Está com dificuldade de arrumar emprego na área de programação porque você não tem experiência? Aqui vamos te mostrar a melhor maneira para conseguir um emprego de programação mesmo sem experiência.

Você pode não ter conseguido sua vaga ainda porque não tem um portfólio. Não adianta se inscrever para a vaga e enviar currículo se as empresas não conseguem ver o que você sabe fazer na prática, ou seja, não tem como comprovar que você sabe realmente o que seu currículo diz.

Também não adianta ter os seus projetos na máquina local, onde o entrevistador só terá acesso se te chamar. Mesmo sendo acadêmicos e pessoais, precisam estar no ar para que qualquer recrutador veja.

À medida que você tem as ideias, implemente-as. Crie seus projetos, pois além de treinar fluência em determinada tecnologia, você pratica e cria alguma coisa para mostrar.

Grande dica: deixe seus projetos públicos! Publique-os! Crie seu portifólio.

Aqui na DevMedia, o Albert nos contou que após publicar seu portfólio, as empresas passaram a dar feedback mais rápido em sua candidatura a uma vaga.

Dicas para criação de portfólio

Quando criar um portfólio, fique atento a alguns itens importantes e que os recrutadores vão observar.

1 – Organize os seus projetos: tenha uma estrutura legal, coloque paginação para mostrar que você se preocupa com a organização do conteúdo, que tem sagacidade de saber dividir para não ficar um bloco de conteúdo jogado.

2 – Comportamento responsivo: observe quando diminui e aumenta a tela de exibição para ver se o site não quebra.

3 – Cuidado com o HTML e CSS: coloque outros recursos além da programação básica, como um menu que ao rolar para baixo ele sai, mostrando assim sua preocupação em mostrar 100% do conteúdo e a qualidade.

4 – Sempre revise seu portfólio: após a implementação, revise para encontrar possíveis erros que não podem ser descobertos pelo recrutador no momento da entrevista. Veja se todos os projetos estão responsivos, e ao adicionar tecnologias verifique se tudo funciona.

5 – Sempre coloque elementos diferentes em diferentes projetos: pode ser um efeito aplicado na entrada dos elementos na tela usando JavaScript.

Não se preocupe se você copia os templates de outro lugar para criar seu portfólio, até porque, para quem está começando, é algo normal. Você ainda está aprendendo a programar!

Inclusive, aqui na DevMedia todo curso que você faz te dá todo o embasamento teórico, e ao final você terá criado um projeto completo, que pode ser colocado no seu repositório e no teu portfólio.
Além disso, a DevMedia também te ajuda a conseguir emprego sem experiência no mercado através do certificado de autoridade. Ele é dado conforme você vai praticando e acertando, atestando que você sabe aquela tecnologia. E conforme você vai evoluindo o seu estudo, seu certificado também vai evoluindo. Com ele em mãos você pode integrá-lo ao seu LinkedIn através de um botão.

6 – Hospedagem de projetos: verifique se está tudo ok com a hospedagem. Caso não dê para pagar por uma, existe grande variedade de hospedagens grátis. Se você jogar no Google, também acha.

7- Coloque o link do seu GitHub no seu portfólio: não necessariamente o seu servidor vai conseguir reproduzir todas as suas tecnologias. Por exemplo, para projetos Java ou C# precisamos de um servidor específico para executar.

8 – Documente os projetos no GitHub: deixe claro como o recrutador fará para abrir seus códigos. Se o cara quiser conseguir executar um projeto, ele monta o ambiente conforme suas orientações.