Array
(
    [0] => stdClass Object
        (
            [Votos_Balanceados] => 2
            [id] => 547700
            [titulo] => PHP exigencias do mercado
            [dataCadastro] => DateTime Object
                (
                    [date] => 2016-03-05 10:30:01
                    [timezone_type] => 3
                    [timezone] => America/Sao_Paulo
                )

            [isFirstPost] => -1
            [idUsuario] => 269142
            [status] => A
            [isExample] => 
            [NomeUsuario] => William 
            [Apelido] => William (Devwilliam)
            [Foto] => 269142_20150809195205.jpg
            [Conteudo] => Infelizmente Sras e Srs, quem quiser viver de programação não pode se limitar a conhecimentos básicos ou somente a um tipo de paradigma.

Considero nossa profissão ingrata as vezes, principalmente para quem trabalha com WEB, participo de pelo menos 3 eventos por ano relacionados a desenvolvimento e posso afirmar que em todos são apresentadas novas tecnologias, tendências e etc., ou até mesmo conversando com outros profissionais e conhecendo soluções diferentes para o mesmo problema.

Então somos obrigados a se reciclar com frequência, guardada as devidas proporções comparo com os médicos, porém não recebemos o devido respeito e valor por isso! ) )

PHP exigencias do mercado

PHP
Marcio Araujo
   - 02 mar 2016

Um pouco de alerta, desabafo...
Está cada vez mais frequente a exigência no mercado sobre PHP Orientado a Objetos, mas existe uma questão delicada, não ensinam, quem é autodidata estará a frente!

Post mais votado

William (devwilliam)
   - 05 mar 2016

Infelizmente Sras e Srs, quem quiser viver de programação não pode se limitar a conhecimentos básicos ou somente a um tipo de paradigma.

Considero nossa profissão ingrata as vezes, principalmente para quem trabalha com WEB, participo de pelo menos 3 eventos por ano relacionados a desenvolvimento e posso afirmar que em todos são apresentadas novas tecnologias, tendências e etc., ou até mesmo conversando com outros profissionais e conhecendo soluções diferentes para o mesmo problema.

Então somos obrigados a se reciclar com frequência, guardada as devidas proporções comparo com os médicos, porém não recebemos o devido respeito e valor por isso!

Karine Sobral
   - 02 mar 2016

Exatamente Marcio, o mercado está mudando e exigindo mais, com o PHP não poderia ser diferente!

Já era esperado, se uma linguagem tem suporte a O.O, por que não usar?

Mauricio Padua
   - 02 mar 2016

É o jeito se virar mesmo Marcio.

Jothaz
   - 02 mar 2016

Orientação a Objetos já é requisito a muito tempo, no minimo a uns 8 anos, para ser conservador.
Eu trabalho com OO a pelo menos uns 10 anos.

Acho que depende de cada um, pois muitos se setem plenamente satisfeito sem usar OO.
Eu acho que é um ótima forma de se pensar em um projeto.

Nietzsche em sua imensa sabedoria escreveu:

Citação:

Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida - ninguém, exceto tu, só tu.
Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias.
Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar.
Onde leva? Não perguntes, segue-o

Marcio Araujo
   - 02 mar 2016

Em PHP não foi bem assim, bastava "saber"!!! rsrsrs.

Karine Sobral
   - 02 mar 2016

Verdade, é igual a questão da organização do código.

William (devwilliam)
   - 03 mar 2016

Talvez o ponto alto dessa questão seja, o paradigma de POO é válido para 99% das linguagens atualmente, sou a favor que os iniciantes em programação começarem com Java, pois no meu ponto de vista essa linguagem segue muito bem os pilares de OO.

O PHP começou a melhorar o suporte em OO a partir da versão 5, pois antes só era possível desenvolver coisas horríveis e por isso sempre recebeu fama de linguagem "porca", hoje em dia temos um bom suporte, principalmente pensando no pattern MVC (alguns defendem que é PAC).

Mas existem novidades chegando no mercado!

Marcio Araujo
   - 03 mar 2016


Citação:
Talvez o ponto alto dessa questão seja, o paradigma de POO é válido para 99% das linguagens atualmente, sou a favor que os iniciantes em programação começarem com Java, pois no meu ponto de vista essa linguagem segue muito bem os pilares de OO.


Pensando bem, seria ótimo começar com grau acima de complexidade!

Fabio Santos
   - 03 mar 2016

Ainda estou teimando mas pretendo partir para O.O o quanto antes.

Marcio Araujo
   - 03 mar 2016


Citação:
Ainda estou teimando mas pretendo partir para O.O o quanto antes.


Infelizmente estou incluido, mas tenho que aprender realmente!!!

Karine Sobral
   - 04 mar 2016

Ninguem está a salvo.

Karine Sobral
   - 05 mar 2016

Bem verdade caro William, estava pensando esses dias sobre a profissão de um modo geral.

Marcio Araujo
   - 05 mar 2016

Infelizmente é ingrata, pois transformamos ideias em soluções, tambem problemas em soluções! E o pior exigi-se sempre mais, mas compreendo perfeitamente o que disse William.

Mauricio Padua
   - 05 mar 2016

Verdade William, por conta da desorganização de muitos projetos estão revendo isso, "consertando".

Fabio Santos
   - 05 mar 2016


Citação:
Considero nossa profissão ingrata as vezes, principalmente para quem trabalha com WEB, participo de pelo menos 3 eventos por ano relacionados a desenvolvimento e posso afirmar que em todos são apresentadas novas tecnologias, tendências e etc., ou até mesmo conversando com outros profissionais e conhecendo soluções diferentes para o mesmo problema.


Nem me lembre William.

Marcio Araujo
   - 06 mar 2016


Citação:
Infelizmente é ingrata, pois transformamos ideias em soluções, tambem problemas em soluções! E o pior exigi-se sempre mais, mas compreendo perfeitamente o que disse William.


E acho que nem precisa prolongar o que disse pois vai acabar entrando em outras discussões que já foram frequentes aqui.