Utilizando CSS Media Queries

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (4)  (2)

Veja neste artigo como fazer com que páginas HTML tenham diferentes comportamentos e formatações, de acordo com as características do dispositivo no qual estão sendo visualizadas. Isso é possível utilizando as CSS Media Queries.

Neste artigo vamos falar sobre Media Queries, que é a utilização de Media Types com uma ou mais expressões envolvendo características de uma media para definir formatações para diversos dispositivos. Os browsers ou as aplicações lêem as expressões definidas na Query, caso o dispositivo em questão se encaixe nessas requisições o CSS será aplicado.

Explicando o que é Media types

Os media types definem para que tipo de media um certo código CSS é direcionado. O HTML foi gerado para ser portátil, ou seja, lido e interpretado por qualquer tipo de dispositivo. Só que cada dispositivo exibe o HTML de uma maneira, devido a fatores como, por exemplo, as dimensões da tela. Supondo que vistamos um site através de um desktop, ele não terá a mesma reação de que se visitarmos por um dispositivo móvel. Isso ocorre porque são dispositivos diferentes e formas diferentes de navegação.

Para que possamos manter nossas páginas sempre adequadas a cada tipo de visualização, utilizamos os media types, que são listados abaixo de acordo com sua utilização.

  • All: Para todos os dispositivos.
  • Braille: Para dispositivos táteis.
  • Embossed: Para dispositivos que imprimem em braile.
  • Handheld: Para dispositivos portáteis, geralmente com telas pequenas e banda limitada.
  • Print: Para impressão em papel.
  • Projection: Para apresentações como PPS.
  • Screen: Para monitores ou dispositivos com telas coloridas e resolução adequada.
  • Speech: Para sintetizadores de voz. As CSS 2 tem uma especificação de CSS chamada Aural, onde podemos formatar a voz dos sintetizadores.
  • Tty: Para dispositivos que possuem uma grade fixa para exibição de caracteres, tais como: Teletypes, Terminais e também dispositivos portáteis com display limitados.
  • Tv: Para dispositivos como televisores, ou seja, com baixa resolução, quantidade de cores e scroll limitados.

Observação: Os nomes das medias são todas case-sensitive, ou seja, letras maiúsculas e minúsculas são diferenciadas.

Media Queries - Problemas

Os problemas das media queries são que cada vez mais surgem dispositivos com diversos tamanhos e também com hardwares bem parecidos aos dos desktops, fazendo com que esses dispositivos tenha uma navegação quase igual aos dos desktops. Podemos citar como exemplo o iPhone, sua tela tem excelente qualidade e seu navegador reproduz as páginas como um navegador comum de desktop). Assim não há a necessidade de preparar um layout e um CSS com media type Handheld para o iPhone, pois mesmo ele sendo um Handheld, ele não trabalha como um, porém, é importante frisar que ele também não trabalha exatamente como um desktop. Mesmo a renderização do MobileSafari sendo idêntica ao de um desktop, existe a questão do comportamento do usuário e a forma de navegação que são diferentes. Assim ficamos em um meio termo, nem podendo disponibilizar um CSS específico para Handheld e nem um CSS totalmente Screen.

Media Queries – Solução

A solução é que as media queries definem condições de um CSS especifico, isso significa que se essas condições forem aprovadas, ou seja, se o dispositivo se adequar a todas as condições, o CSS será aplicado.

Listagem 1: Solução de problema com Media Queries.

<link rel=”styleSheet” hef=”estilo.css” media=”screen and (color)” />

Nesse código determinamos que o CSS só seja aplicado aos dispositivos de media Screen que possuam uma característica color. Dessa forma o CSS não será aplicado em dispositivos monocromáticos. Assim conseguirmos corrigir esse problema específico.

Operadores Lógicos

Nas media queries são utilizados três operadores lógicos: not, or e only.

Not: Gera uma sentença de negação.

Listagem 2: Usando o operador logico Not

<link rel=”styleSheet” hef=”estilo.css” media=”All and (not color)” />

Dessa maneira deixamos disponível também para dispositivos monocromáticos, pois estamos negando o atributo color.

Only: Não mostra os estilos do Browser que não reconhecem media queries, para ser utilizado basta utilizar a palavra only antes media desejada. Vejamos um exemplo.

Listagem 3: Usando o operador logico Only

<link rel=”styleSheet” hef=”estilo.css” media=”Only screen and (color)” />

Or: Serve para usar varias medias juntas, podendo ser substituído por uma vírgula “,”.

Listagem 4: Trocando o operador or por vírgula

<link rel=”styleSheet” hef=”estilo.css” media=”All and (color), projection and (color)” />

Se qualquer uma das medias definidas forem verdadeiras, o CSS será aplicado.

Media Feature

Para diferenciamos um dispositivo do outro, precisamos utilizar as características de cada um, para isso utilizamos as media features, que reconhecem certos recursos do dispositivo no qual está sendo visualizada a página. Abaixo temos um exemplo.

Listagem 5: Utilizando media feature

<link rel="stylesheet" href="estilo.css" media="screen and (max-width: 480px)" />

No exemplo acima determinamos que o CSS apenas seja aplicado aos dispositivos de media screen e com resolução máxima de 480px.

Há uma variedade de características que podemos utilizar para identificar os dispositivos que desejarmos. Veja a lista com alguma dessas características:

  • width
  • height
  • device-width
  • device-height
  • orientation
  • aspect-ratio
  • device-aspect-ratio
  • color
  • color-index
  • monochrome
  • resolution
  • scan
  • grid

Agora vamos por o que aprendemos até aqui em pratica. Para iniciar vamos começar criando uma folha de estilos CSS com nossas media queries definidas.

Listagem 6: Folha de estilo CSS


<style type="text/css">
body { padding: 15px; background:#eee; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif }.

.caixa {
	border: solid 1px #666;	
	padding: 5px 10px;
	margin: 40px;
}

.area-visivel span {
	color: #666;
	display: none;
}

/* max-width  */
@media screen and (max-width: 600px) {
	.um {
		background: #F9C;
	}
	span.lt600 {
		display: inline-block;
	}
}

/* min-width */
@media screen and (min-width: 900px) {
	.dois {
		background: #F90;
	}
	span.gt900 {
		display: inline-block;
	}
}

/* min-width & max-width */
@media screen and (min-width: 600px) and (max-width: 900px) {
	.tres {
		background: #9CF;
	}
	span.bt600-900 {
		display: inline-block;
	}
}

/* max device width */
@media screen and (max-device-width: 480px) {
	.iphone {
		background: #ccc;
	}
}
</style>

Agora que já criamos nossa folha de estilos CSS, vamos salvar como estilo.css. Vamos agora criar a página HTML e carregar a nossa folha de estilos que acabamos de criar.

Listagem 7: Criando index.html.

<head>
<title>Media Query</title>

<link rel="stylesheet" href="estilo.css" />
<!—Folha de estilo criada anteriormente carregada -->

</head>

<body>

        <h1>TESTANDO MEDIA QUERIE – RESOLUÇÃO DIFERENTE. </h1>
        <p>Mude o tamanho do seu navegador para ver as mudanças.</p>
        
        <div class="caixa um">Esta caixa ficará rosa se a área de visão for inferior a 600px</div>

        <div class="caixa dois">Esta caixa ficará laranja se a área de visão for maior que 900px</div>

        <div class="caixa tres">Esta caixa ficará azul se a área de visão estiver entre 600px e 900px</div>

        <div class="wrapper iphone">Esta caixa só será aplicável a dispositivos com max-device-width: 480px (ou seja, iPhone)</div>

        <p class="area-visivel"><strong>Sua área de visão atual é: </strong> <span class="lt600">menor que 600px</span> <span class="bt600-900">entre 600 - 900px</span> <span class="gt900">maior que 900px</span></p>
        
</body>
</html>

Salvamos esse arquivo HTML como index.html e abrimos com um navegador de nossa preferência para testarmos. O resultado é o seguinte:

Navegador com resolução maior que 900px

Figura 1: Navegador com resolução maior que 900px

Resultado com navegador em tamanho menor.

Navegador com resolução entre 600px e 900px

Figura 2: Navegador com resolução entre 600px e 900px

E para finalizar, o navegador com uma resolução abaixo de 600px.

Navegador com resolução abaixo de 600px

Figura 3: Navegador com resolução abaixo de 600px

Vemos que a página, com a simples aplicação de media queries, se comportou de formas diferentes, de acordo com a resolução da tela.

Dessa forma terminamos mais um artigo, o qual espero que seja do agrado de todos os leitores. Me coloco à disposição de todos para tirar duvidas e receber sugestões.

Até ao próximo artigo e um abraço a todos.

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?