Por que eu devo ler este artigo:O modelo de dados apresentado neste artigo é útil para a visualização de informações relacionadas ao funcionamento de um restaurante.

A partir do modelo sugerido pode-se modificar as entidades, dimensões, hierarquias, membros, atributos, medidas e relacionamentos para adequar a estrutura de acordo com outras características associadas à visualização de informações de um restaurante do tipo à la carte.

A abertura de um restaurante é uma das atitudes empreendedoras mais tradicionais quando se fala em comércio, pois ele atende a uma necessidade comum a todos os seres humanos: a alimentação.

Neste ramo comercial existem diversos aspectos onde a tecnologia pode auxiliar a automação de tarefas e também o processo de tomada de decisões importantes, o que pode fazer a diferença entre um restaurante de sucesso ou o fechamento do negócio em pouco tempo.

Em geral, o uso computacional em restaurantes se limita à automação das tarefas administrativas que se resumem à anotação do pedido e o pagamento.

Estas tarefas são atendidas por sistemas de POS (Point Of Sale ou Ponto de Venda) que auxiliam a organização da produção e entrega das refeições junto com o gerenciamento dos pedidos dos clientes.

Contudo, para que um restaurante consiga se manter lucrativo é necessário analisar diversos aspectos econômicos separadamente da atividade operacional realizada no atendimento aos clientes no dia a dia.

Este tipo de análise pode indicar, por exemplo, que apesar de um fluxo constante de clientes, a operação não está sendo lucrativa devido a custos elevados de ingredientes e desperdício excessivo de produtos durante o preparo dos pratos.

Apesar de já existirem algumas ferramentas simples para geração de relatórios e acompanhamento de aspectos econômicos do funcionamento de um restaurante, é raro encontrar ferramentas de visualização analíticas que permitam ao proprietário do estabelecimento estudar, analisar e compreender os dados de itens consumidos, taxas, avaliação de clientes e eficácia financeira com todas as funcionalidades proporcionadas por um pacote de ferramentas de BI.

A partir deste cenário este artigo apresentará como montar um modelo multidimensional que se baseia nos dados de um restaurante incluindo detalhes sobre pratos, bebidas, clientes, ingredientes, atendentes e outras entidades.

O modelo apresentado é multidimensional e pode ser implementado em bancos de dados relacionais e visualizado com qualquer ferramenta que utilize a tecnologia OLAP (OnLine Analytical Processing), com o objetivo de apresentar as informações agregadas em formatos adequados para análises e suporte à tomada de decisões táticas e estratégicas.

O modelo conta com diversas entidades que abordam os principais aspectos relacionados ao consumo de pratos, assim como dados de aspectos operacionais do atendimento aos clientes no estabelecimento.

Embora contemple diversas situações e cenários, o modelo apresentado neste artigo é razoavelmente simples e pode ser adaptado para diferentes tipos de restaurantes de acordo com os requisitos e cenários de utilização.

As entidades do modelo são criadas para a visualização dos dados em um modelo multidimensional. Contudo, o artigo não detalha como obter as informações que foram armazenadas nas entidades do modelo.

Funcionamento do restaurante

Para começar a compreender o cenário no qual vamos nos basear para montar o modelo, é preciso primeiro estudar um pouco os dados associados ao funcionamento de um restaurante a partir de um cenário que demonstre o que acontece tipicamente no estabelecimento.

Como atualmente existem diversas informações e maneiras diferentes de apresentar tais informações, faz sentido delimitar o escopo e escolher um tipo de restaurante comum que possa ser utilizado como cenário para a elaboração e detalhamento dos ...

Quer ler esse conteúdo completo? Tenha acesso completo