Artigo no estilo Mentoring

Mentoring:

Este artigo apresentará o desenvolvimento de um aplicativo em dois momentos: primeiro, o aplicativo desenvolvido da maneira clássica, utilizando apenas o Eclipse + plugin ADT (embora já tenha sido a única possibilidade).

Esta certamente não é a forma mais produtiva para se desenvolver sistemas em Android, pois, dentre outras coisas, o código acaba se tornando complexo, demorado e repetitivo. A segunda versão, do mesmo aplicativo, fará uso do Android Annotation, o qual simplifica muito a codificação do sistema permitindo um aumento significativo de produtividade em seu desenvolvimento.

Além disso, o código gerado com o uso de Annotations é mais fácil de ser mantido durante a evolução do software uma vez que temos um código muito mais limpo e fácil de entender, com uma queda considerável na complexidade de desenvolvimento se comparado com o modo clássico.
Autores: Robison Cris Brito e Evaldo Augusto Bianchi

Desenvolver aplicativos para dispositivos móveis, em especial para a plataforma Android, era um grande desafio quando a plataforma foi lançada, com poucos recursos e um ambiente de desenvolvimento bastante limitado.

Era necessário digitar os códigos em um editor de código separado, acessar o prompt de comando do sistema operacional para só então ter acesso a recursos como compilação e execução do aplicativo no emulador.

Hoje as ferramentas de desenvolvimento evoluíram muito, e uma IDE que merece grande destaque para o desenvolvimento Android é a IDE Eclipse, em especial, com a instalação do plugin ADT.

Esta IDE preparada com o plugin permite otimizar o desenvolvimento de aplicativos Android, em especial, pela simplicidade de codificar um aplicativo e executá-lo diretamente da IDE, assim como permitindo recursos de depuração, integração de recursos com o emulador, possibilidade de gerenciar as AVD (Android Virtual Device) e o próprio Android SDK, tudo isso de dentro do Eclipse.

O problema

Entretanto, o processo de desenvolvimento para a plataforma Android continua um tanto quanto limitada, ainda mais no que diz respeito a produtividade. Muitos programadores utilizam o desenvolvimento Android na forma mais clássica de codificação, criando a interface gráfica no arquivo XML, após codificando a Activity (código .java), fazendo todos os findViewById(), um para cada componente visual utilizado, além dos tratamentos de eventos utilizando Listener, desenvolvimento de Thread para execução em background, enfim, apesar de muitos recursos na plataforma, o desenvolvimento continua muito improdutivo.

A solução

Para melhorar este quesito – a produtividade – foi lançado o Android Annotation, o qual facilita o desenvolvimento de uma série de atividades simples, porém, morosas, aumentando assim significativamente a produtividade e evitando erros de codificação simples.

Cenário para analisar o problema e a solução

Para testar e demonstrar alguns recursos do Android Annotations, vamos desenvolver inicialmente um aplicativo utilizando os recursos do Android clássico. Este aplicativo será chamado de AplicativoEx ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo