Comandos básicos em SQL - INSERT, UPDATE, DELETE e SELECT

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (14)  (0)

Este artigo visa auxiliar iniciantes que pretendem iniciar no universo de Banco de Dados SQL utilizando os principais comandos: INSERT, UPDATE, DELETE e SELECT.

Nesse artigo veremos como incluir, excluir e atualizar registros em um banco de dados. No final do artigo descreverei uma introdução sobre sub-consultas.

Inserindo dados: INSERT SQL

O comando para inclusão no banco de dados é o INSERT, que possui a seguinte estrutura:

Listagem 1: Sintaxe do comando insert


INSERT INTO nome_tabela (lista-de-campos)
VALUES (lista_dados)


--OU
INSERT INTO nome_tabela  VALUES (lista_dados)

Onde:

  • Nome_tabela: nome da tabela no qual será inserido os dados.
  • Lista-de-campos: nome das colunas que receberão os valores.
  • Lista-dados: valores que serão inseridos na tabela. Estes campos devem estar na mesma ordem descrita em lista-de-campos, todos separados por vírgula. Se for utilizado um comando SELECT o mesmo deve retornar a mesma quantidade de colunas com os mesmos tipos de dados especificados em lista-de-campos.

Exemplos:

Listagem 2: Exemplos do comando insert


INSERT INTO EMPREGADOS(CODIGO, NOME, SALARIO, SECAO)
VALUES(1, "HELBERT CARVALHO", 1.500, 1)
INSERT INTO EMPREGADOS VALUES(1,"HELBERT CARVALHO",1500,1)

Na segunda opção foi omitida a declaração dos campos. Essa sintaxe funciona somente se for repassado valores para todas as colunas. Podemos também passar valores através de um comando SELECT, conforme abaixo:

Listagem 3: Insert com valores provenientes de um select


INSERT INTO EMPREGADOS(CODIGO,NOME, SALARIO, SECAO)
      SELECT CODIGO,NOME,SALARIO, SECAO
      FROM EMPREGADOS_FILIAL
      WHERE DEPARTAMENTO = 2

Neste comando todos os empregados da tabela EMPREGADOS_FILIAL foram cadastrados na tabela EMPREGADOS. Se o nome dos campos não for citado no comando INSERT, o SELECT deverá retornar valores compatíveis para todos os campos disponíveis na tabela de destino.

Atualizando dados: UPDATE SQL

O comando para atualizar registros é UPDATE, que tem a seguinte sintaxe:
Listagem 4: Sintaxe do comando update



UPDATE nome_tabela
SET CAMPO = "novo_valor"
WHERE CONDIÇÃO

Onde:

  • Nome_tabela: nome da tabela que será modificada
  • Campo: campo que terá seu valor alterado
  • Novo_valor: valor que substituirá o antigo dado cadastrado em campo
  • Where: Se não for informado, a tabela intera será atualizada
  • Condição: regra que impõe condição para execução do comando

Exemplos:
Listagem 5: Exemplos de uso do comando update


UPDATE DEPARTAMENTO
SET SALARIO = 1000
WHERE CODIGODEP = 1

No trecho acima, todos os colaboradores que fazem parte do departamento 1 terá o salário alterado para 1000.
Listagem 6: Update em mais de um campo


UPDATE DEPARTAMENTO
SET NOME = "HELBERT CARVALHO",SALARIO = 1000
WHERE CODIGO = 1

Neste exemplo alteramos mais de um campo de uma vez. Podemos combinar o comando SELECT com UPDATE. No exemplo a seguir, os funcionários de menor salário receberão aumento de 10%.
Listagem 7: Outro exemplo de uso do comando update


UPDATE EMPREGADOS
SET SALARIO = salario * 1.1
WHERE SALARIO = (SELECT MIN(salario) FROM EMPREGADOS)

O comando SELECT também pode ser utilizado na atribuição de valor ao campo:
Listagem 8: Update passando select como valor


UPDATE EMPREGADOS
SET SALARIO = (SELECT MAX(salario) FROM EMPREGADOS)
WHERE DEPARTAMENTO = 5

Removendo dados: DELETE SQL

O comando utilizado para apagar dados é o DELETE.
Listagem 9: Sintaxe do comando delete


DELETE FROM nome_tabela
WHERE condição

Onde:

  • Nome_tabela: nome da tabela que será modificada
  • Where: cláusula que impõe uma condição sobre a execução do comando

Exemplo:
Listagem 9: Exemplo de uso do comando delete

DELETE FROM EMPREGADOS
WHERE CODIGO = 125

Sub-consultas: SELECT SQL

Uma sub-consulta é uma instrução SELECT aninhada dentro de outra instrução SELECT, INSERT, DELETE ou UPDATE. Veja abaixo alguns exemplos de sintaxe:

  • Comparação [ANY|SOME|ALL] (instrução sql)
  • Expressão [NOT] IN (instrução sql)
  • Expressão [NOT] EXISTS (instrução sql)

Os predicados ANY e SOME, sinônimos, são utilizados para recuperar registro na consulta principal que satisfaçam a comparação com qualquer registro da sub-consulta.

Tabela A

                   
XY
15
29
310
46

Tabela B

X Y 10 4 20 3 30 11 40 9

Exemplo:
Listagem 11: Exemplo de subconsulta

SELECT * FROM A
WHERE Y > ANY (SELECT Y FROM B WHERE X>20)

Resultado:

       
XY
310

Os registros da tabela A que forem maior do que qualquer registro do resultado da sub-consulta serão selecionados. Repare que nenhum registro da tabela A é maior do que 11, no entanto, o terceiro registro é maior do que 9.

Vamos a outro exemplo:
Listagem 12: Exemplo de subconsulta com o operador ANY

SELECT * FROM A WHERE Y > ANY (SELECT Y FROM B WHERE X < 40)

Resultado:

                   
XY
15
29
310
46

Todos os registros foram selecionados porque o valor de y no resultado da sub-consulta assume 3, que é menor do que todos os valores de y da tabela A. Se utilizarmos o ANY com sinal de igualdade teremos o mesmo resultado da cláusula IN. Exemplo:

Listagem 13: Exemplo com o operador ANY e sinal de igualdade

SELECT * FROM A WHERE Y = ANY (SELECT Y FROM B)

Resultado:

       
XY
29

O predicado ANY também pode ser utilizado em conjunto com os comandos UPDATE e DELETE. Veja o exemplo:

Listagaem 14: Update usando o operador ANY

UPDATE A
SET X = X * 10
WHERE Y > ANY (SELECT Y FROM B WHERE X < 40)

Listagem 15: Delete usando o operador ANY

DELETE FROM A
WHERE Y > ANY (SELECT Y FROM B WHERE X < 40)

O predicado ALL é utilizado para recuperar os registros da consulta principal que satisfaçam a comparação com todos os registros recuperados na sub-consulta. Observe os exemplos:
Listagem 16: Exemplo de select com operador ANY

SELECT * FROM A WHERE Y > ALL (SELECT Y FROM B)

Resultado:

   
XY

Listagem 17: Outro exemplo de select com operador ANY

SELECT * FROM A WHERE Y > ALL (SELECT Y FROM B WHERE X > 30)

Resultado:

       
XY
310

O uso de != ALL equivale a NOT IN.
Listagem 18: Subconsulta com operador ALL

SELECT * FROM A WHERE Y != ALL (SELECT Y FROM B)

Resultado:

               
XY
15
310
46

O predicado IN é utilizado para recuperar apenas os registros na consulta principal que contém equivalência na sub-consulta. É o mesmo que =ANY.
Listagem 19: Consulta com operador IN

SELECT * FROM A WHERE Y IN(SELECT Y FROM B)

Resultado:

       
XY
29

No código a seguir retornamos os empregados que venderam um montante maior que R$ 50.000,00.
Listagem 20: Select com operador IN utilizando HAVING

SELECT * FROM EMPREGADO WHERE CODIGO IN
(SELECT CODEMPREGADO FROM VENDAS
GROUPY BY CODEMPREGADO
HAVING MAX(VALORTOTAL) > 50000)

De maneira contrária, NOT IN pode ser utilizado para recuperar apenas os registros na consulta principal para os quais não exista equivalência na sub-consulta.
Listagem 21: Select com operador NOT IN

SELECT * FROM A WHERE Y NOT IN(SELECT Y FROM B)

Resultado:

               
XY
15
310
46

O predicado EXISTS determina se a sub-consulta retorna algum registro. Esta cláusula produz resultados semelhantes ao uso de IN. Veja exemplo:
Listagem 22: Consulta com operador EXISTS

SELECT * FROM EMPREGADO WHERE EXISTS
(SELECT * FROM PEDIDOS
 WHERE EMPREGADO.CODIGO = PEDIDOS.CODEMPREGADO
 GROUP BY PEDIDOS.CODEMPREGADO
 HAVING MAX(PEDIDOS.VALOR_TOTAL) > 50000)

Neste comando são retornados o nome e o departamento dos funcionários cuja soma de vendas ultrapassaram R$ 50.000,00. O predicado NOT EXISTS também pode ser utilizado produzindo o efeito contrário:
Listagem 23: Consulta com operador NOT EXISTS

SELECT * FROM EMPREGADO WHERE NOT EXISTS
(SELECT * FROM PEDIDOS
WHERE EMPREGADO.CODIGO = PEDIDOS.EMPREGADO)

Conclusão

Os comandos SQL fornecem uma linguagem simples para manipulação de dados em um SGBD. Como o SQL se tornou um padrão, os comandos apresentados funcionarão na maioria dos bancos de dados relacionais. Consulte o help do seu banco de dados para possíveis alterações ou particularidades.

Links Úteis

  • O que é Java?:
    Neste curso você aprenderá o que é o Java, tecnologia para desenvolvimento de software mais utilizada pelos programadores em todo o mundo.
  • Python: Trabalhando com variáveis:
    Nesta documentação você aprenderá a trabalhar com variáveis e constantes na linguagem Python, compreendendo como devem ser feitas as declarações e atribuições de valores.
  • Desnormalização de bancos de dados:
    Já ouviu falar em desnormalização de bancos de dados? Trata-se de uma técnica aplicada principalmente para melhorar a performance de consultas que envolvem várias tabelas.

Saiba mais sobre SQL ;)

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?