Backup no Oracle - Parte 2

Daremos continuidade a tipos de backup no Oracle, descrevendo :

  • Cold Backup (Offline)
  • Hot Backup (On-Line)
  • A execução e estratégia do Hot Backup

Cold Backup (Offline)

Da mesma forma que em um backup de sistema operacional, neste tipo de backup também faremos uma cópia física, porém não copiaremos todo o disco. Nesse caso faremos a cópia apenas dos arquivos importantes do banco de dados.

Podemos fazer a cópia destes arquivos utilizando um dos utilitários a seguir.

Sistema Operacional

Utilitário

UNIX

Cpio, tar, dd, cp

Windows NT

Copy

Novel

Ncopy

VMS

Backup, copy

 

Os arquivos necessários para fazermos backup são:

  • Database files e control files. Se estivermos trabalhando no modo NOARCHIVELOG, devemos copiar também os arquivos de redo log.
  • É conveniente também mantermos copias seguras dos arquivos de parâmetros (init.ora), tnsnames.ora.

Para fazermos tais copias será necessário definirmos o nome e a localização destes arquivos.

Verificando a localização e o nome dos Database Files

27-06pic01.JPG 

Verificando a localização e o nome dos Control Files

27-06pic02.JPG

Para executar um cold backup dos arquivos recuperados nas queries acima, o banco de dados deverá ser fechado e desmontado, seguido da cópia dos datafiles e control file, e da reinicialização do banco de dados.

Devemos automatizar este processo de forma a reduzir ao mínimo a interferência humana e conseqüentemente às chances de falhas.

Hot Backup (On-Line)

Assim como os demais backups físicos, esse tipo de backup também é feito a partir da cópia dos arquivos físicos para uma mídia diferente daquela onde estão os arquivos originais.

Da mesma maneira em que o Cold backup, esse mecanismo também requer cópias de arquivos específicos, mas com uma diferença, dessa vez com o banco no ar. Assim devemos tomar algumas medidas importantes para garantir que o mesmo mantenha um ponto de integridade no momento que iniciarmos o backup.

Para fazermos um hot backup certifique-se de que o banco de dados esteja operando em ARCHIVELOG mode, a seguir determine quais os conjuntos de tablespaces serão copiadas. Crie scripts para automatizar o processo evitando assim a possibilidade de erros operacionais.

Nunca copie os arquivos de dados (datafiles) e control files do Oracle com o banco de dados no ar, exceto através do processo de hot backup, caso contrário você irá gerar uma cópia corrompida do seu banco de dados.

Executado um Hot Backup

Para executar um backup on-line (hot), temos ter o privilégio de Alter TableSpace e, a partir do Server Manager ou SQL Plus, emitirmos a seguinte seqüência de comandos:

alter tablespace begin backup;
/* Proceda a cópia dos datafiles correspondentes à tablespace em backup
alter tablespace end backup;

Onde:

  • Begin backup – Significa que o backup on-line está pronto para ser iniciado.
  • End backup - Marca o termino do backup on-line.

Estratégia Básica para Hot Backup

Para manter um backup do banco de dados sempre atualizado, devemos manter um sincronismo das cópias de datafiles, juntamente com os redo logs.

Diferentemente da estratégia utilizada no backup offline, deve-se ter uma estratégia de backup a ser utilizada. O processo de sincronismo entre os datafiles copiados com os redo arquivados deve seguir o seguinte esquema:

t0

Geração de base de dados (carga inicial dos dados)

_

arch1, arch2, …archn

t1

Inicio do 1º backup on-line (inconsistente) na TBS1 – fazer backup dos archives anteriores e associá-los a carga inicial do banco de dados.

_

archn+1, archn+2, … archn+n

t2

Fim do 1º backup on-line (inconsistente) na TBS1 – fazer backup dos archives entre o inicio e o fim do backup on-line e associá-los a este conjunto copiado.

Estratégia simplificada de um hot Backup:

  • Executar o comando “archive log list” para identificar o número do arquivo de redo log corrente, antes do inicio do hot backup;
  • Disparar o inicio do backup nas tablespaces;
  • Fazer as cópias dos datafiles específicos;
  • Finalizar o processo de backup nas tablespace;
  • Executar o comando “archive log list” para identificar o número do arquivo de redo log corrente, após o término do hot backup;
  • Forçar o arquivamento do último arquivo de redo log com o comando “alter system switch logfile”;
  • Fazer a cópia de todos os redos arquivados identificados, do primeiro ao último;
  • Fazer o backup do control file com o comando “alter database backup control file to ”.

No artigo seguinte falaremos nos demais tipos de backup, que são:

  • Backup do Control File;
  • Backup Lógico;
  • Backup físico ;
  • Backup manager do Oracle.


Fiquem à vontade para nos escrever em atendimento@keepok.com.br onde responderemos a todas as dúvidas.

Abraços,

Prof. Ricardo E. Kneipp

Prof. Rodney C. de Albuquerque

Entre em contato direto com os autores através do site do Grupo KeepOk Technologies em: http://www.keepok.com.br

Leia a primeira parte deste artigo em: