Artigo Engenharia de Software 14 - Gerenciamento de Mudanças em Projetos de TI

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Este artigo procura apresentar processos que garantam um controle completo das modificações em todo o clico de vida de um projeto de TI, realizando-a com um risco mínimo, permitindo assim, um aumento da qualidade e a redução dos riscos e custos.

Esse artigo faz parte da revista Engenharia de Software 14 edição especial. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

 

Projeto

Gerenciamento de Mudanças em Projetos de TI

Gestão de mudanças utilizando o PMBoK e a ferramenta Rational ClearQuest

 

 

De que trata o artigo: Este artigo procura apresentar processos que garantam um controle completo das modificações em todo o clico de vida de um projeto de TI, realizando-a com um risco mínimo, permitindo assim, um aumento da qualidade e a redução dos riscos e custos relativos a estes projetos.

 

Para que serve: O artigo demonstra como modificações podem ser gerenciadas em um projeto de TI, além dos benefícios alcançados como a redução do impacto de mudanças sobre a qualidade do projeto, e isto pode ser alcançado através do uso de ferramentas para a gestão de mudanças como o Rational ClearQuest.

 

Em que situação o tema é útil: Gerenciamento de mudanças em projetos de TI, como o desenvolvimento de softwares.

 

 

Devido ao rápido avanço da tecnologia, o desenvolvimento e a manutenção de projetos de software tornou-se algo difícil e complexo. Toda essa nova tecnologia também gera um aumento de novas solicitações e expectativas ao longo de todas as fases de um projeto de TI. Por isso, para que se possa elaborar um projeto e realizar serviços de qualidade, é necessário não somente uma equipe técnica competente, mas a utilização de métodos e processos que contemplem as melhores práticas para a gestão de TI.

Ao longo do ciclo de vida de um projeto, modificações são inevitáveis, podendo ocorrer desde mudanças no escopo do projeto, alterações dos requisitos levantados, correções de defeitos ou melhorias. Essas modificações podem exigir ajustes no plano de gerenciamento do projeto, na declaração do escopo ou em outras entregas do projeto. Seguindo as melhores práticas do PMBoK (Project Management Body of Knowledge), o processo de Controle Integrado de Mudanças, pertencente à área de conhecimentos de Gerenciamento da Integração, é o responsável pela aprovação e monitoração das mudanças solicitadas. Esse processo será mais bem detalhado no decorrer deste artigo.

Gerenciamento de Projetos com o PMBoK

Gerenciar um projeto significa, resumidamente, planejar a sua execução antes de iniciá-lo e, posteriormente acompanhar a sua execução e controle. Algumas práticas gerenciais, quando bem aplicadas, contribuem para a melhoria da qualidade da gerência de um projeto. Os processos de desenvolvimento atuais sugerem a adoção de abordagens iterativas e incrementais.

Com a utilização do gerenciamento de projetos, alguns benefícios podem ser alcançados, dentre eles, evitar que surpresas durante a execução dos trabalhos aconteçam, antecipar situações desfavoráveis, desde que ações preventivas e corretivas sejam tomadas antes que estas situações se tornem um problema para o projeto, disponibilizar os orçamentos antes do início dos trabalhos, gerar documentação no intuito de facilitar estimativas para futuros projetos, bem como outros benefícios.

O PMBoK, desenvolvido pelo PMI (Project Management Institute), é um guia prático para gestão de projetos de qualquer natureza, inclusive para projetos da área de TI, como por exemplo, o desenvolvimento de software. A aplicação de seus processos, conhecimentos e técnicas buscam atender ou superar as expectativas de todos os envolvidos em um projeto.

Criado em 1969, com sede na Filadélfia, Pensilvânia, o PMI define um projeto como sendo “um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo”. Temporário porque todos os projetos possuem um início e um fim definidos, não importando o seu tamanho, podendo ser de curta ou de longa duração. Exclusivo por tratar da singularidade destes elementos, ou seja, onde cada produto ou serviço possuem características especificas que os diferenciam.

O PMBoK analisa o gerenciamento de um projeto da seguinte maneira:

·         Divisão do projeto em fases, Ciclo de Vida;

·         Em cada fase ocorrem processos;

·         Em cada processo são executadas ações gerenciais que contemplam nove áreas de conhecimento.

 

Ciclo de Vida de um Projeto:

Um ciclo de vida é caracterizado por várias fases distintas, certamente dependendo do tipo de projeto (construção e desenvolvimento de "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?