Conheça o MPT.Br: Melhoria do Processo de Teste de Software

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (4)  (0)

Este artigo apresenta, de forma simples, uma visão geral do modelo MPT.Br, incluindo conceitos, estrutura, níveis de maturidade, bem como suas características e de que forma podem ser adotados na otimização dos processos de teste da organização.

Fique por dentro
Este artigo apresenta, de forma simples, uma visão geral do modelo MPT.Br, incluindo conceitos, estrutura, níveis de maturidade, bem como suas características e de que forma podem ser adotados na otimização dos processos de teste da organização.

Em outras palavras, este artigo aborda um modelo de referência para processos de teste e é interessante para as organizações que desejam aprimorar as práticas de testes de software utilizadas em seu dia a dia. Apresenta também algumas atividades do processo de avaliação formal do modelo, para aqueles que desejam obter uma certificação.

Na globalização do mercado de software, cada vez mais competitivo, a busca por modelos de melhoria de processos está diretamente vinculada à necessidade da organização. Isto porque a gestão efetiva dos ativos organizacionais é crítica para o sucesso do negócio.

De acordo com o SEI, instituto que criou o Capability Maturity Model Integration – CMMI, “a qualidade de um sistema ou produto é amplamente influenciada pela qualidade do processo utilizado”. Além disso, um processo bem definido fornece uma estrutura para maximizar a produtividade da equipe, assim como, possibilita o uso de tecnologias para tornar a organização mais competitiva no mercado.

Dessa forma, os processos, provenientes de modelos de maturidade, têm por objetivo auxiliar as organizações na melhoria e no alcance dos resultados, através de uma melhor execução das atividades planejadas, além de minimizar os impactos quando da introdução e uso de novas tecnologias.

O modelo de Melhoria do Processo de Teste Brasileiro (MPT.Br) trata a melhoria do processo de teste através de melhores práticas relativas às atividades desenvolvidas ao longo do ciclo de vida de teste do produto.

O MPT.Br foi desenvolvido com o objetivo de melhorar a forma como os testes são executados, implementando níveis de maturidade e trazendo mais qualidade para os produtos entregues aos clientes, sem que haja um aumento significativo do custo.

Dentro deste contexto, este artigo apresenta os principais conceitos e estrutura do modelo MPT.Br, identificando e sugerindo a utilização das melhores práticas para a melhoria dos processos de teste de software.

O que MPT.Br?

O MPT.Br é um modelo de Melhoria do Processo de Teste idealizado para apoiar organizações através dos elementos essenciais para o desenvolvimento da disciplina de teste, inserida no processo de desenvolvimento de software. É utilizado para melhorar os processos de teste através de um conjunto de práticas relativas às atividades desenvolvidas ao longo do ciclo de vida de teste do produto.

A busca por modelos de melhoria está diretamente relacionada à demanda organizacional, visto que a efetiva gestão dos ativos organizacionais é crítica para o sucesso do negócio. Nesse contexto, os processos oriundos dos modelos de maturidade têm por objetivo auxiliar as empresas a aprimorarem seus processos e se tornarem mais maduras e eficientes, minimizando os impactos quando existir a introdução e uso de novas tecnologias.

Segundo o Guia de Referência do MPT.Br, os principais objetivos do modelo são:<" [...]

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?