envolvimento de aplicações específicas para a TV Digital. Esse é um novo mercado de software que surge com características particulares do ambiente de TV e pode ser uma grande oportunidade aos desenvolvedores que se interessam por novas tecnologias.

Os aplicativos interativos devem ser construídos com a preocupação de funcionar de forma eficiente no ambiente de TV Digital. Assim como outros sistemas multimídia, esses aplicativos precisam atender a determinados requisitos, como portabilidade, reuso de componentes, adaptabilidade das interfaces às diversas plataformas e confiabilidade.

Este artigo tem como objetivo apresentar os primeiros passos para construir aplicações em Java para o ambiente de TV Digital, chamadas de Xlets. Para isso, serão apresentados alguns conceitos sobre o tema, algumas APIs de desenvolvimento e exemplos ilustrativos.

Infra-estrutura

O primeiro passo para desenvolver uma aplicação para TV Digital é a escolha da infra-estrutura de apoio. É preciso determinar o ambiente em que as aplicações serão executadas, que implica na adoção de um padrão de transmissão e de um middleware que oferecerá suporte às aplicações. Como o Brasil ainda não determinou qual será o seu ambiente, é possível escolher dentre os já existentes para iniciar o desenvolvimento.

Para o padrão de transmissão americano, o ATSC, existem os middlewares DASE e ACAP (em desenvolvimento), porém, nenhum deles ainda foi adotado oficialmente pela ATSC. Uma implementação parcial do DASE encontra-se disponível para download no site http://www.dase.nist.gov, que pode ser usada para testar a maior parte das funcionalidades de um Xlet.

O padrão europeu DVB adotou oficialmente o middleware MHP. Sua especificação, que atualmente está na versão 1.1.1, encontra-se disponível no site http://www.mhp.org. Existem algumas implementações parciais do MHP disponíveis para download, como o Xletview (http://xletview.sourceforge.net) e o OpenMHP (http://www.openmhp.org).

Para testar a execução das nossas aplicações, adotaremos o Xletview que, atualmente, é o mais completo, com cerca de 65% da especificação do MHP já implementada.

Frameworks de apoio às aplicações

Além da definição de uma infra-estrutura, a construção de aplicações para TV Digital também requer a adoção de alguns frameworks de suporte à implementação. Para esse tutorial, especificamente, utilizamos dois: o JavaTV e o HAVi Level 2 UI.

 

JavaTV

É uma API desenvolvida pela Sun para dar suporte ao desenvolvimento de aplicações para TV Digital e encontra-se disponível em http://java.sun.com. Foi desenvolvida para prover acesso em receptores de televisão digital às seguintes funcionalidades: fluxo de áudio e vídeo, acesso condicional, acesso a dados nos canais de transmissão, acesso aos dados do serviço de informações, controle de sincronizador de canais e gerenciamento do ciclo de vida das aplicações. Na Tabela 1 encontram-se os principais pacotes desta API e suas respectivas funções.

 

Pacote

Função

javax.tv.carousel

Provê acesso a arquivos de broadcast e diretórios de dados.

Javax.tv.locator

Provê forma de acesso a dados e recursos.

javax.tv.media

Provê controles e eventos para manipulação de mídia no ambiente de tempo real da televisão.

javax.tv.net

Provê acesso a datagramas do protocolo IP.

Java.xtv.service

Provê mecanismos para acesso à base de dados do serviço de informações (SI).

javax.tv.útil

Provê APIs para criar e manipular eventos temporizados.

...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo