UML Fundamentos

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (1)

Superficialmente, a linguagem de modelagem Unificada (UML)é uma linguagem visual para documentação de projetos de software. Aprofunde-se um pouco mais, no entando e você descobrirá que UML pode ser aplicada em várias áreas diferentes.

Fundamentos de UML     

No artigo anterior, foi apresentando um geral sobre UML, como suas partes importantes, onde a mesma devera ter o conhecimento, para que possamos fazer um projeto solido e termos o propósito de saber o que exatamente cada etapa da analise poderá nos beneficiar. Vamos descrever alguns fundamentos importantes para darmos continuidade neste mundo fascinante “UML”.

Superficialmente, a linguagem de modelagem unificada (UML), é uma linguagem visual para documentação  de projeto e padrões de software, podendo ser aplicada em varias aéreas diferentes e pode documentar e transmitir qualquer coisa, da empresa aos processos de negócios para software. Pretendendo ser uma relação de documentação e expressões, comportamentos e idéias numa notação que é fácil de aprender e eficiente para se escrever. UML é visual, quase tudo nela tem uma representação gráfica.UML se tornou o padrão de fato para modelagem de aplicações de software e esta crescendo em popularidade na modelagem.

Usos comuns

É importante que se entenda que UML é uma linguagem. Significando que ela tem tanto sintaxe como semântica. Quando esta modelando um software á regras determinantes de como os elementos podem ser agrupados e o que isso significa quando são organizados numa determinada forma. UML não pretende ser apenas uma representação de um conceito, mas também, pretende informar alguma coisa sobre seu contexto. A sua aplicação esta em qualquer quantidade de formas, mas os seus usos comuns incluem:

·         Projeto de Software

·         Comunicação de processo de software ou de negócios

·         Documentação detalhada sobre um sistema para requisitos ou analise

·         Documentação de um sistema, processo

·         UML tem sito aplicada em:

o   Setores bancários

o   Planos de saúde

o   Defesa

o   Computação distribuída

o   Sistemas a varejo e suprimentos, entre outros

Projetando Software

Quando aplicamos UML em analise de software, procuramos fazer uma ponte sobre o espaço entre a idéia original para uma parte de software, e sua implementação. UML produz uma via para documentar e discutir os requisitos no nível dos requisitos (diagramas de caso de uso). Existem diagramas para documentar as partes do software que produzem certos requisitos (diagrama de colaboração), para documentar exatamente como aquelas partes do sistema produzem seus requisitos (diagrama de seqüência e de gráfico de estado), e ainda diagramas para mostrar como tudo se acopla e opera (diagrama de desdobramento e de componentes).

É importantes entender que UML não é um processo de software, ela é projetada para ser utilizada dentro de um processo de software e tem facetas claramente determinadas a tomarem parte numa passagem de desenvolvimento de software.

Modelagem de processo de negócio

UML tem um vocabulário extensivo para a documentação de comportamento e fluxos de processo. Os diagramas de atividade e os gráficos de estado podem ser utilizados para documentação de processo de negocio envolvendo pessoas, grupos internos ou mesmo empresas.

Colocando UML para trabalhar

Um modelo UML proporciona uma visão do sistema, freqüentemente uma das muitas visões necessárias para se montar ou documentar o sistema completo. Pode cair na armadilha de tentar modelar tudo no seu sistema usando um único diagrama e acabar perdendo informações criticas. Ou, ao contrario, podem tentar incorporar todos os diagramas UML possíveis no seu modelo, criando complicações e pesadelos para a manutenção.

Para nos tomarmos conhecedores em UML, devemos entender o que cada diagrama tem para oferecer e saber quando aplicá-los. Muitas vezes ocorrera de um conceito pode ser expresso por certo numero de diagrama, escolha aquele que significa o Maximo para seus usuários. Você deve também considerar seu publico quando criar modelos. Um testador poderá não se preocupar com a implementação de um componente de nível baixo (diagrama de seqüência), somente com as interfaces externas que ele oferece (diagrama de componente). Certifique-se de levar em consideração quem estará utilizando cada diagrama que você produz e faça-o se inteligível para esse público-alvo.

Modelagem

Poderíamos seguir sem ter que dizer que o foco de UML é modelagem. Significando, exatamente, que pode vir a ser uma questão interminável. A modelagem é um meio de documentar idéias, relacionamentos, decisões e requisitos numa notação bem definida que pode ser aplicada a muitos lugares diferentes. Modelagem não significa unicamente coisas diferentes para diferentes pessoas, mas pode também usar diferentes partes de UML dependendo do que você esta tentando transportar.

Em geral, um modelo UML, é feito de um ou mais diagramas. Um diagrama representa graficamente coisas e as relações entre essas coisas. Essas coisas podem ser representações de objetos do mundo real, construções de software ou uma descrição de comportamento de algum outro objeto. É comum para uma coisa isolada aparecer em múltiplos diagramas, sendo que cada diagrama representa um interesse ou visão em particular da coisa que esta sendo modelada.

 

Marcio Freitas

Analyst/Developer .NET

 

 

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?