Ambiente de desenvolvimento JME

 

Olá pessoal, tudo bem?

 

Espero que tenham gostado do artigo anterior no qual mostrei resumidamente como funciona a arquitetura do Java ME.

 

Hoje, neste novo artigo iremos falar sobre os requisitos básicos para realizar o desenvolvimento de aplicativos.

 

Para trabalharmos com o desenvolvimento de aplicativos em JME temos que ter:

·         Kit de Desenvolvimento Java (JDK);

·         CLDC 1.1;

·         MIDP 2.0.

 

Todo nosso trabalho começa com a instalação do Kit de Desenvolvimento Java (JDK). Para isto, basta irmos ao site da Sun, no endereço http://java.sun.com/javase/downloads/index.jsp. Escolha a versão que atenda seu sistema operacional (LINUX, Windows, etc.). Feito o download do kit execute-o. Uma dica é sempre escolher a pasta padrão para instalar os arquivos, porém na hora de nomear utilize a abreviação “JDK”(isso vai facilitar a indicação do caminho futuramente). Após isso acabe de instalá-lo.

 

Quando obtiver o kit é importante que se atualize a variável de ambiente PATH. Com esta atualização poderemos executar o compilador Java a partir de qualquer diretório sem ter que escrever o caminho inteiro toda vez.

 

Antes de qualquer coisa é importante saber que as variáveis de ambiente são extremamente importantes para o funcionamento do seu sistema operacional, portanto siga os passos aqui mostrados atentamente. Recomendo que se faça um backup dos caminhos originais antes de alterar qualquer variável(obs. não iremos apagar nada, apenas acrescentar).

 

Para realizar a atualização vá até as “Variáveis de Ambiente” do seu computador. (Painel de Controle > Sistema > Avançado > Variáveis de Ambiente). Ao chegar lá irá encontrar, provavelmente, vários caminhos. Localize a variável PATH (se não encontrar a variável, basta criá-la), chegue ao final da linha, depois de todas as outras instruções, e coloque um ponto e vírgula (;). Isto faz com que você consiga separar as instruções dentro desta caixa de texto. Digite o seguinte caminho: “C:\jdk\bin”

 

O próximo passo será a instalação da configuração CLDC. Logo, siga para o endereço: http://java.sun.com/products/cldc/. Neste endereço faça o download da “CLDC 1.1” para o seu computador. É interessante salientar que, para a obtenção da permissão para download, é necessário estar cadastrado no site da Sun, cadastro este que é gratuito. Recomendo descompactar o conteúdo na pasta “C:\j2me”.

 

Outra vez é necessária a atualização da variável PATH para que aponte para o diretório onde estão a (KVM e o pré-verificador). Digite na variável PATH o seguinte caminho: “C:\j2me\j2me_cldc\bin”. Siga os passos até o fim e conclua a instalação da configuração.

 

Para completarmos a nossa estrutura, conforme vimos no artigo anterior, falta apenas o perfil MIDP ser instalado no PC. A instalação do perfil segue o mesmo padrão das demais acima e sendo encontrado no endereço: http://java.sun.com/products/midp/. Faça o download do perfil MIDP, no caso até a corrente data, se encontra na versão 2.0. Extraia os arquivos novamente para o local “C:\j2me”. Se você seguiu todos os passos até aqui, a seguinte estrutura será apresentada na pasta “j2me” (Figura 1).

 

ambdesejmefig01.JPG

Figura 1 – Diretório j2me.

 

Nesta etapa também é importante a atualização da variável PATH. Acrescente na caixa de texto o seguinte caminho: “C:\j2me\midp2.0fcs\bin”.

 

Para termos uma referência das classes da MIDP precisamos atualizar uma variável chamada CLASSPATH, para isso, basta voltar as variáveis de ambiente e localizar “CLASSPATH” (caso ela não exista, basta criá-la). Digite o seguinte caminho dentro dela: “C:\j2me\midp2.0fcs\classes;.”. É importante salientar o ponto no fim da instrução para representar o diretório atual.

 

Por fim, precisamos atualizar mais uma variável, a MIDP_HOME. Esta vai apontar para a localização do diretório “lib” de sua instalação MIDP. Digite o seguinte caminho dentro dela: “C:\j2me\midp2.0fcs”.

 

Acompanhe logo abaixo se você digitou todos estes caminhos: PATH = C:\jdk\bin;C:\j2me\j2me_cldc\bin;C:\j2me\midp2.0fcs\bin;

 

Pronto, basta testarmos a instalação. Vá até o prompt de comando e digite os comandos:

·         preverify;

·         midp –version;

·         java –version.

 

ambdesejmefig02.JPG

Figura 2 – Testando a instalação: comando “preverify”.

 

ambdesejmefig03.JPG

Figura 3 – Testando a instalação: comando “midp -version”.

 

ambdesejmefig04.JPG

Figura 4 – Testando a instalação: comando “java -version”.

 

Se você conseguiu visualizar as telas como as figuras mostradas acima, a sua instalação foi concretizada com sucesso.

 

Programa de exemplo

Vamos desenvolver um programa de exemplo para demonstrar como funciona o desenvolvimento, desde a escrita até a sua compilação.

 

Vá ao bloco de notas e digite o conteúdo aqui mostrado. Note que o Java ME é “case sensitive” como toda a tecnologia Java, por isso respeite as palavras minúsculas e maiúsculas.

 

ambdesejmefig05.JPG

Figura 5 – Arquivo inicial de exemplo.

 

Salve o arquivo com o nome de “MeuPrimeiroPrograma.java” e note que o tipo do arquivo deve estar como: “Todos os arquivos”. Recomendo que a localização deste arquivo de exemplo esteja em: “C:\midlets\MeuPrimeiroPrograma\MeuPrimeiroPrograma.java”.

 

ambdesejmefig06.JPG
Figura 6 – Como salvar o arquivo.

 

Agora que já temos o código escrito vamos compilar o aplicativo.

1.      Vá ao prompt de comando e certifique-se de estar dentro do diretório recentemente criado (MeuPrimeiroPrograma/...), digite: “javac –bootclasspath C:\j2me\midp2.0fcs\classes MeuPrimeiroPrograma.java”
A instrução “–bootclasspath C:\j2me\midp2.0fcs\classes” indica aonde estão as classes de partida da MIDP(se não indicássemos as classes da MIDP, as classes da JDK seriam utilizadas).

 

2.      Vamos fazer a verificação prévia do arquivo. Digite: “preverify –classpath C:\j2me\midp2.0fcs\classes;. –d . MeuPrimeiroPrograma”

 

Pronto, vamos rodar o aplicativo. Digite no prompt de comando: “midp –classpath . MeuPrimeiroPrograma”.

 

ambdesejmefig07.JPG

Figura 7 – Aplicativo em execução.

 

Neste artigo foi mostrada a arquitetura básica do Java ME dividida em pastas e variáveis. Dessa forma podemos desenvolver aplicativos sem o uso de softwares adicionais e podemos visualizar os processos de desenvolvimento empregados na construção passo a passo do aplicativo, demonstrando assim como ele funciona em sua essência. Para os programadores iniciantes é interessante saber e compreender os processos de desenvolvimento da aplicação de modo que ao se deparar com ferramentas que auxiliam o desenvolvimento nestas etapas, possamos compreender o que de fato acontece por trás de toda aquela interface amigável e fácil dos simuladores e das ferramentas IDE’s.

 

No próximo artigo estarei abordando o desenvolvimento de aplicativos utilizando ferramentas que tornam este processo de desenvolvimento mais prático e facilitam nossa vida quando temos, por exemplo, um prazo pra entregar determinado projeto ou até mesmo para organizar os arquivos. Falaremos sobre o Wireless Toolkit da Sun e a ferramenta IDE NetBeans.

 

Espero que vocês tenham gostado. Qualquer dúvida entrem em contato comigo.

 

Um grande abraço e até a próxima.