Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login

Configuração de Log Shipping no SQL Server 2014

Neste artigo serão abordadas as principais características e utilizações do Log Shipping, uma solução de alta disponibilidade e recuperação de desastres em um ambiente de banco de dados SQL Server 2014.

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login

(opcional) Onde podemos melhorar?

Confirmar voto
0
 (1)  (0)
Fique por dentro
Quando falamos em alta disponibilidade estamos falando diretamente a respeito da continuidade de serviço das corporações, o que muitas vezes pode significar o funcionamento ou paralização total das atividades de uma empresa. O administrador de banco de dados (DBA) é responsável por planejar e implementar a estratégia de alta disponibilidade que melhor se enquadre às características do negócio e particularidades tecnológicas do ambiente que administra. O SQL Server, em particular, possui diversas ferramentas que provêm alta disponibilidade e atendem a necessidades específicas de ambientes e negócios. Entre as soluções de alta disponibilidade providas pelo SQL Server está o Log Shipping. Neste artigo serão abordadas as principais características e utilizações de uma solução de alta disponibilidade e recuperação de desastres em um ambiente de banco de dados SQL Server 2014, utilizando para isso a solução de Log Shipping. Além disso, também será demonstrado de maneira prática como projetar, implementar e monitorar essa solução. Esse tema é útil para profissionais de TI que buscam conhecimento em tecnologias de alta disponibilidade voltadas a bancos de dados SQL Server. Manter a disponibilidade de um ambiente SQL Server é uma das principais atividades de um DBA e o Log Shipping pode ser um dos caminhos escolhidos para alcançar esse objetivo.

Atualmente a disponibilidade dos dados para uma empresa pode estar diretamente relacionada ao seu sucesso ou fracasso, ao fechamento de um novo negócio, à perda de um contrato, ao lucro ou ao prejuízo, e até mesmo a perdas intangíveis. Dessa forma, devido à grande necessidade de mitigar e tornar o mais transparente possível as quedas que possam vir a ocorrer em ambientes de produção, as empresas vêm investindo cada vez mais em recursos de alta disponibilidade visando a contingência e continuidade de seu negócio.

Uma das principais responsabilidades de um administrador de banco de dados é garantir a disponibilidade das bases de dados que estão sob sua administração, traçando e implementando estratégias para que isso seja possível de ser realizado dentro de suas instâncias de banco de dados SQL Server.

Para esse tipo de cenário, o SQL Server disponibiliza diversas soluções de alta disponibilidade, entre elas o Log Shipping, que pode ser um grande aliado do administrador de banco de dados no cumprimento dessa missão crítica.

A fim de facilitar o entendimento sobre o Log Shipping, este artigo apresentará suas principais características e utilizações, expondo-o de maneira prática e teórica.

Log Shipping

O Log Shipping é uma solução de alta disponibilidade encontrada em diversas versões do SQL Server que permite o envio de backups de log de transações de um banco para um ou mais bancos secundários em instâncias diferentes de servidor secundário.

Essa solução consiste em três operações:

  1. Realização do backup de log de transações na instância do servidor primário;
  2. Cópia do arquivo de backup para o servidor secundário;
  3. Restauração do backup de log na instância do servidor secundário.

Além da utilização para propor um ambiente de alta disponibilidade, o Log Shipping pode ainda ser utilizado para oferecer uma base de dados para geração de relatórios, por exemplo, direcionando as aplicações que realizam esse tipo de processamento para a base de dados secundária (isso pode evitar que possíveis problemas de desempenho venham a ocorrer no ambiente de produção). Entretanto, devido à diferença de tempo entre as realizações e restaurações dos backups de log de transações, os dados terão uma diferença de conteúdo entre uma base e outra, além disso, durante os processos de restauração, a base de dados secundária ficará indisponível para consultas.

As características da abertura da base de dados secundária para leitura devem ser avaliadas em conjunto com o negócio para se chegar à conclusão se é viável utilizar essa opção em seu ambiente.

Essa diferença de dados entre as bases de dados primária e secundária também pode ser utilizada positivamente, por exemplo, se algum dado for acidentalmente modificado na base de dados primária e o problema for rapidamente identificado, o atraso de dados entre backup e restauração pode lhe proporcionar uma forma de recuperação das informações antes que as alterações sejam enviadas para a base secundária.

O Log Shipping pode ser utilizado tanto para prover alta disponibilidade (High Availability — HA) quanto para recuperação de desastres (Disaster Recovery — RD). Ele é categorizado nessas duas linhas de funcionalidades.

Servidor e banco de dados primários" [...]

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

Carregando
 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Ajude-nos a evoluir: você gostou do post?  (1)  (0)

(opcional) Onde podemos melhorar?

Confirmar voto
Compartilhe:
Ficou com alguma dúvida?