DevMedia
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login

Criando uma instalação profissional para suas aplicações Delphi

Veja neste artigo de Fabricio Desbessel, como trabalhar com o InstallShield Express e criar instaladores profissionais para seus sistemas. Acesso exclusivo para Assinantes.

[fechar]

Você não gostou da qualidade deste conteúdo?

(opcional) Você poderia comentar o que não lhe agradou?

Confirmo meu voto negativo

InstallShield Express

O Delphi traz consigo o InstallShield, da empresa InstallShield Software Corporation. É uma versão mais simples (Express Borland Limited Edition) do que a versão full, mas com ela conseguimos criar instalações bastante completas e profissionais para nossos sistemas desenvolvidos em Delphi.

Neste artigo, você aprenderá como criar instalações usando a versão que acompanha o Delphi 7. A instalação do produto é simples e não necessita de uma maior configuração, portanto vou levar em conta que o leitor já possui a ferramenta instalada no seu computador.

Criando a instalação

Com o InstallShield Express aberto, clique em Create a New Project, escolha Project Wizard e clique no botão Create (Figura 1).

 

Figura 1. Iniciando uma instalação

Será aberto um wizard para auxiliar nos passos iniciais de criação da instalação. A primeira tela do wizard é somente de boas-vindas portanto, clique em Avançar. Na tela Wizard Project somente colocamos um nome para nosso projeto de instalação e clicamos em Avançar.

Em Application Information preenchemos com informações de nosso sistema: Nome, versão e diretório default de instalação. No diretório sugiro que você coloque da seguinte maneira: “[ProgramFilesFolder]INICIASDOSISTEMA”. Assim o sistema será instalado no diretório de programas do computador, o que é muito mais seguro que instalar diretamente no C:\. Seguindo o wizard temos a tela Software Updates onde podemos configurar atualizações do software pela Internet. Não usaremos essa opção por enquanto, então desmarque a seleção para irmos adiante.

Na tela Company Information (Figura 2) devemos preencher os campos conforme as informações da empresa que desenvolveu o software.


Figura 2. Informações da companhia que desenvolveu o software

Na tela seguinte, Application Features, podemos definir itens que poderão ser selecionados para instalação pelo usuário. No nosso caso, isso não é necessário e, portanto vamos oferecer somente o item Always Install (mais adiante veremos como personalizar essa opção). Na tela Application Files adicionamos todos os arquivos que deverão ser instalados na máquina do usuário para o sistema funcionar. Veja um exemplo na Tabela 1.

 

Descrição

Extensão

Programa Executável

*.exe

Ajuda do Sistema

*.hlp

Arquivos de Dados

*.db, *.mdb, *.dbf, *.xml, *. *.ib; *.fbd, *.gdb

Tabela 1. Arquivos que devem ser adicionados na instalação

Para adicionar clique em Add Files e selecione os arquivos necessários para o funcionamento do sistema, não esquecendo de DLLs ou outros (como arquivo de help, arquivos INI etc.) se esse for o seu caso.

Clique em Avançar. Na tela Create Shorcuts configura-se os atalhos dos arquivos da instalação. Clique com o botão direito do mouse em cima de Programs Menu e escolha New Folder. Digite o nome do sistema para a pasta e aperte Enter.

Agora clique com o botão direito do mouse em cima da nova pasta criada e escolha New Shortcut. Abrirá uma tela para você ir adicionando as pastas que serão criadas na instalação, até chegar ao executável do programa ou ao arquivo que você deseja criar o atalho, como o arquivo de help, por exemplo. Selecione-o clique em Open. Digite um nome para o atalho e aperte Enter.

Você também poderá criar um atalho que será instalado no Desktop do computador, para tanto clique com o botão direto do mouse em cima de Desktop e escolha Shortcut e repita o passo anterior, selecionando o executável ou outro arquivo e digitando o nome.

 

A próxima tela, Registry Data é para especificar alterações no registro do Windows que serão necessárias para o funcionamento do sistema. Não é o nosso caso, portanto passamos adiante.

Na tela Dialogs você pode selecionar três telas de diálogo que poderão aparecer durante a instalação. São elas: Tela de licença, de Informações e Informações de Instalação. Se for o caso selecione e vá adiante.

Agora devemos estar na última tela do wizard, que nos oferece a opção de dar um Build em nossa instalação. Mas ainda temos mais coisas para fazer, portanto desmarque a opção Build a Release e clique em Concluir.

Após concluir o wizard, poderemos alterar as informações da instalação, inclusive as que foram preenchidas anteriormente. Para tanto podemos navegar nas opções listadas à direita. Veja a Figura 3.

 

Figura 3. Lista de opções de configuração

Configurando o instalador

Agora é necessário clicar em cada item das opções à esquerda para o software ir marcando-as com um sinal de verificação em vermelho. Sem isso, o software não criará nossa instalação. No item Objects|Merge Modules teremos que fazer mais algumas configurações. Esse item é que adiciona o BDE, caso esteja usando esse engine de acesso a dados. Para tanto é necessário clicar na opção BDE_ENT que abrirá um outro assistente para configuração do BDE.

Na tela INI File Location coloque a localização do arquivo INI para a instalação. Em nosso exemplo, não possuímos INI e por isso vamos colocar C:\BDE para o wizard criar um arquivo INI. Na tela Configure INI File devemos clicar no botão Launch para configurar o BDE. Veja a Figura 4.

 

Figura 4. BDE Merge Module

Na parte de Driver você deverá selecionar os seguintes itens, caso esteja usando tabelas locais com BDE:

·         Microsoft Paradox Driver *.db

·         Microsoft Paradox-Treiber *.db

·         Driver do Microsoft dBase *.db

Depois de selecionar os itens clique no botão Add. Um novo editor será aberto, e em Alias name selecione o nome do alias utilizado pelo seu sistema. Aqui vale lembrar que também pode ser necessário alterar o caminho do alias, pois o sistema deverá ser instalado em C:\Arquivos de Programas. Feito isso clique em OK, Close e salve as alterações. Termine o assistente, passando as outras telas e finalizando o mesmo.

Criando o arquivo de instalação

Agora vá marcando os itens até chegar no item Shortcuts|Folders, na direita selecione os atalhos que criamos e mude o Working Directory para [INSTALLDIR]. Não esqueça de fazer isso para o atalho que terá no Desktop também.

Continue marcando os itens até chegar em Build Your Release. Nesse item, criaremos efetivamente, uma compilação de nossa distribuição. Para tanto, selecione a opção SingleImage (Instalação em um arquivo único) e clique no botão Build, localizado na barra de botões do InstallShield (Figura 5).

 

Figura 5. Fazendo o Build na instalação

No próximo item (Test Your Release) você poderá testar o andamento de sua instalação. No último item (Distribute Your Release) geramos e salvamos o arquivo (Setup.exe) da instalação. Basta selecionar a opção SingleImage, em browse escolher o local para salvar o arquivo e clicar em Distribute to Location.

Pronto, temos uma instalação! Agora é só gravar um CD e caprichar em uma capinha. Veja no box CD com AutoRun como criar o CD auto inicializável com o seu sistema.

 

CD com AutoRun

Para criar um CD auto inicializável, basta criar um arquivo texto, como o nome de “autorun.inf” com a seguinte estrutura:

 

[AUTORUN]

OPEN=Setup.exe

ICON=Icone.ico

 

No OPEN coloque o nome do executável que será executado quando o CD for acionado e no ICON o nome do ícone que será apresentado.

 

Instalando o InterBase / Firebird

Se você precisa de uma instalação com IB/FB, a maneira mais fácil é adicionar o arquivo de instalação do mesmo aos arquivos do sistema que serão instalados. Para que o sistema inicie a instalação do Firebird, durante ou depois da instalação do sistema, é necessário criar uma ação no item Custom Actions. Infelizmente essa opção só está disponível na versão Full do InstallShield. Também pode-se instalar o Firebird no braço, adicionando arquivos, registros no Windows e configurando serviços.

Configurações de Diálogos

Você deve estar pensando se ainda é possível alterar os diálogos de instalações, bem como seus itens que são apresentados como o arquivo de “Leia-me” ou a “Licença de Instalação”. Isso é possível através do item Dialogs. Pode-se definir quais as telas de diálogos que serão apresentadas durante a execução da instalação, com a opção de alterar a figura que será apresentada. Clicando em cada tela de diálogo, aparecerá as propriedades à direita.

Por exemplo, na opção License Agreement tem-se a propriedade License File onde pode-se especificar um arquivo TXT com o texto da licença do software. Já em Readme tem-se a propriedade Readme File para também especificar o arquivo de Readme (leia-me) do software.

Todos os diálogos possuem uma propriedade para alterar a imagem de exibição dos diálogos. Vale a pena dar uma conferida. Você pode personalizar bastante a instalação de seu software (Figura 6).

 

Figura 6. Personalizando as telas de diálogos da instalação

Traduções

A versão Full do InstallShield possui ainda a facilidade de você criar as traduções dos diálogos para a língua que você quiser. Mas podemos contornar essa restrição na versão Express. Olhando a estrutura de diretórios do software (instalação) percebe-se que o mesmo possuí o diretório Languages com arquivos textos, contendo as frases , Labels e Captions dos botões. Normalmente em C:\Arquivos de programas\InstallShield\Express\Languages.

Então, abra o arquivo ENG1033.txt e traduza os textos que estão na direita. Tome o cuidado de não alterar os textos da esquerda, pois os mesmos são identificadores. Lembre-se que você pode usar o comando Substituir do editor de textos, que fará a troca para todas as ocorrências. Para exemplificar, use o Substituir para trocar Next por “Próximo”, Cancel por “Cancelar” e assim por diante. Dá trabalho, mas isso só será feito uma vez.

O interessante é que esses arquivos de textos (Figura 7) serão consultados no momento de criação da instalação. Então se você já tem uma instalação criada, terá de refazê-la para que a tradução seja utilizada. Por exemplo, a instalação que iniciamos com o artigo não será traduzida, teremos de criar uma nova para testar a tradução.

 

Figura 7. Arquivo de tradução das mensagens do instalador

Cuide também algumas variáveis que não devem ser alteradas. Elas se apresentam entre colchetes []. O “&“ tem a mesma função do Caption de um botão, ou seja, sublinha a letra seguinte e transforma em um shortcut.

Customizando instalações

O InstallShield possibilita ainda que as instalações sejam customizadas, permitindo a definição de Features (características) que poderão ser instaladas através da opção do usuário, o qual escolherá uma instalação típica, mínima ou customizada.

A criação de uma Feature é realizada na opção Features, onde clica-se com o botão direito do mouse (ou simplesmente tecle Ins) e escolhe-se New Feature, dando um nome para a nova Feature. A Feature Always Install será instalada sempre e por isso deverá conter os itens mínimos para o funcionamento do software (Figura 8).

 

Figura 8. Criando features para customização da instalação

As Features possuem propriedade que podemos alterar como: descrição, se ela deve ser requerida ou não, o tipo de visibilidade, podendo ser invisível, visível e retraída ou visível e expandida. Essa última apresentará os componentes da Feature para uma seleção do usuário.

Ainda tem-se a propriedade comentários e arquivo de registro caso seja necessário fazer uma alteração no registro do Windows para que a Feature funcione. Em Setup Types deve-se configurar os tipos de instalações, definindo quais as Features serão instaladas em cada tipo (Figura 9).

 

Figura 9. Definindo as features para cada tipo de instalação

E, por último, em Files, você deverá adicionar os arquivo que serão instalados em cada Feature. Escolha primeiramente a Feature desejada, depois encontre os arquivos em seu computador e arraste para o quadro Destination computer’s files (Figura 10).

 

Figura 10. Definindo os arquivos de cada feature (instalação personalizada)

Veja na Figura 11 como ficarão as opções, quando o usuário escolher a instalação customizada (opção Custom no tipo de instalação).

 

Figura 11. Customizando a instalação pelo usuário final

Conclusões

Neste artigo vimos como criar instalações para suas aplicações Delphi usando o Installshield, que acompanha o produto. Como vimos, em alguns minutos, podemos criar instalações bastante profissionais e completas com essa excelente ferramenta.



Fabrício Desbessel (fabricio@fabricio.pro.br) é professor de Linguagem de Programação do Curso Técnico em Informática do Colégio Frederico Jorge Logemann de Horizontina/RS e da FAHOR Faculdade Horizontina. Delphiano de coração est [...]

O que você achou deste post?
Conhece a assinatura MVP?
Publicidade
Serviços

Mais posts