MySql Administrator Parte 10

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Continuado com o item de menu Startup Variables aba Advanced, vamos falar sobre a seção various.

 

Continuado com o item de menu Startup Variables aba Advanced, vamos falar sobre a seção various.

 

Various:

 

Max join size: Esta variável define o tamanho máximo de linhas que será lido pelo join numa declaração select (para uma única tabela)  ou combinações de linhas de múltiplas tabelas. Esta variável deve ser definida apenas quando existe uma tendências dos usuário usarem instruções Select sem a cláusula Where, o que tornará a consulta muita senta “pesando” o servidor.

 

Maximum binlog: Define o tamanho que pode ser usado para restringir o tamanho total do “cache” para uma expressão com muilti-transação

 

Make table names: Este item define a forma com que p MySql armazenará os nomes de tabelas e do banco de dados, existem 3 opções que são:

0 – Os nomes de tabelas e bancos de dados são armazenados da forma com que são escritos na criação e para comparações são “case sensitive” (faz distinção entre letras  maiúsculas e minúscula).

1 – Os nomes de tabelas e bancos de dados são armazenados com letras minúsculas e para comparações são “case insensitive” (NÃO faz distinção entre letras  maiúsculas e minúscula).

2 – Os nomes de tabelas e bancos de dados são armazenados da forma com que são escritos na criação e para comparações são“case insensitive” (NÃO faz distinção entre letras  maiúsculas e minúscula).

 

Query allock block: Define o tamanho do bloco alocado para analise e execução de uma query.

 

Run as user: Executa o Mysqld com os privilégios do usuário definido nesta opção.

 

Query prealloc size: Define o tamanho do bloco pre-alocado para nalise e execução de uma query.

 

Read buffer size: Define o tamanho do buffer usado para cada tabela de uma thread que   faz um varredura seqüencial na tabela, este valor deve ser incrementado de acordo com a quantidade de query´s com a varredura seqüencial usadas pelo usuário.

 

SQL Mode: Define o modo em que o Mysql irá “trabalhar”. O MySql pode trabalhar em diferentes modos, que podem ser aplicados para diferentes clientes (estações), isso possibilita que cada estação trabalhe da forma que melhor se adapte a sua necessidade. Estes modos de trabalho definem qual a sintaxe a ser utilizada pelo mysql e quais a validações serão realizadas pelo MySql, isso faz com que MySql possa trabalhar com ambientes diferentes. Os modos mais importantes são:

ANSI, STRIC_TRANS_TABLES e TRADITIONAL.

Esta configuração é muito extensa, então a explicação destes modos de trabalho e os demais não mencionados acima serão explicados no próximo artigo.

 

Read rnd buffer size: Determina o tamanho do buffer usado para expressões selects que usam o operador ORDER BY melhorando a performance destas “queries”. É importante esclarecer que este valor será alocado em memória para cada cliente conectado ao banco causando uma perda de performance geral caso ele seja definido com um valor muito alto.

 

Range alloc block: Define o tamanho de blocos de dados para armazenar uma faixa de dados para otimização.

 

Default transaction: Define qual o nível de isolamento (isolation level) usado para as transações. Que são : Read-Uncommited, Read-Commited, Repeatable-Read     e Serializable.

 

Read-Uncommited - É quando minha conexão está lendo informações que ainda não foram comitadas, ou seja, a informação que li pode não existir ou mesmo ter sido modificada.

Read-Commited – Nesta opção os registros são bloqueados quando se está fazendo a leitura do mesmo,  leio somente informações comitadas. Ao dar o update também o registro é bloqueado para a conexão até o commit ou rollback (implícito ou explicito).  Repeatable-Read - Este tipo de isolamento segura os registros para a conexão na leitura até o fim da transação, nenhum usuário pode alterar ou apagar estes registros até que a conexão encontre um commit ou rolback (implícito ou explicito), é o tipo de isolamento padrão do MySql.

Serializable - Este é o tipo de isolamento mais restrito, este não permite a leitura (select), atualização (update), inserção (insert) ou remoção (delete) de nenhum registro que está sendo lido, até que encontre o commit ou rollback (implícito ou explicito). Só utilizar este tipo de isolamento quando estritamente necessário pois podem diminuir bastante a performance.

 

Preload buffer size: Define o tamanho de buffer usado para fazer um pre-load dos indices.

 

Use ANSI SQL: Usa a sintaxe ANSI SQL no lugar da sintaxe MySql.

 

Big Tables: Permite grandes conjuntos de resultados salvando todos os conjuntos temporários em um arquivo. Ele resolve a maioria dos erros ’table full’, mas também abaixa a performance das consultas nas quais as tabelas em memória seriam suficientes.

 

Bind IP: Define o endereço IP para ligação.

 

Table cache: Define o número de tabelas abertas para todas as Threads.

 

Temporary table size: Define um limite que se uma tabela temporária em memória exceder este tamanho, MySQL irá a convertê-la automaticamente para uma tabela MyISAM em disco. Aumente este valor se você fizer muitas consultas com a cláusula GROUP BY avançadas e você tiver muita memória para aumentar a performance da consulta..

 

Write core: Marcando esta opção o MySql grava o conteúdo da memória num arquivo quando ocorre erro.

 

Chroot: Marcando esta opção o S.O. coloca o mysqld num ambiente fechado durante a inicialização.

 

Transaction alloc: Define o tamanho de um bloco de dados para armazenar transações no log binário.

 

Transaction prealloc: Define o tamanho do bloco de buffer persistente para as transações serem armazenadas no log binário.

 

Init connect: Define uma string a ser executada todas as vezes que for feita uma conexão da s estações com o servidor.

 

Max write lock count: Define a quantidade de bloqueios de escrita que depois de ultrapassado este valor permite que alguns bloqueios de leituras sejam executados.

 

Use new routines: Esta opção permite que seja usadas funções “não seguras”

 

Bulk insert buffer size: Esta opção define o tamanho máximo usado pelo MySql para a árvore de inserções em blocos, o MySql permite que sejam feitos blocos de inserção como este: INSERT ... VALUES (...), (...), ..., que tornam os inserts mais rápidos.

 

         Max heap table size: Esta opção define o tamanho máximo que uma tabela do tipo HEAP pode ter. A definição desta variável não tem nenhum efeito sobre qualquer tabela HEAP

         existente, a menos que a tabela seja recriada com uma instrução como CREATE TABLE

         ou TRUNCATE TABLE, ou alterada com ALTER TABLE.

 

         Max length for sort: Define o número de bytes utilizados para ordenar select que usam a          cláusula Order By.

 

Max seeks for key: Esta opção define o número máximo de buscas ao procurar linhas com base em uma chave. O otimizador MySQL assumirá que quando pesquisar por linhas correspondentes em uma tabela através da varredura da chave, não fará mais que este número de busca de chave independente da cardinalidade da chave. Configurando este parâmetro com um valor baixo (100 ) você pode forçar o MySQL a preferir o uso de chaves

em vez de varrer a tabela.

 

Max sort length: Define o número de bytes utilizados para ordenar valores BLOB ou TEXT (somente os primeiros max_sort_lenght bytes de cada valor são usados; o resto é ignorado).

 

Max Temporary: Define a quantidade máxima de tabelas temporárias que cada estação pode manter aberta ao mesmo tempo.

 

Join buffer size: Define o tamanho máximo do buffer usado para fazer full join´s.

 

Key cache block: Define o tamanho default dos blocos em cache.

 

Key cache division: Define o percentual mínimo para o cache block antes de emitir um alerta.

 

Group concat max: Esta opção define o tamanho máximo do resulta da função Group_concat.

 

Delay key write: Se esta opção estiver habilitada, isto significa que o buffer de chaves das tabelas MyIsam com esta opção não serão descarregadas a cada atualização de índice, mas somente quando a tabela é fechada. (Apenas para tabelas MyIsam)

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?