Do que se trata o artigo:

O artigo apresenta as mudanças em relação às certificações Java da Oracle. As novas siglas, mudanças em conteúdos aplicados, cursos obrigatórios, de preparação, realizados antes de algumas certificações, e as categorias das certificações envolvendo as plataformas Java SE, Java EE e Java ME também serão abordadas.


Em que situação o tema é útil:

Para desenvolvedores que desejam informar-se sobre as mudanças nas certificações Java e conhecer os assuntos e objetivos de cada exame, bem como as habilidades fundamentais que são necessárias em cada prova.

Resumo DevMan:

A tecnologia Java oferece, por meio da Oracle, uma série de certificações de diversas categorias e perfis. Com a aquisição da Sun, algumas modificações ocorreram em relação a estas certificações. Um exemplo é a troca de nomenclatura, que agora é constituída com a marca da Oracle. Além dessas mudanças, outras são exemplificadas no artigo, que contextualiza, em sua introdução, a importância de ser um profissional certificado. As certificações Java abrangem três áreas: Java SE, Java EE e Java ME, e dentro dessas áreas são aplicadas quatro categorias de provas: Associate, Professional, Master e Expert. Nessas categorias existem várias certificações embutidas, as quais serão abordadas ao longo do artigo.

Autores: Everton Coimbra de Araújo e Scheila Giongo

Ser um profissional certificado Java é ter um diferencial na carreira, pois a certificação confirma a aptidão para a tecnologia. Devido à sua real importância, a certificação é um assunto muito discutido entre desenvolvedores, pois depende de quem faz e para que objetivo a obtém. A abordagem aqui apresentada busca responder as principais dúvidas de um programador, em relação a uma certificação Java.

É importante ter ciência que os exames de certificação, para os fabricantes que os mantém, são documentos que formalizam a competência de profissionais para atuarem no mercado, com destreza e conhecimento, para o produto, tecnologia ou metodologia ao qual o certificado se aplica. Esta situação pode ser comprovada quando se verifica, dentre os pré-requisitos das vagas ofertadas, a necessidade de certificações e não mais apenas a experiência profissional comprovada.

A certificação pode ser vista, de maneira análoga, como um atestado de competência, um diferencial na carreira profissional, mas apenas obter a certificação, sem experiência, não é o suficiente. A certificação pode também ser vista como um meio para o profissional testar e adquirir conhecimento, pois o processo de tornar-se certificado, além de desafiar a profundidade e a amplitude de suas habilidades técnicas, é uma maneira de ganhar em termos de aprendizado e crescimento como profissional de TI. Pode-se assumir que não só a obtenção de uma certificação, mas também a preparação para obtê-la, é um ponto importante e positivo, pois é uma maneira organizada para se conhecer melhor o Java.

Deste modo, é importante que o profissional que julga a certificação como algo não tão relevante tenha ciência de que existem empresas (de todos os portes) que se preocupam em ter em sua equipe profissionais certificados.

...
Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo