Quer ter acesso a todos os cursos desse Guia?

Testes e DevOps

Neste Guia de Referência você encontrará diversos conteúdos sobre Testes, DevOps e Integração Contínua, tópicos fundamentais na carreira do programador Java.

Introdução aos Testes

Geralmente presentes em todas as etapas do desenvolvimento, testes asseguram que cada parte do sistema está funcionando de acordo com o esperado. Atualmente, entretanto, esse processo vai além da funcionalidade, procurando validar também usabilidade, performance, entre outras características desejáveis em uma aplicação de qualidade. Os artigos abaixo te apresentarão aos diferentes tipos de testes:

Testes Unitários

Imagine se todas as peças de um carro fossem testadas de uma só vez? O resultado poderia ser um desastre devido à complexidade desse artefato. A fim de antecipar falhas e garantir a qualidade, os testes unitários se concentram na menor unidade em sistema sistema. Apresentar essa técnica é papel do seguintes curso:

E para complementar, indicamos os seguintes artigos:

Test-Driven Development - TDD

TDD é uma técnica de desenvolvimento de software na qual o teste é criado antes da funcionalidade ser codificada. Apesar de parecer contraintuitivo a princípio, muitos têm adotado o desenvolvimento baseado em testes devido às suas vantagens, como menor quantidade de falhas apresentadas, possibilidade de reavaliar durante o desenvolvimento tanto as regras de negócio quanto a modelagem da aplicação, além da certeza de que cada funcionalidade do sistema estará documentada através de um ou mais testes. Conheça essa técnica no curso:

Para saber mais consulte também os artigos:

Behavior-Driven Development - BDD

BDD é um conjunto de práticas de engenharia de software projetado para ajudar as equipes a construir e entregar mais rápido software de alta qualidade. Além de proporcionar uma melhor integração entre programadores/testadores, o BDD procura facilitar a codificação das regras de negócio. Para isso é utilizado, entre outras técnicas, um vocabulário comum para descrever a funcionalidade, conforme demonstrado nos artigos abaixo:

Testes de Integração

Dentre as diferentes etapas de teste, nesta os módulos são combinados e testados em grupo. Estes testes ocorrem após a realização de todos os testes unitários e antecede os testes de sistema, a fim de verificar os requisitos funcionais, de desempenho e de confiabilidade na modelagem do sistema. Com ele é possível descobrir erros de interface entre os componentes do sistema. Acompanhe os artigos abaixo para ficar por dentro desse tema:

Testes Funcionais

A fim de permitir encontrar as não conformidades em relação aos requisitos do sistema, os testes funcionais, ou testes de caixa preta, como também são chamados, procuram avaliar como o sistema se comporta ao receber dados diferentes do esperados. Durante essa etapa observamos se o sistema acata os dados incorretos, falha, alerta o usuário, etc. Para conhecer melhor essa técnica acompanhe os seguintes artigos:

Testes de desempenho, carga e stress

Os testes de performance, também chamados testes de carga, têm por objetivo submeter o software a situações intensas de uso e avaliar seu comportamento. Esse tipo de teste é muito comum em aplicações web, que são submetidas a um grande número de requisições para verificar se o servidor suportará tamanha carga. Nesta etapa normalmente são utilizadas ferramentas específicas que simulam o uso da aplicação em grande escala, como você verá nos artigos abaixo:

Testes automatizados

Durante o desenvolvimento de um software vários testes podem ser realizados e normalmente cada um será executado várias vezes. A automação desse processo visa reduzir o tempo gasto nessa etapa, bem como reduzir a probabilidade de falha humana. No entanto, nem todo teste pode ser feito dessa maneira com facilidade, portanto é importante planejar adequadamente e usar ferramentas eficientes.

Testes na Prática

Aqui separamos um conteúdo adicional para que você possa aprofundar seus estudos sobre testes de software.

Introdução ao DevOps

Em um modelo DevOps as equipes de desenvolvimento, operações e infraestrutura são integradas a fim de permitir a otimização e o aperfeiçoamento de produtos em um ritmo mais acelerado. Do ponto de vista do negócio, essa melhor colaboração permite uma vantagem estratégica sobre empresas que utilizam modelos tradicionais. Conheça a cultura, assim como as práticas e ferramentas envolvidas nessa metodologia nos artigos:

DevOps na Prática

Reunimos nesta seção mais alguns posts que lhe ajudarão a compreender conceitos relacionados a DevOps, assim como ter uma visão mais detalhista, com base em estudos aplicados, de como obter mais dessa prática de desenvolvimento de software.

Integração Contínua

Integração contínua é uma prática dentro da DevOps que procura criar a cultura de “entregar com frequência”. Nela, os programadores utilizam um repositório central para o qual enviam alterações continuamente. Com isso é possível identificar falhas mais rapidamente, melhorando a qualidade do software, reduzindo o tempo entre as atualizações. Os artigos a seguir trazem uma apresentação completa dos conceitos inerentes a esta prática:

Ferramentas

Por exigir muita disciplina e um constante acompanhamento, grande parte das tarefas definidas na DevOps são automatizadas. Com isso a equipe pode se dedicar a entrega e deixar o início dos testes, construção da aplicação e relatórios de falhas para um sistema especialista. Esta seção reúne as mais utilizadas dentre essas aplicações.

Jenkins

Com o Jenkins é possível agendar o início dos testes, bem como criar alertas de falhas, erros de compilação, entre outras, para as equipes responsáveis. Saiba mais sobre o Jenkins nos artigos:

Hudson

Hudson é uma ferramenta de integração contínua de código aberto, criada pela Sun e atualmente mantida pela Eclipse Foundation em parceria com a Oracle. Atualmente apontado como um dos servidores de mais fácil implementação e baixa curva de aprendizado, suas funcionalidades são exploradas no artigo:

Apache Software Foundation

Responsável por projetos de código aberto como Tomcat, Cordova, Hadoop e muitos outros casos de sucesso, a Apache Software Foundation possui inúmeras ferramentas para integração contínua. Confira as principais dentre elas nos artigos:

Integração contínua na prática

A seguir reunimos mais alguns posts que abordam a integração contínua na prática:

Mais sobre Java

Além dos cursos e exemplos sugeridos nesse guia, a DevMedia publica com frequência novos conteúdos sobre Java, os quais você pode conferir nos Guias de Consulta abaixo:

Além disso, você pode conferir todo o conteúdo de Java clicando aqui.

Veja esse ebook
Crie sua conta grátis e baixe o e-book
Dê um upgrade no início da sua jornada.

Perguntas frequentes

Quem somos?
A DevMedia é uma escola de formação de programadores com mais de 20 anos de mercado. Já formamos mais de 100 mil programadores. A DevMedia ensina programação web, (desenvolvimento de site e aplicativos para celulares). A programação web é a área que mais contrata programadores em todo o mundo, sendo a maior porta de entrada para a área da tecnologia.
Por que a programação se tornou a profissão mais promissora da atualidade?
Nunca o mundo necessitou tanto de programadores como atualmente. Com a quarentena estabelecida pela Covid-19, lojas, restaurantes, escritórios e escolas, que tiveram suas atividades paralisadas, perceberam a urgente necessidade de adaptar seus negócios para o mundo digital. Em contrapartida as empresas de tecnologias, durante esse período, cresceram como nunca tanto em faturamento quanto em número de usuários. Com isso a necessidade de programadores cresceu muito. Empresas de grande e pequeno porte estão com vagas abertas e não conseguem contratar por falta de profissionais qualificados. No momento estima-se que o número de oportunidades no Brasil seja acima de 200 mil!
Como faço para começar a estudar?
Programação é um universo amplo, existem muitos caminhos e por isso é muito fácil se perder. Nosso conselho é: NÃO ESTUDE SOZINHO. Infelizmente 78% das pessoas que começam a estudar sozinhas desistem da profissão por não conseguirem aprender. Com uma boa orientação elas teriam conseguido! Se você tomou a decisão de entrar nesse mercado, faça um investimento no seu futuro e busque aprender com quem sabe. Isso vai triplicar suas chances de dominar a programação e conquistar uma vaga no mercado.
Em quanto tempo de estudo vou me tornar um programador?
O tempo depende, claro, da dedicação de cada estudante. A DevMedia ensina programação há 20 anos e com toda essa experiência montamos uma metodologia que tem como objetivo principal acelerar os seus estudos. Você terá um Plano de Estudo para te orientar em todos os passos do aprendizado. Desenvolverá diversos projetos reais para colocar em prática os conhecimentos e contará com o melhor suporte ao aluno da web. Todas as suas dúvidas serão respondidas de imediato. Seguindo nossa metodologia e se dedicando, entre 6 meses e um ano você já estará programando.
Sim, você pode se tornar um programador e não precisa ter diploma de curso superior!
Ser programador é uma das maiores oportunidades que o Brasil oferece para quem não tem condições de fazer uma faculdade. Muitas empresas contratam sem fazer questão de diploma, o que importa para elas é que o candidato seja um bom técnico e consiga atender suas necessidades. Os salários iniciais para programadores são de R$2.500 mil, podendo chegar aos R$15 mil para aqueles que se dedicam. Com disciplina e um estudo correto, que não te faça perder tempo, é possível se tornar um programador em menos de um ano de estudo. Quando você já estiver empregado, aí sim você pode se aprimorar ainda mais fazendo uma faculdade na área.
O que eu irei aprender estudando pela DevMedia?
Nossas trilhas de estudo te permitem virar um programador Full Stack, que é aquele programador mais completo, ele domina o desenvolvimento Front-end, Back-end e Mobile. Você ficará apto para criar sistemas para computadores e aplicativos para celulares. Utilizamos como base a linguagem JavaScript que é a linguagem mais utilizada no mundo. Outra vantagem do JavaScript é a quantidade de oportunidades no mercado de trabalho. É sem dúvida a linguagem que mais possui vagas e a que mais dá oportunidade para os iniciantes.
Principais diferenciais da DevMedia
Suporte ao aluno - O aluno conta com a ajuda de professores para tirar dúvidas durante toda a jornada de ensino. As perguntas são respondidas em menos de uma hora por professores experientes e atuantes no mercado. Gamificação - A plataforma de ensino é divertida e motivante. É como se o aluno estivesse dentro de um game. Ele terá seu card pessoal, que poderá ser customizado utilizando as moedas que ele ganha quando acerta os exercícios. Ele poderá também trocar suas moedas por outros produtos dentro da plataforma. Além disso, seus acertos contam pontos no ranking mensal dos alunos. Tudo isso deixa os estudos mais leves e motivantes. Didática - A DevMedia já ensina programação há mais de 20 anos. Desenvolvemos ao longo desse tempo uma metodologia que ensina a programar de verdade, com menos aulas e mais prática, são dezenas de projetos e exercícios que desenvolvem a mente programadora no aluno. Projetos reais - Durante os estudos os alunos irão desenvolver dezenas de projetos em cada uma das carreira (front-end, back-end e mobile). Mas o principal é que os projetos da DevMedia não são “copia e cola” como se encontra por aí. Aqui o aluno vai desenvolver os projetos de forma autônoma, recebendo claro a nossa mentoria e suporte, mas o aluno terá condições para desenvolvê-los sozinho. Milhares de exercícios - Programação é prática, por isso a cada nova matéria o aluno passará por um bloco de exercícios para fixar o conteúdo e cada acerto será bonificado com pontos e moedas e valem uma posição no ranking dos alunos.
Qual o investimento financeiro que preciso fazer para me tornar um programador?
Na internet é possível encontrar cursos de todos os preços, desde 50,00 a R$15.000,00. Os cursos de 50,00 são cursos avulsos, que explicam apenas pedaços de uma determinada matéria. Para criar um conhecimento completo você precisaria comprar no mínimo de 15 a 20 cursos avulsos e correria o risco deles não se complementarem tão perfeitamente e seu conhecimento ficaria cheio de "buracos". Os cursos de R$15.000,00 não fazem nenhum sentido. Deixe para investir em cursos caros quando quiser se especializar. Por esse preço você pode inclusive estudar fora do pais. Na DevMedia, você terá um plano de estudo montado por quem já formou mais de 100 mil alunos, e já está nesse mercado há mais de 20 anos. Somos a única plataforma que oferece Suporte ao Aluno em tempo real e uma experiência de estudos gamificada para te manter motivado durante todo o período de estudo. E o melhor, nosso pagamento é recorrente, você não precisa usar o limite do seu cartão de crédito para investir no seu futuro. Aproveite para se matricular agora mesmo.
Como funciona a forma de pagamento da DevMedia?
Para que você possa investir nos seus estudos sem complicar sua vida financeira, a DevMedia cobra o valor da assinatura de forma recorrente, Igual o Netflix. Todos os meses debitamos o valor da parcela em seu cartão de crédito, sem comprometer o limite total do cartão. :) As primeiras 3 parcelas custam R$89,90 e a partir do 4o mês sua parcela diminui para R$49,90! Assim ela pesa cada vez manos no seu bolso! Nesse modelo, a gente te ajuda a pagar seus estudos, mas você precisa ajudar a gente a pagar nossos custos. Por isso a assinatura recorrente tem uma fidelidade de um ano. Essa fidelidade também vai te ajudar a se manter comprometido com os seus estudos. Temos um trato?

Que tal ter acesso a um e-book gratuito que vai te ajudar muito nesse momento decisivo?

Ver ebook

Recomendado pra quem ainda não iniciou o estudos.

Eu quero
Ver ebook

Recomendado para quem está passando por dificuldades nessa etapa inicial

Eu quero

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários, consulte nossa política de privacidade.

Aceitar