Trabalhando com JSP, Ajax, Servlet – Parte03

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Neste artigo veremos o segundo passo que será a criação de um banco de dados e finalzaremos esse.

Trabalhando com JSP, Ajax, Servlet – Parte03

O segundo passo é criar um banco de dados com uma tabela, que conterá os dados que serão processados pelo Servlet e retornados a pagina dinamicamente. Para este exemplo, o nome sugerido para o banco é aprendizado e para a tabela é cidades, e a versão do Mysql que esta sendo utilizada é a versão 4.0.12.

 

A estrutura da tabela será bastante simples, e para criar toda a estrutura iremos utilizar a linha de comando, e digitar as instruções SQL diretamente no prompt do Mysql, Listagem 1. Se o leitor optar por utilizar alguma ferramenta gráfica para executar os passos não há problema algum, fica a critério do leitor a forma de gerar o banco bem como também a tabela.

 

Iremos também popular a tabela com algumas informações, uma vez que o objetivo do artigo é trabalhar o Ajax e não a construção de uma aplicação como um todo.

 

Comandos SQL:

Create database aprendizado;

 

Use aprendizado;

 

Create table cidades(

Id  int not null auto_increment primary key,

Cidade varchar(50),

Estado varchar(2),

);

 

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Goiania”, “GO”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Guapo”, “GO”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Crominia”, “GO”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Barro Alto”, “GO”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“São Paulo”, “SP”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“São Vicente”, “SP”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Campinas”, “SP”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Belo Horizonte”, “MG”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Passos”, “MG”);

Insert into cidades(Cidade, Estado) values(“Guaxupe”, “MG”);

Listagem 4. Instruções  SQL.

 

Entendendo o funcionamento.

Uma vez montada toda estrutura, é hora de fazer o deploy do projeto e testá-lo.

Conclusão

Como pode ser visto a tecnologia Ajax pode ser utilizada de uma forma bem simplista para resolver problemas simples, e até mesmo problemas mais complexos.

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?