Dúvida Sobre PAF-ECF e NF-e

06/11/2012

1

Olá Pessoal, sou novo no ramo da programação. Atualmente programo com Java e PostgreSQL. Meus softwares não possuem um módulo PAF-ECF, até porque não tenho conhecimentos suficientes nessa área. São mais softwares para agendamento de serviços e gerenciamento de consultas, ...

Só que há algum tempo venho querendo desenvolver algo para o ramo de vendas com controle de estoque. A minha dúvida é a seguinte: É necessário (para micro e pequenas empresas, principalmente) que o software utilizado pela empresa possua um módulo PAF-ECF (para registrar as vendas) ou o empresário pode optar por emitir as Notas Fiscais Eletrônicas em outro software ou solução web a parte, sem nenhum vínculo com o programa Gestor de sua empresa?

E no caso das Notas Fiscais Eletrônicas de Serviços, podemos usar o mesmo raciocínio?

Tendo em vista que já existem tantas soluções para a emissão de NF-e e NFS-e a preços bem em conta, e até algumas gratuitas na web.

Afinal de contas, a homologação de um programa PAF-ECF é bastante burocrática e cara, tornando meus softwares inviáveis, financeiramente falando.

Obrigado aos que puderem me dar uma luz nesse caminho das pedras.
Responder

Posts

Não é opção do cliente sobre emitir NF-e e/ou Cupom Fiscal.
NF-e substitui as notas modelos 1 e 1A, e nada tem a ver com Cupom.
Se a empresa tem aqueles blocos de notas grandes, modelo 1 ou 1A e o estado obrigar ela a substituir pela 55 (NF-e), ela terá que se adaptar, ou utilizando o emissor gratuito, ou utilizando algum software específico pra isso, ou ainda utilizando algum software completo pra automação comercial que tenha essa funcionalidade.

A maioria dos comércios que são obrigados a usar ECF estão sendo obrigados a substituir a modelo1/1A pela 55.

A modelo 1/1A/55 é para transporte da mercadoria e/ou revenda, já o cupom é pra vendas direto ao consumidor.

Tem estados que mesmo pra micro empresas, com simples nacional ou não, obriga os contribuintes utilizarem ECF, e já tem outros estados que depende do regime de tributação do contribuinte, isso varia de estado.

Tenho clientes aqui na minha cidade, que são superpequenos e são obrigados ao uso do ECF. Isso em RO é muito comum por exemplo. Já no PR tenho clientes que são de médio porte, e ainda não são obrigados ao uso do ECF.

Se seu software for emitir NF-e, o mesmo tem que ser credenciado na SEFIN/SEFAZ do seu estado para essa finalidade.

Se seu software tiver integração com PAF-ECF, o mesmo tem que ser credenciado e homologado.

Em alguns estados o PAF-ECF ainda não é obrigatório, porém isso está se estreitando, e a maioria está aderindo.

Sobre o custo, realmente é caro. Homologuei recentemente e gastei 7 mil, incluindo passagem aérea, hotel, taxa da homologadora e horas extras na homologadora.

Tem estados que só aceitam software homologado todo ano, e já tem outros que aceitam de 2 em 2 anos.

Essas informações você obtêm juntamente com a secretaria de fazenda/finanças de cada estado.

O contador da empresa do seu cliente que acompanha essa questão da obrigatoriedade do uso do ECF, quando for obrigatório ele irá informar.

Espero ter ajudado.

Responder
Esclareceu sim muitas questões. Obrigado pela ajuda! Um dia eu ainda chego lá ...
Responder
para iniciar recomendo vc ver as dezenas de palestras de paf-ecf que tem no youtube organizadas pelo claudenir da daruma
procure la por palestras paf-ecf

o paf-ecf e so a ponta do iceberg.

o sped e todos os seus projetos juntos tira o sono de muita gente.

eu trabalho no ramo de automação a 15 anos, ja passei por 3 homologacoes do paf (fora outras do tef) e sempre tem coisa para fazer de ultima hora.

Responder