Imprimir
Por que eu devo ler este artigo:Este artigo apresenta na prática a aplicação de ferramentas de Business Intelligence em uma base de dados de Pizzaria. O conteúdo abordado é importante no cenário atual caracterizado por uma disseminação muito grande de dados que, se não analisados, podem impactar negativamente na tomada de decisão das organizações. É justamente neste ponto que o tema discutido ganha relevância, pois ele permite o desenvolvimento de um ambiente de apoio à tomada de decisões organizacionais.
Autores: Dalton Luiz Vargas, Jones Granatyr e Cleber de Almeida

As técnicas de BI (Business Intelligence) estão sendo cada vez mais utilizadas por empresas com o intuito de possibilitar vantagens competitivas, auxiliando em particular nos processos de tomada de decisões estratégicas. Tais sistemas constituem um auxílio inestimável ao processo de tomada de decisões das organizações, uma vez que o BI é uma tecnologia que permite às empresas transformar dados guardados nos seus sistemas em informação significativa. Além disso, permite que os usuários analisem bases de dados sob uma perspectiva multidimensional, ajudando a organização a tomar decisões bem fundamentadas, utilizando perspectivas diferentes. Tal capacidade na tomada de decisões é obtida através de várias funções, como a análise OLAP (On-Line Analytical Processing) e o Data Mining, que satisfazem as necessidades dos vários públicos da empresa (desde o usuário comum ao executivo da organização). Com o surgimento da Internet, o BI tornou-se ainda mais importante, pois as organizações desenvolveram uma plataforma unificada para distribuir de forma facilitada a informação aos tomadores de decisões dentro e fora do seu espaço (empregados, fornecedores, parceiros de negócio e clientes). Assim, torna-se fácil de entender o motivo pelo qual palavras como competitividade, globalização e qualidade fazem parte do dia a dia de empresas que usam esses tipos de sistemas.

É dentro desse contexto que surgem as técnicas de BI, as quais assumem formas de ferramentas computacionais que auxiliam a visualização, a análise e a interpretação das informações, com o intuito de proporcionar conhecimentos para as organizações. Baseado nisso, o objetivo deste artigo é abordar todas as características que possibilitam colocar em prática os processos de BI por meio das ferramentas disponíveis. Será construído um exemplo completo utilizando o SQL Server Management Studio e o SQL Server Data Tools, no qual serão abordados os principais recursos necessários para aplicação das ferramentas de BI em uma base de dados de uma pizzaria, tais como: construção de modelo de dados multidimensional, visualização na forma de um cubo, filtragem, agrupamento, ordenação, formatação condicional e definição e análise de indicadores de desempenho.

Business Intelligence

As tecnologias de BI foram concebidas para prover vantagens informacionais às empresas em suas operações e decisões, o que se obtém por meio de uma apresentação singular da informação a fim de subsidiar estratégias de tomadas de decisões gerenciais/executivas. Em suma, um software de BI deve ser capaz de filtrar informações e transformá-las em conhecimentos úteis que possam caracterizar vantagens competitivas para as organizações, criando, por exemplo, relatórios gerenciais para todos os níveis da organização e para todos os tipos de pessoas que tomam decisões dentro das empresas. Nesse contexto, existem basicamente três classes de relatórios, quais sejam: (i) dashboard; (ii) produção; e (iii) analítico.

O dashboard é um relatório altamente sumarizado e formado por agregações de dados que podem apresentar informações gráficas do que está acontecendo na empresa. Em geral, esse tipo de relatório é utilizado em decisões estratégicas, como para decidir se é viável conceder um desconto para um determinado produto. Por sua vez, a segunda classe de relatório é, em geral, fornecida pelo próprio sistema, sendo um exemplo a simples listagem dos produtos mais vendidos. Finalmente, os relatórios analíticos possibilitam a interação com o usuário, com a adição dinâmica de colunas e valores personalizados e a utilização de ferramentas para mostrar cálculos complexos, por exemplo. Cumpre ressaltar que esse último tipo de relatório fornece as informações mais valiosas de que necessitam as organizações.

De uma forma geral, o BI preocupa-se em transformar os dados em informação útil a ser utilizada pelas empresas em seus negócios, objetivando melhorar e facilitar seus processos gerenciais. Tal informação se obtém por meio da integração de diversas fontes de dados que podem existir em uma empresa, tais como: bases de dados, arquivos de texto, planilhas eletrônicas, log de servidores, entre outros. Por meio de BI, os gestores terão a capacidade de responder a uma série de questões relativas a determinadas áreas da empresa, uma vez que as fontes de dados mencionadas poderão ser agrupadas, dando ao gestor a possibilidade de tirar conclusões sobre como a empresa encontrava-se em um determinado período, como se encontra atualmente e também realizar projeções de como os negócios estarão no futuro.

No contexto do BI existem quatro tecnologias fundamentais para sua operacionalização: (i) banco de dados, (ii) ...

Este artigo é exclusivo para assinantes. Descubra as vantagens
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo