homologação v ato cotepe 1.13 veja aqui dicas importantes.

28/11/2012

2

olá para todos, homologamos nosso sistema no ato cotepe 1.33
visto que nem existe ainda roteiro para essa versao, porem o homologador aplicou os requisitos
do ato cotepe.

aqui segue algumas de nossas dificuldades e algumas dicas para voce nao passar pelos mesmos problemas.
homologamos na polimig, veja se alguns itens abaixo se aplica onde voce ira fazer a certificação.

1-Leia o ato cotepe cuidadosamente, uma linha que voce pular pode ta ali algo que pode impactar
em muito no seu sistema.
2-teste exaustivamente todas as rotinas
3-use bastante o suporte antes da homologacao, tem muita coisa que e complicado mesmo agente
entender como sera feito o teste, ja que nao e seguido mais roteiro de testes, e sim o ato cotepe.
4-agora novamente pode ser usado notebook, mas veja se seu ecf usa cabo usb e o driver correto para
so se seu ecf for usb nao use conversor, serial para usb, se seu ecf for serial use um pc normal
e use o notebook apenas para servidor do banco.
5-levamos impressora jato de tinta, e nao precisou pois bastou salvar o dav em pdf
6-levamos balanca, para testar a venda, mas como nosso sistema nao atende restaurante, nao foi testado
mesmo q seu sistema use balanca para supermercado nesse caso nao precisou. isso gera custo com
excesso de bagagem se caso vc vai de aviao.
nao precisou de leitor de cod barras, ja que basta lancar pelo codigo.

7-tenha certeza que o pinpad tef esteja configurado e testado, nao perca tempo fazendo isso la na hora.
8-emita todos os tipos de nota fiscal e todos os modelos, inclusive o modelo 02 nota manual pelo ped
e gere o arquivo do sped e valide, la tivemos problemas com modelo 02 que nao estava passando o numero
da autorizacao para o sped.
9-gere e teste no validador do sintegra operacoes de venda com desconto e acrescimo no item
desconto e acresimo no final do cupom. e tenha certeza que seu sintegra e sped esta validando sem problemas
10-tenha seu banco de dados seus produtos previamente cadastrados e corretamente com seus impostos
configurados, veja no roteiro la tem muitos teste que pedem produtos com valor especifico, deixe isso pronto
o homologador so usou o roteiro nessa parte so para checar o valor dos produtos, no inicio da homologacao
tenha seu banco vazio sem movimentacao de vendas somente com entradas e estoque.
11-deixe seu ecf ja com os relatorios gerenciais cadastrados para nao ter q fazer isso la na hora
agora cada tipo de relatorio deve usar um relatorio gerencial especifico
1-relatorio gerencial -esse e padrao e vc pode usar para todo gerencial que nao se enquadre nos demais abaixo
2-Meios de Pagamentos
3-Identificação do Paf ECf
4-Parametro de Configuracao
5-Dav's Emitidos
6-Dav OS Emitidos
7-Abastecimentos Pendentes
8-Controle de Encerrantes

12-modulo de vendas ao excluir o item tem que continar mostrando o item na lista, pode colorir
mas se colorir tem que botar uma legenda em baixo indicando por ex que item em vermelho foi cancelado
ou pode colocar uma coluna indicando o status ATIVO ou CANCELADO.
como agora vc tera que manter os itens excluidos no banco, isso pode gerar varios problemas nos seus
relatorios de venda que teria que filtrar para nao entrar esses itens
eu optei por criar outra tabela com os itens excluidos e tranferir para essa outra tab quando excluir
no grid das vendas eu uso uma view com union que junta os itensdavenda com a tab de itenscancelados.
outra alternativa e voce renomear sua tabela de itens, e criar uma view com o nome da tabela filtrando
os itens cancelados, assim todo relatorio apontando para sua tabela apontaria para a view que nao iria considerar
esses itens.
agora nao pode mais alterar o item, isso gera uma reclamacao enorme por parte dos clientes.

13-teste um pre-venda vendendo 2 itens depois excluindo (cancelando) os 2 itens, sua pre-venda
vai ta sem valor mas tem 2 itens, veja o que ele vai fazer nesse caso.
nao pode deixar finalizar, e na hora de emitir z, ele tem que abrir o cupom, imprimir e cancelar
os 2 itens e cancelar o cupom sem fechar, veja como vai ficar seu registro r04, la nao
pode ter valor nos campos subtotal,nem no total, pois o cupom foi cancelado em aberto.
veja se no item ficou marcado como cancelado no arquivo do paf registro r05

15-o bloco 7 testes que verifica alteracao no banco, tem que sair o ? onde tiver espaco e nao somente no final
do campo.
e mais pratico efetuar as alteracoes direto no grid do seu gerenciador do banco, montar
script vai lhe tomar muito tempo $$, por isso a ideia de ter um banco vazio para a homologacao facilita.

16-veja se vc tem uma tecla de atalho ou botao que acesse o menu fiscal em todas as telas do sistema
la pelo menos o homologador pediu para abrir absolutamente todas as telas do sistema, e alterando
a resolucao do monitor. como meu botao de menu fiscal fica no form principal, alguns forms sao modais
e ocupa toda a tela, neles tive que botar um label la escrevendo a tecla de atalho.

17-a rotina de testar ecf numero de serie e gt, deve ser disparada em todos os locais e nao somente na hora
da venda, no menu fiscal coloque em todos os botoes que envia comando para ecf.

18-antes de abrir o menu fiscal, veja o status do ecf, se tiver cupom aberto, avise, e abra o menu fiscal
e desative os botoes que faz comunicacao com ecf.

19-a tab indice tec de producao e so gerar um arquivo e aplicar o EAD, veja com o homologador
um exemplo do arquivo pois nao tem layout especifico. o local para vc lancar os produtos pode ser um botao
em qualquer lugar do seu sistema, ele nao vai questionar como e feito, e sim se gerou o arquivo.

20-solicite ao seu homologador um print (scaneado) de um gerencial do rel de identificacao do paf (mudou muita coisa)
solicite tbem um do parametros de configuracao esse tem muita coisa tbem especifica.
la com certeza eles tem aos montes de outras empresas que ja homologaram, ai e so fazer igualzinho.

21-confira os campos de retorno do ecf COO, GNF,CRZ e tantos outros se estao gravando corretamente
em suas tabelas, veja o que se aplica para cada registro,

ex: no R07 nao nao pode gravar o GNF quando for cupom fiscal, e qdo NAO for ref a cupom
nao pode gravar nada de dados do cupom.
qdo for referente a um recebimento de titulos vc tem que gravar o GNF

22-agora para liberar o uso do ped foi alterado.

PED TESTAR SE ECF TA DESLIGADO OU SE NAO TIVER ECF LIBERAR SO NOTA MODELO 01,55,1B,00
SE TIVER LIGADO TESTAR REDUCAO Z, DEPOIS DA Z E NAO EMITIU CUPOM LIBERA NOTA MODELO 02
OU SEJA COMUNICOU COM A IMPRESSORA, E NAO TEM VENDAS DESDE A ULTIMA REDUCAO Z,
ENTAO LIBERA O PED SOMENTE NOTA MANUAL 02

VENDA NORMAL NO SEU MODULO DE VENDAS DE FRENTE DE CAIXA OU BALCAO, NAO LIBERA NOTA MODELO 02

23-recomposicao do GT, no meu caso usei a sweda para homologar.
e tive que retornar a vendabruta o crz e o cro da ultima reducao z (memoria do ecf)
e comparar isso com os dados da ultima z no banco de dados se forem iguais vc pode
corrigir o gt no seu arquivo auxiliar. no caso da sweda tive que executar o comando
que gera o arquivo do sped e pegar a linha do registro C405 so la que consegui pegar
a venda bruta da ultima z, ou seja mexa no gt no seu arquivo e tente abrir um cupom
e veja o que acontence.

24-estoque, criei uma tabela com os campos, NumeroSerie
CodLoja
Marca
Modelo
TipoECF
DataEstoque
MFAdicional
MD5

- md5 eu uso em todas as tabelas do paf para testar se o registro foi alterado.

no primeiro documento enviado para o ecf (ou seja vc vai ter q botar a chamada da funcao
em varios locais do seu sistema), eu verifico se a data dessa tabela q vai ter sempre so 1
registro por loja, e menor que a data atual, se for eu chamo a rotina de atualizar o estoque

que consiste em gravar os dados do ecf atual nessa tabela, atualizar a data,
e pegar o estoque atual do banco e jogar para uma coluna do estoque do paf
o estoque do paf so sera ajustado agora no outro dia.
se a loja possui mais de um ecf, a primeira que emitir vai atualizar, as demais nao.
ou seja cada dia essa tabela podera ter dados de um ecf diferente, sempre do ecf que atualizou
o estoque.

la no menu fiscal o botao de estoque vai pegar o estoque do paf e nao seu estoque atual.
lembrando que qdo vc atualizar o estoque do paf tera que atualizar sua rotina para nao sair
os ??? no arquivo.

25- no menu fiscal tem um arquivo novo para gerar no botao de "LMFC" - Leitura Memória Fiscal Completa
que o MF 17/04 a sweda so permitiu gerar esse arquivo por data, por interv reducao tive que botar
nao suportada.


26-veja se seu registro R04 o subtotal acres desconto e totalliquido ta gravando so quando finaliza
a venda, pois nao pode atualizar a cada item.



27-veja se seu relatorio do DAV na impressora normal e no ecf (se for o caso)
esta imprimindo desconto e acrescimo no item, desconto e acrescimo no final
e se ta imprimindo o item que foi cancelado com o texto CANCELADO e la no total com seu valor negativo
pode ser assim:
001 000001 PRODUTO TESTE 2 5,00 10.00
Desc: 2,00
CANCELADO ITEM 001 -10,00
se voce tem DAVOS, veja se depois do item sai os dados do veiculo
Marca:xxx Modelo:xxx Ano:xxx Placa:xxx Renavan:xxxxx

se seu dav os e para concerto de outros produtos se sai
Serie:xxxxx



28-PRE-VENDA testar se terminal POSSUI ECF e so libera em maquina que NAO POSSUI.
aceita cliente sem CPF (venda ao consumidor)
DAV libera em qualquer maquina, mas so para cliente com CPF ou CNPJ valido. (isso vai complicar a vida do usuario!!!)

29-mesclagem de pre-venda, nao pode deixar selecionar os itens, e tem que importar todos
inclusive os itens que foi cancelado (excluido)
mesclagem de dav, pode deixar selecionar os itens, e nao precisa trazer os que foram
excluidos,
quando emitir o cupom da pre-venda primeiro emita e cancele as pre-vendas anteriores e
so depois que imprima o cupom da prevenda mesclada, veja se ta nessa ordem.
os itens que foi cancelado na primeira prevenda sera cancelado no ecf 2x
uma ao imprimir o cupom e cancelar o item da primeira prevenda
e outra quando imprimir o cupom da prevenda mesclada pois nela vai ter o item cancelado
tambem.

eu tive um problema na mesclagem, eu abria o cabecalho da prevenda normalmente e depois acionava um comando
indicando que queria mesclar, ou seja nao queria lancar itens na prevenda, so que para fazer mesclagem
a maquina tem que ter ecf, e para abrir a pre-venda nao pode ter ecf.
nesse caso tive que mudar para so indentificar se e prevenda e gerar o id somente depois de lancado o primeiro item.
assim eu abria a funcao de pre-venda como nao lancava nenhum item era permitido eu chamar a mesclagem.
la no programa de configuracao de ecf, eu coloquei um checkbox USA ECF para tratar isso, e sempre tinha q ir
la e mudar essa configuracao qdo ia fazer pre-venda, e qdo ia mesclar.



30-verifique se na sua tela de venda mostra o codigo e a unidade nos itens vendidos. jogue no grid
ou na lista dos itens. nao precisa ficar visivel o tempo todo, pode ter uma barra de rolagem que mostre

31-atencao no registro r05 so marque o item como cancelado qdo ocorrer cancelamento do item
e nao do cupom inteiro, pode ocorrer os 2, cancelar um item e depois o cupom.


32-nota fiscal eletronica, vc tem que passar o MD5 do seu sistema (o mesmo q sai no cupom) no campo mensagens complementares
vc tera que acessar o site da sefaz e consultar sua nota enviada (no ambiente de testes) e verificar se o md5 ta la
coloque para imprimir no danfe tambem. eu criei um campo nos meus parametros e atualizo esse campo sempre q abro
o sistema, la no relatorio eu peguei a informacao desse campo para imprimir e enviar na nfe

33-bloco 7, alteracoes no banco.
eu fiz assim: tenho uma coluna MD5 nas tabelas do paf, a rotina q inclui o registro concatena o valor de todos os campos
e a string resultante gero um md5 e gravo nessa coluna.
na impressao, eu regero o md5 (mesmo teste da inclusao) e comparo co o md5 da coluna, se for igual e pq nao teve alteracao
o teste de exclusao, eu criei um tabela chamada PAF_LOG, nela tem as chaves primarias e uma coluna indicando o nome da tabela
ou seja tenho uma tabela de log q serve para todas as tabelas do paf
a cada inclusao na tabela do paf eu incluo nessa tambem, fiz isso via aplicativo,
mas o homologador disse que poderia ser via trigger o que e mais funcionou, vc so tem que garantir que as triggers
nao serao excluidas no banco no seu cliente, isso e complicado, pois se alguem desativar as triggers ou exclui-las
vc ta lascado.
a trigger basicamente faria o mesmo testando o nome do aplicativo que ta vindo o comando, se for o seu executa
a trigger se nao, nao executa, assim qualquer inteferencia fora a trigger nao pega. vc teria q setar o app_name()
no seu programa qdo abrir, app_name() claro e para sql server, veja o seu caso!.e seu banco possui trigger.

se seu banco possui integridade entre as tabelas do paf e nao permite alteracao via banco, vc pode fazer uma declaracao
e nao fazer esse bloco e explicar os motivos, nao sei se seu estado vai aceitar. ou seja vc homologa mas nao tem garantia
que a sefaz vai permitir. e bom vc consultar isso antes.


34-programas de conceção de crédito, varios estados tem, nota legal, cupom mania, paraiba legal etc.
veja se vc atende estados que tem algum do tipo, se tiver tem que implementar.
nao da para usar as configuracoes do ecf que muda um xlm, um ini e ja sai o texto no cupom
o motivo e que o texto tem que sair depois do MD5 que fica na primeira linha, e o ecf manda o texto logo na primeira linha
a daruma por ex tem um comando que retorna o texto ai vc diz onde vai enviar, caso contrato vc tem que montar a string
e enviar conforme o caso.
ex: se vc atende o MA, la nao podem exigir que vc tenha nota legal do DF. mas e bom verificar na sua sefaz se isso
e realmente valido.


seu eu lembrar de algo mais eu posto aqui.

e no mais boa sorte.

Wilton Queiroz.


Responder

Posts

08/01/2013

Francisco Lima

Muito boas suas explicações, obrigado Wilton.
Responder

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies,
consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.

Aceitar