Atenção: esse artigo tem um vídeo complementar. Clique e assista!

Artigo no estilo: Curso

De que se trata o artigo:

Este artigo apresenta técnicas para aumentar a produtividade no desenvolvimento de interface visual para a plataforma Java ME, usando a IDE Netbeans full, o qual disponibiliza o ambiente Mobility Pack. Assim, este artigo apresenta todos os componentes visuais para a plataforma Java ME, assim como técnicas que aumentam consideravelmente a produtividade na hora de encontrar erros no sistema.


Em que situação o tema é útil:

Este artigo é útil para os desenvolvedores Java ME que necessitam aumentar a produtividade no desenvolvimento de aplicativos para a plataforma, bem como acadêmicos que desejam aprender de forma simples e rápida o desenvolvimento de aplicativos para a plataforma que conta com mais dispositivos móveis do mercado.

Resumo DevMan:

Este artigo apresenta todos os recursos visuais do ambiente de desenvolvimento Netbeans, o qual possui uma ferramenta chamada Mobility Pack, que permite um aumento significativo no desenvolvimento de aplicativos para a plataforma Java ME, em especial, no desenvolvimento das interfaces gráficas. Este artigo apresenta a utilização de todos os componentes visuais da plataforma, bem como a personalização das suas propriedades. Também é apresentado neste artigo conceitos de como aumentar a produtividade utilizando ferramentas de depuração da plataforma, como break-points e observadores de variáveis.

Autores: Robison Cris Brito e Ricardo Ogliari

A plataforma Java Micro Edition consolidou-se ao longo dos anos como um padrão no desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis. Certamente, a maioria das pessoas do mundo já utilizou algum dispositivo rodando um aplicativo Java ME, seja um aparelho celular, um PDA, uma TV Digital, entre vários outros dispositivos. Dentre seus pontos fortes estão a simplicidade na utilização da linguagem e sua portabilidade.

No que diz respeito a simplicidade no desenvolvimento, é possível desenvolver até mesmo aplicativos complexos, principalmente para o mercado corporativo, com um pequeno grupo de componentes, uma vez que a maioria dos aplicativos neste ramo podem ser concebidos usando alguns componentes visuais, como caixa de texto para entrada de dados, comandos ou botões para a interação com o usuário e componentes de saída de dados, como item de texto.

No que diz respeito a interfaces mais ricas, com dezenas de componentes e efeitos visuais, as mesmas podem ser desenvolvidas na plataforma Java ME utilizando API como o LWUIT, este apresentado em outros artigos da revista Mobile número 26, ou ainda o Java FX Mobile, este ainda pouco explorado pela comunidade Java para a plataforma móvel.

Mas, de forma resumida, a utilização dos componentes simples permite o desenvolvimento de aplicações rápidas e objetivas, sendo este o foco do mercado corporativo, tratando de sistemas com interfaces simples, com acesso a dados remotos existentes em servidores, comunicação com outros dispositivos usando bluetooth, persistência local de dados, acesso a recursos como GPS ou câmera digital, entre outros.

Quando foi lançado há mais de 15 anos, a plataforma Java ME CLDC/MIDP possuía apenas sete componentes visuais de formulário, quatro componentes de tela e um componente de ação (comando). Hoje a plataforma CDLC/MIDP tradicional (considerando a versão 2.1 do MIDP) conta com esses mesmos componentes visuais, embora exista no mercado API’s e Frameworks de terceiros que dispõem de mais componentes, mas, mesmo assim, grande parte das aplicações corporativas são desenvolvidas com os componentes tradicionais da plataforma.

Já com o ambiente de desenvolvimento Netbeans, com o plugin Mobility Pack, é possível a utilização de outros componentes visuais, que fogem dos componentes tradicionais do Java ME, e ainda pode-se utilizar recursos de clicar-e-arrastar, desenvolvimento visual, entre outros (ler Nota DevMan 1).

Nota Devman 1. Dica

Para um melhor aproveitamento das informações contidas neste artigo, aconselha-se a leitura do artigo “Aumentando a produtividade no desenvolvimento de aplicações Java ME com ferramentas livres – Parte 1”, onde são apresentados os conceitos básicos do Mobility Pack, assim como desenvolvido um primeiro exemplo prático com o uso desta ferramenta.

A seguir, serão apresentados os componentes que compõe a plataforma de componentes visuais do Mobility Pack no Netbeans.

Paleta de componentes visuais do Netbeans

Após iniciar um novo projeto utilizando o Mobility Pack no Netbeans, usando o menu Arquivo – Novo Projeto, Categoria Java ME – Aplicativo Móvel, criando na sequência um MIDlet Visual, é apresentada a interface para desenvolvimento visual do Mobilty Pack, conforme apresentado na Figura 1, onde a patela dos componentes visuais é apresentado em destaque.

Figura 1. Interface visual do ambiente visual de desenvolvimento móvel do Netbeans.

Nesta paleta de componentes, os mesmos são organizados em categorias, sendo as categorias Exibições (Displayable), Comandos (Commands), Elementos (Elements), Itens (Items), Fluxo (Flow), Recursos (Resources), componentes SVG e de Vinculação de dados. Na sequência será detalhada cada uma das categorias.

Categoria Displayable

Esta categoria permite adicionar componentes visuais que utilizam toda a área disponível no display do celular, também conhecidos como componentes de tela. Os componentes dessa paleta devem ser clicados-arrastados no modo de visualização fluxo, o qual permite definir o fluxo entre as telas, bem como as operações dos comandos.

Dentre os componentes dessa categoria, alguns já são conhecidos dos programadores Java ME, sendo estes o Alert, TextBox, List e o Form. Estes são as sub-classes de displayable utilizadas pelo MIDP 2.0. Na IDE Netbeans, por sua vez, são disponibilizados novos componentes displayble, cada um possuindo funções específicas.

Os componentes visuais da categoria displayable são apresentados na ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo