MMLogs: Uma biblioteca para auxílio à depuração de falhas

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

A idéia deste artigo é apresentar uma biblioteca voltada ao processamento e detalhamento de logs de operação de sistemas, desenvolvida pelo GPARC-TI (Grupo Multimídia) com o intuito de permitir o uso facilitado desse recurso.

Esse artigo faz parte da revista Clube Delphi edição 64. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

MMLogs

Uma biblioteca para auxílio à depuração de falhas

 

Um dos maiores problemas na criação de sistemas é o monitoramento das circunstâncias de operação dos mesmos e o modo de reportar erros, permitindo uma depuração adequada dos problemas que, de outra maneira, não seriam de conhecimento do desenvolvedor ou chegariam com um relatório apenas parcial do ocorrido.

Um dos mecanismos mais utilizados para esse fim são os ditos logs de operação, que visam permitir uma visualização de problemas ou circunstâncias de operação de um sistema. Os logs são usados para verificar o que ocorreu com um sistema. Obviamente existem outros mecanismos de monitoração de erros em um sistema (levantamento dos valores de registradores do processador etc.).

A idéia deste artigo é apresentar uma biblioteca voltada ao processamento e detalhamento de logs de operação de sistemas, desenvolvida pelo GPARC-TI (Grupo Multimídia) com o intuito de permitir o uso facilitado desse recurso. A biblioteca é denominada MMLogs, contando na atualidade com mais de 20 classes distintas que fornecem capacidades que vão da geração ao armazenamento desses registros.

Sendo um artigo introdutório, iremos apresentar algumas funcionalidades básicas da biblioteca e montaremos um exemplo mostrando como as exceções em um sistema podem ser monitoradas e tratadas de forma adequada, permitindo seu registro e futura correção.

 

A idéia da biblioteca

Sua concepção básica envolve o uso de um “caminho de dados” (denominado Log Path), onde as mensagens de log podem trafegar, tomando diferentes ações a depender das classes e/ou componentes pelos quais passam.

Assim sendo, a operação básica da biblioteca envolve a criação de um caminho para as mensagens de log que gere uma reação mais adequada para cada tipo de mensagem, como por exemplo, registro em arquivo, envio pela rede, envio por e-mail etc.

 

Download

O GPARC-TI (Grupo de Pesquisas Avançadas em Redes de Comunicação e Tecnologia da Informação), presente dentro da PUC-RS, é um grupo acadêmico e seu objetivo primário é a pesquisa e desenvolvimento nas áreas de redes de comunicação e tecnologia da informação, não objetivando lucro, atuando em conjunto com o governo (FINEP e CNPq) e empresas em projetos de interesse comum, que visem o desenvolvimento e capacitação tecnológica brasileira.

Muitos dos projetos desenvolvidos pelo grupo não são acessíveis ao público em geral de uma maneira simplificada, mas o MMLogs pode ser obtido facilmente através do site mmlogs.gparc.org, sendo necessário realizar um cadastro. Você receberá uma confirmação e uma senha, por e-mail, que lhe dará acesso ao download da biblioteca.

 

Instalação

Para que a biblioteca seja instalada e funcione corretamente, você terá que ter instalado anteriormente as bibliotecas INDY na versão 9.011 (não foram observados problemas com o uso de versões superiores), JVCL e JCL, na versão 1.22 e 2.0, respectivamente (para versões superiores da JVCL e JCL existem alterações nos nomes das classes que podem causar problemas).

A instalação da biblioteca pode ser realizada de forma simplificada pelo uso do instalador obtido através do download. A biblioteca MMLogs foi desenvolvida para uso nas versões 6 e 7 do Delphi, usuários de versões anteriores, a instalação fica por sua conta e risco. Automaticamente a biblioteca detectará entre as versões 6 e 7 do Delphi, instaladas na máquina do usuário. Após esse procedimento, a biblioteca será instalada na máquina e pronta para uso.

 

Utilização

No Delphi serão acrescentadas as paletas MMLogs, MMLogsUtilities e MMLogFilters (Figura 1). O uso mais correto para a biblioteca de logs, com relação a um sistema como um todo, parte da utilização de um ou mais objetos do MMLogSystem, muito embora seu uso não seja absolutamente obrigatório. A classe TMMLogSystem define mecanismos globais e padronizados para a geração de registros de logs.

 

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?