the Beast";
    $disco ->banda = "Iron Maiden";
    $disco ->ano_lancamento = 1982;    
?>
Listagem 7. Exemplos de tipo de dado Objeto

Boolean

Tipo de dado capaz de armazenar valores do tipo TRUE(verdadeiro) ou FALSE(falso), veja o exemplo na Listagem 8. Strings e arrays vazios, valores nulos e zero também são considerados como FALSE.

<?php
    $noite = TRUE;
    $chuva = FALSE;
 
    if($noite == TRUE)
        echo "Está de noite.";
    else
        echo "Está de dia.";
 
    if($chuva == TRUE)
        echo "Está chovendo.";
    else
        echo "Não está chovendo.";
?>
Listagem 8. Exemplo de tipo de dado Boolean

Devido a instrução IF validar um valor booleano, não o trecho acima poderia ser reduzido retirando-se o sinal de igualdade e a palavra TRUE, ficando, por exemplo, if($noite).

O PHP é bastante flexível com relação à manipulação de variáveis, posto que não se trata de uma linguagem fortemente tipada. Porém, o conhecimento de cada tipo de dados suportado fundamental para garantir uma utilização adequada dos valores.

Com isso finalizo meu primeiro artigo sobre PHP, espero que o mesmo seja de fácil compreensão. Até o próximo.

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?