Processo de Teste de Software

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (3)  (0)

Nesta artigo vamos explicar como a utilização de um Processo de Teste pode melhorar a efetividade dos testes, controlando as atividades e garantindo mais credibilidade e valor ao produto.

De que se trata o artigo:

Explicar como a utilização de um Processo de Teste pode melhorar a efetividade dos testes, controlando as atividades e garantindo mais credibilidade e valor ao produto.

Em que situação o tema é útil:

Para evitar que o teste seja uma mera etapa do ciclo de desenvolvimento, a implantação de um processo relacionado a este garante um maior controle das atividades de teste e, consequentemente, mais qualidade ao software.

Resumo DevMan:

Nesse artigo apresentamos o Processo de Teste de Software com as suas principais etapas e respectivos artefatos gerados. Abordamos também os papéis e as responsabilidades de cada membro da equipe envolvida. Por fim, citamos algumas boas práticas que podem contribuir para obter sucesso na utilização de um Processo de Teste.

Autores: Renata Eliza e Vivian Lagares

Ao contrário do que muitos imaginam, testar um software vai muito além de executar testes explorando as funcionalidades de um sistema já desenvolvido. Na realidade, para que seja possível avançar diante desse estigma, o primeiro obstáculo a ser enfrentado é fazer com que o Processo de Teste e o Processo de Desenvolvimento sejam executados em paralelo, desde o início do ciclo de vida do software.

Um Processo de Teste de Software tem como objetivo estruturar as etapas, as atividades, os artefatos, os papéis e as responsabilidades do teste, permitindo organização e controle de todo o ciclo do teste, minimizando os riscos e agregando valor ao software.

A estruturação do processo tem o propósito de reduzir o número de erros apresentados no projeto. Mas para que isso seja possível, a definição dos objetivos do teste deve ser bem clara, as melhores técnicas devem ser selecionadas, e uma equipe de pessoas treinadas e qualificadas deve estar apta para desempenhar os respectivos papéis dentro do processo.

Após estruturar os objetivos, o próximo passo é implantar o processo. A implantação permite que o teste deixe de ser tratado como uma atividade secundária, passando a ser um processo próprio, condutor do fluxo das atividades do teste e gerador de artefatos que tornam possível a avaliação da qualidade do software.

Neste contexto, apresentaremos nesse artigo as principais fases do ciclo de vida do Processo de Teste, com os referentes artefatos gerados por cada uma delas. Abordaremos também a hierarquia e a definição dos papéis envolvidos no teste, com suas respectivas responsabilidades. Por fim, serão listadas algumas práticas que podem contribuir para a melhoria do software com a implantação do processo.

Ciclo de Vida do Processo de Teste

O ciclo de vida consiste em uma série de etapas dependentes, consideradas como o esqueleto do Processo de Teste, que visam estruturar as atividades definindo como os testes serão conduzidos no projeto.

Essas etapas podem variar de acordo com a metodologia utilizada, e conforme apresentado na Figura 1, serão demonstradas nesse artigo as principais etapas do ciclo de vida de um processo de teste.

Figura1. Ciclo de Vida do Processo de Teste de Software.

Conforme indicado na Tabela 1, a execução de cada etapa do ciclo de vida tem um tempo estimado de duração. Assim, é recomendável seguir essa estimativa para que seja possível executar todas as fases do processo, minimizando riscos e consequentemente garantindo mais qualidade ao software.

Etapa

Do Processo de Teste

Distribuição

do Tempo Estimado

Planejar Testes

10%

Projetar Testes

40%

Executar Testes

45%

Entregar

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?