Delphi XE3: Overview das novidades - Revista Clube Delphi Magazine 147

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (7)  (0)

O objetivo deste artigo é expor o maior número de informações possíveis sobre o que há de mais novo nesta mais recente versão do Delphi.

Artigo do tipo Teórico
Recursos especiais neste artigo:
Contém nota Quickupdate, Conteúdo sobre novidades.
Delphi XE3

Metropolis UI, FireMonkey FM2 e Visual LiveBindings são as mais recentes terminologias incorporadas ao mundo Delphi nesta versão XE3 do produto. Versão esta que acaba de ser lançada no mercado, num instante próximo ao nascimento de outra importante figura tecnológica, o aclamado Windows 8, que vem sob o status de revolucionar os cenários de Desktops e Tablets abrangidos pelo contexto Microsoft. Sendo assim, o Delphi mais uma vez se faz presente, provendo novos recursos a seus utilizadores a fim de proporcionar mais opções de desenvolvimento, acompanhando as tendências de mercado. Conforme será visto, prova disso são os novos tipos de projetos voltados à construção de aplicações ricas com suporte a toque e gestos, já direcionadas ao Windows 8. Dito isto, a intenção do artigo é a de fazer um Overview sobre as novidades do Delphi XE3, expondo as nuances de cada novo recurso e onde estes poderão ser empregados. Com o intuito de contribuir para o aprendizado, além da abordagem teórica conceitual, sempre que possível, serão expostos exemplos práticos do elemento em questão.


Em que situação o tema é útil
O tema é útil para demonstrar a evolução tecnológica do mercado em relação ao Delphi, tal qual o advento das plataformas Mac OS X Mountain Lion e do aclamado Windows 8, a versão XE3 apura ainda mais sua linhagem, provendo recursos para a construção de aplicações para estes novos cenários. Portanto, através do Delphi XE3 a comunidade poderá estar de acordo com o que há de mais novo no mercado de Software e tecnologia.

Assim como sua versão anterior (XE2), o recém-lançado Delphi XE3 é fundamentado na capacidade de se construir aplicações de forma totalmente RAD, para as plataformas Windows e Mac. Contudo, como adicional nesta versão, está a inclusão de melhorias e novos recursos que contemplam o desenvolvimento de aplicativos tradicionais Windows, passando por Mac OS X Mountain Lion e culminando no novo Windows 8. Este último, aliás, promete agregar uma nova geração de aplicações, que serão então executadas tanto em Desktops quanto em Tablets, incluindo uma interface de usuário muito particular.

Em relação ao Windows 8, o Delphi XE3 provê uma série de modelos (Templates) de projetos pré-prontos e exclusivos para a plataforma, que incluem características que vão da aparência (layout) ao suporte a toque (touch). Tais modelos abrangem então um novo recurso denominado Metropolis UI, que proporciona a similaridade e compatibilidade com os modelos de aplicativos mais populares do Windows 8. A fim de expandir este novo conceito visual e de experiência interativa, há ainda a possibilidade de se converter os formulários de aplicações tradicionais VCL ou FMX, num processo totalmente simples e intuitivo, como já é de praxe na grande maioria das operações feitas no Delphi.

Ainda no XE3 a plataforma de aplicações FireMonkey continua sua evolução e apresenta sua nova versão, denominada FM2. As mudanças e melhorias, neste caso, se fazem presente com relação à capacidade e desempenho das aplicações. Prova disso é a presença de novos componentes disponíveis para uso, tal como um novo controle de Grid e ActionLists (similar ao da VCL). Adicionalmente, da mesma forma que o FireMonkey, o LiveBindings é outro recurso introduzido no XE2 e aprimorado nesta versão. Isto porque, agora a “ligação de dados” pode ser feita de maneira totalmente visual, sem a necessidade de escrita de código, como era anteriormente. Para que isso se torne possível, a ferramenta agora provê um novo recurso denominado Visual LiveBindings, que possibilita, por exemplo, o estabelecimento de um “Binding” entre um controle UI e um DataSet através de uma simples ação de arrastar-e-soltar (Drag-and-Drop). Em vista do que foi mencionado até aqui, podemos determinar que três itens se destacam como sendo as principais novidades desta versão XE3 do Delphi: Metropolis UI, FireMonkey FM2 e Visual LiveBindings. Obviamente que outras novidades e diversas melhorias mais sutis complementam este Release do produto. Um mix de tudo isso é o que será abordado a seguir, fazendo com que o leitor/desenvolvedor se sinta situado com relação ao estágio atual de sua ferramenta de trabalho.

Metropolis UI

Metropolis UI pode ser rapidamente definido como sendo um novo agregado de recursos e características, cuja função principal é a de reproduzir aplicações Delphi compatíveis com o novo modelo de UI (User Interface) trazida pelo Windows 8. De início, podemos cravar que aplicações que vislumbram seguir este modelo deverão ser habilitadas a trabalhar tanto em contextos tradicionais, traduzidos no uso do mouse, como também em contextos sensíveis ao toque. Adicionalmente, poderão ainda ser executadas tanto em Desktop, como em dispositivos móveis. Tal modelo, inicialmente batizado como Metro pela Microsoft, prima, entre outras coisas, por um visual mais limpo, com uso de blocos informativos chamados de Tiles, além do suporte aos recursos de toque e gestos. Dito isto, o Delphi XE3 então adere a esta tendência, provendo novos modelos de projetos ("

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?