Produtividade de times ágeis (Definições e fatores de influência) - Revista Engenharia de Software Magazine 43

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Neste artigo será apresentada uma revisão de conceitos de produtividade de software, explicando como a produtividade deve ser interpretada em ambientes ágeis. Além disso, serão discutidos os principais fatores que impactam a produtividade de times, especialmente times ágeis.

De que se trata o artigo

Neste artigo será apresentada uma revisão de conceitos de produtividade de software, explicando como a produtividade deve ser interpretada em ambientes ágeis. Além disso, serão discutidos os principais fatores que impactam a produtividade de times, especialmente times ágeis.

Em que situação o tema é útil

Para todos os membros de times ágeis, scrum masters, coaches e gerentes que desejam compreender e melhorar a produtividade dos times em que participam, assim como interessados em adotar métodos ágeis visando aumento de produtividade.

Resumo DevMan

Métodos ágeis de desenvolvimento de software vêm ganhando crescente popularidade e vêm oferecendo melhores resultados para os projetos de software quando comparados às abordagens mais tradicionais. Um dos principais motivadores para a adoção de métodos ágeis é a expectativa de aumento da produtividade dos times de desenvolvimento. Mas o que é produtividade? Como defini-la em ambientes ágeis? Que fatores influenciam a produtividade de times, especialmente times ágeis? Este artigo tem como objetivo responder essas perguntas, sendo um primeiro passo para a compreensão do tema e base para iniciativas de monitoramento e melhoria da produtividade.

Autores: Claudia de O. Melo e Fabio Kon

Produtividade de software tem sido estudada intensivamente ao longo dos anos [20], em geral com o intuito de reduzir custos de desenvolvimento e melhorar o tempo gasto até o lançamento do produto (time-to-market). Diversos métodos, ferramentas e técnicas vem sendo desenvolvidos com o intuito de melhorar a produtividade de software, desde a produtividade individual, até a de times e organizações.

Métodos ágeis de desenvolvimento de software vêm ganhando crescente popularidade desde o início da década de 2000 e, em algumas circunstâncias, podem oferecer melhores resultados para os projetos de software quando comparados às abordagens mais tradicionais. Eles são regidos pelo Manifesto Ágil [11], conjunto de valores e princípios criados por 17 desenvolvedores experientes, consultores e líderes da comunidade de desenvolvimento de software. Exemplos de métodos ágeis são a Programação Extrema [1], Scrum [18], Crystal [3] e Lean Software Development [16].

Métodos ágeis prometem produzir software de alta qualidade com alta produtividade, o que atrai a atenção das empresas que demandam cada vez mais velocidade e qualidade em seus produtos. Resultados recentes de pesquisas em nível mundial [21] e nacional [5] mostram que um dos maiores motivadores para a adoção de métodos ágeis por organizações é a expectativa de aumento da produtividade.

No entanto, produtividade é um conceito vago, o que gera confusão e, em geral, má definição do termo por times e organizações. Produtividade muitas vezes é definida como eficácia, eficiência ou desempenho. Diante de tantas definições, como avaliar a produtividade de times ágeis? Como identificar se os times têm apresentado melhor produtividade, com a finalidade de mantê-la, ou mesmo identificar quedas de produtividade? Para respondermos essas perguntas, devemos partir do ponto básico: definir produtividade.

Outro ponto importante é compreender os principais fatores que influenciam a produtividade de times, desde aspectos humanos dos membros, até fatores externos ao projeto que está sendo desenvolvido. Entendendo os fatores, os membros de time, líderes e gerentes ganham maior sensibilidade para notar quando algo errado está acontecendo, o que permite uma ação mais rápida sobre o problema.

Entendendo produtividade

Apesar da produtividade ter sido intensamente estudada ao longos dos anos, ela ainda é uma questão controversa. Em primeiro lugar, existem diversos conceitos relacionados à produtividade, como efetividade, eficiência e desempenho, o que gera mal entendidos e a sobrecarga do termo produtividade. A Tabela 1 lista as principais definições relacionadas ao tema.

Termo

Significados

Produtividade

Relação entre a quantidade de saídas (i.e., produto produzido corretamente que satisfaz as especificações) e a quantidade de entradas (i.e., todos os recursos que são utilizados na produção).

Lucratividade

Relação de saídas e entradas, onde fatores monetários são incluídos. Calculadas geralmente a partir da relação Receita/Custo, ou Retorno de Investimento (ROI).

Desempenho

É considerado um termo guarda-chuva no que fiz respeito à excelência, pois cobre lucratividade, produtividade e outros aspectos como qualidade, entrega, velocidade e flexibilidade.

Eficiência

Representa o quão bem os recursos estão sendo utilizados no processo de criação do produto.

Efetividade

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?