Introdução às linguagens de programação

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (0)

Veja neste artigo alguns conceitos de introduções das linguagens de programação.

Hoje, existem diversos tipos de linguagens de programação, as quais são escritas pelos programadores, algumas dessas linguagens são compreendidas pelo computador e outras ajudam na forma de tradutores, explicado mais abaixo.

As linguagens podem ser classificadas como de três tipos:

  • Linguagem de máquina;
  • Linguagens assembly;
  • Linguagens de alto nível;

Linguagem de máquina

É uma linguagem “crua”, ou seja não muda seu estado natural. Essa linguagem é formada de string de números, definindo a realização das operações em um computador, sendo realizado uma tarefa de cada vez.

Características da linguagem de máquina

  • Consistem geralmente em strings de números;
  • Qualquer computador entende diretamente a sua própria linguagem de máquina;
  • São dependentes de máquina (pode ser utilizada em um tipo de computador);
  • São complicadas para a leitura do código;

Ex: +655042223, +232121234, +777798878

Linguagem Assembly

Essa linguagem consiste de abreviações de expressões em inglês que são operações elementares, onde se originou a base da linguagem Assembly. Os assemblers como conhecidos são programas tradutores que convertem os primeiros programas de linguagem assembly em linguagem de máquina a velocidade do computador. Embora o código seja mais claro para seres humanos, ele é incompreensível para computadores até ser traduzido em linguagem de máquina.

Ex: load basepay
add overpay
store grosspay

Linguagem Alto Nível

São instruções únicas que podem ser escritas para realizar tarefas substanciais. Os programas tradutores são conhecidos também pelo nome de compiladores - convertem os programas de linguagem em alto nível em linguagem de máquina. Esse tipo de linguagem permite aos programas escrever instruções que se pareçam com o inglês e contêm notações matemáticas comumente utilizadas. As linguagem em C, C++, .NET e o JAVA são desse tipo de linguagem.

Ex: folhaPagamento = basePagamento + tempoTrabalho

Alguns exemplos de linguagens de alto nível:

Linguagem Fortran

O Fortran (FORmula TRANslator) foi uma linguagem desenvolvida pela IBM em meados da década de 1950 para ser utilizada em aplicativos científicos de engenharia que exigiam complexos cálculos matemáticos.

Linguagem Cobol

O Cobol (Common Business Oriented Language) foi desenvolvido no final da década de 1950 por fabricantes e usuários de computadores do governo norte-americano e da indústria. O Cobol é utilizado para aplicativos comerciais que exigem manipulação precisa e eficiente de grandes quanidades de dados.

Linguagem Pascal

Em 1960 começou a se gerar grandes esforços no desenvolvimento de software e a gerar conflitos, por isso em meados na década de 1960 uma pesquisa foi feita onde se resultou na evolução da programação estruturada - uma abordagem mais clara para se escrever programas mais claros, mais fáceis de testar, modificar e depurar.

Sendo que um dos resultados mais concretos dessa pesquisa se originou a linguagem de programação Pascal pelo Professor NickLaus Wirth em 1971.

Linguagem Ada

A linguagem Ada foi desenvolvida pelo patrocínio do Departamento de Defesa dos EUA durante a década de 1970. Essa linguagem foi batizada em Ada, em homenagem a Lady Ada Lovelace (LoveLace era a província onde morava), sendo considerada a primeira pessoa a escrever um programa no mundo no início do século XIX (para o dispositivo mecânico de computação conhecido como Máquina Analítica, projetado por Charles Babage).

A história das linguagens

Existem muitas linguagens de programação hoje no mercado, das quais são destacadas: C, Java, C++ entre outras. São linguagens que oferecem um alto nível de portabilidade e dão suporte a inúmeros recursos de baixo nível que muitas outras linguagens não oferecem.

Portabilidade é um dos pontos chaves nesse processo de desenvolvimento, acaba ajudando na capacidade de ser compilado ou executado em diferentes arquiteturas seja de hardware ou de software. O termo pode ser usado também para se referir a re-escrita de um código fonte para uma outra linguagem de computador.

Por exemplo a linguagem C foi criada por Dennis Ritchie, na Bell Laboratories, em 1972, nos Estados Unidos. Esse nome foi dado porque muitos de seus recursose características são derivados da linguagem B BCPL (Basic CPL). O B foi desenvolvido por Ken Thompsom, também na Bell Laboratories, em 1969, e contou com a ajuda de Dennis Ritchie. Na verdade o B é uma simplificação da linguagem BCPL (Basic CPL). A BCPL foi criada em 1966, também na Inglaterra, por Martin Richards, e foi desenvolvida a partir da linguagem CPL (Combined Programming Language ou Linguagem de Programação Combinada), criada no laboratório de matemática de uma universidade da Inglaterra.

Inicialmente o C foi criado para desenvolver o sistema operacional UNIX, que até à época havia sido escrito em Assembly, que é uma linguagem de baixo nível e uma das primeiras linguagens de programação a serem criadas.

Diversos sistemas operacionais já foram escritos em C, essa linguagem ajudou a criar outros tipos e que deu origem a uma linguagem de programação muito importante que é o C++. Muitos usuários ainda confundem o C e o C++ por serem linguagens muito parecidas, mas a diferença básica entre elas é que o C++ oferece todos os recursos do C e mais a programação orientada a objetos.

Assim finalizo este artigo que teve por objetivo fazer uma breve introdução sobre a história das linguagens de programação e sua classificação. Apesar de teóricas, são informações que podem ser úteis aos profissionais e estudantes da área.

Até a próxima pessoal espero que tenham gostado.

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?