Migrando uma base SQL Server 2000 para SQL Server 2008 R2 - Revista SQL Magazine 92

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (0)

Este artigo tem por objetivo fornecer ao usuário fundamentos sobre como se deve migrar uma base de dados SQL Server 2000 para SQL Server 2008 R2 levando em consideração alguns pontos negativos e positivos.

Atenção: esse artigo tem um vídeo complementar. Clique e assista!

De que se trata o artigo

Este artigo tem por objetivo fornecer ao usuário fundamentos sobre como se deve migrar uma base de dados SQL Server 2000 para SQL Server 2008 R2 levando em consideração alguns pontos negativos e positivos. Quando me refiro a pontos negativos, estou informando que alguns comandos/sintaxe foram descontinuados e que a Microsoft recomenda o uso dos novos, e é de suma importância que o Administrador de Banco de Dados entre em ação para que o banco de dados torne-se acessível.

Neste contexto, este artigo descreve diferentes modos de migração de banco de dados, além de abordar um cenário prático informando como podemos escolher ‘o melhor caminho’ para nosso cenário de acordo com a nossa política.


Em que situação o tema é útil

Este artigo pode ser útil em ambientes corporativos que estejam em processo de migração de banco de dados e para aqueles que desejam ampliar seus conhecimentos com dicas e planejamento.

Resumo DevMan

Esse artigo tem por objetivo descrever como planejar uma migração de dados baseada na regra de negócio do nosso cenário. Dessa forma, temos também considerações importantes antes de efetuar a migração, mas o principal objetivo do artigo é apresentar técnicas para migrar uma base de dados situada em uma instância SQL Server 2000 para SQL Server 2008 R2 fazendo com que os dados estejam disponíveis sem que haja a indisponibilidade das informações.

Neste artigo, veremos passo a passo como proceder com a migração de uma base de dados SQL Server 2000 para o SQL Server 2008 R2. Entretanto, antes de iniciarmos nossa discussão no assunto, apresentaremos alguns conceitos básicos da área de banco de dados e que serão utilizados ao longo deste artigo.

O primeiro conceito que apresentaremos é o de dados. Os dados podem ser descritos como a representação física de um evento que aconteceu. Por exemplo, vamos supor que um jogador faz um gol e a bola foi chutada de uma determinada distância do gol. Ao armazenarmos o jogador que fez o gol, a quantidade de gols e a distância percorrida pela bola, temos então um conjunto de dados persistidos.

Neste contexto, ao estruturarmos os dados de forma que eles possam ser entendidos, temos uma informação. Assim, uma informação pode ser descrita como os dados organizados e entendidos.

Continuando nossa apresentação de conceitos, vamos agora entender o que é um banco de dados. Banco de dados (ou base de dados) se refere a um conjunto de registros dispostos em estrutura regular que possibilita a reorganização dos mesmos e produção de informação. Um banco de dados normalmente agrupa registros utilizáveis para um mesmo fim. Neste contexto, temos também a definição de um Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD), que é o conjunto de programas de computador (softwares) responsáveis pelo gerenciamento de uma base de dados. Seu principal objetivo é retirar da aplicação cliente a responsabilidade de gerenciar o acesso, manipulação e organização dos dados.

Um pouco de história

Após ter feito um pequeno resumo a respeito de alguns tópicos importantes, gostaria também de falar um pouco sobre a evolução do SQL Server ao longo do tempo.

A “primeira” geração do Microsoft SQL Server foi a 6.0/6.5, na qual a Microsoft criou seu SGBD baseado no Sybase. A segunda geração SQL Server foi a 7.0 e na sequência tivemos a 2000. O SQL Server 7.0 pode ser descrito como uma plataforma mais robusta se comparada com a versão anterior, possuindo uma nova arquitetura do servidor relacional, autogerenciamento de recursos, e o primeiro a incluir OLAP e ETL. Já no SQL Server 2000 tivemos como algumas de suas principais novidades o suporte a XML, preocupações com questões associadas a escalabilidade e desempenho, data mining (ler "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?