Guia de Linguagem

REST e Java


Devido a sua simplicidade, os Web Services RESTful têm se tornado cada vez mais populares. Neste guia você encontrará os conteúdos que precisa para dominar esse modelo que permite a construção de serviços menores a APIs completas.

Primeiros passos

Representational State Transfer é um modelo arquitetural para a criação de Web Services que, devido à sua simplicidade, vem se tornando cada vez mais popular entre equipes de desenvolvimento. Apesar de não ser considerado um padrão, nele são definidos princípios que devem ser implementados pelo programador a fim de tornar a aplicação escalável, bem como facilitar sua integração com outros serviços. Os principais dentre esses princípios são:

  1. Identificação dos recursos baseada em URI: Recursos, cada informação que pode ser nomeada, como arquivos, uma entidade, etc, devem ser acessados a partir de uma URI.
  2. Interface uniforme: O significado de cada requisição é determinado pelo verbo HTTP utilizado (POST, PUT, GET e DELETE).
  3. Mensagens auto descritivas: Cada requisição deve conter toda informação necessária para que seja possível processá-la.

Além disso é um pré-requisito estabelecer uma comunicação cliente/servidor, geralmente sobre o protocolo HTTP. Para uma introdução completa ao REST e aos Web Services RESTful, recomendamos o curso:

E para saber mais sobre as diferenças entre REST e SOAP, o significado dos verbos HTTP e outras particularidades desse modelo, leia os artigos:

Jersey

Jersey é um framework que disponibiliza para o programador os recursos necessários para a criação de Web Services RESTful. Nele encontramos ferramentas que permitem expor recursos em diferentes formatos, mapeá-los para URIs únicas, assim como implementar outras características inerentes aos Web Services RESTful. Para uma apresentação completa a este framework acompanhe os posts abaixo.

Agora é só seguir com os artigos abaixo:

RESTEasy

Criado pela JBoss, o projeto RESTEasy reúne diferentes frameworks para auxiliar o desenvolvimento de aplicações RESTFul. Além de ser compatível com os principais Servlet Containers, como Apache Tomcat e GlassFish, pequenas melhorias foram feitas para melhor integração com o WildFly. Confira os seguintes links para saber mais:

Na prática

Nos posts abaixo reunimos outros conteúdos que apresentam boas práticas e técnicas na criação de aplicações RESTful. Confira:

Mais sobre Java

Além material sugerido nesse guia, a DevMedia publica com frequência novos conteúdos sobre Java, os quais você pode conferir nos Guias de Consulta abaixo:

Além disso, você pode conferir todo o conteúdo de Java clicando aqui.

Ficou com alguma dúvida?