O Eclipse é uma ferramenta IDE que compreende vários tipos de linguagem e que aceita a instalação de plugins para emular o desenvolvimento da plataforma.

Uma das principais vantagens é o uso do SWT (alternativa para quem desenvolve em SWING), e a forte orientação ao desenvolvimento baseado em plugins ampliando o suporte do desenvolvedor com centenas deles que procuram atender as diferentes necessidades.

Para a simulação do sistema que irá ser desenvolvido é necessário possuir o IDE Eclipse Java EE;

Primeiramente baixe exatamente essa versão “Eclipse IDE for Java EE Developers” e escolha para a versão Windows 32bit (mesmo se a máquina for 64bit) através da Página oficial do Eclipse.

Escolhendo o sistema operacional para download
Figura 1. Escolhendo o sistema operacional para download
Escolhendo o servidor para baixar
Figura 2. Escolhendo o servidor para baixar

Execução

Logo após isso, baixe e descompacte para a pasta desejada e acesse o arquivo executável Eclipse.exe, conforme a Figura 3.

Arquivo executável da IDE Eclipse
Figura 3. Arquivo executável da IDE Eclipse

Quando entrar no programa Eclipse, logo aparecerá uma opção para selecionar o local do Workspace. O Workspace é o repositório/local dos projetos construídos pelo desenvolvedor.

Caminho do Workspace
Figura 4. Caminho do Workspace

Tela Boas Vindas

Visualização da tela de boas vindas

Tela de Boas Vindas
Figura 5. Tela de Boas Vindas

Após fechar a tela de boas vindas, é mostrado o Resource Workbench do Eclipse, que é onde se encontram os recursos e ferramentas da IDE conforme a Figura 6.

Visão da IDE Eclipse
Figura 6. Visão da IDE Eclipse

Perspectiva

A perspectiva define quais e como surgem na Workbench as visões (views) que estão associadas. Essas views podemos considerar como a emulação da linguagem que vai ser trabalhada na aplicação.

Nesse caso, está sendo usado a perspectiva em Java, mas poderíamos ter outras como Java EE (Web), JPA, Flex entre outros. Para mudar de perspectiva acesse o menu Window > Open Perspective, conforme mostrado na Figura 7.

Mudança de Perspectiva
Figura 7. Mudança de Perspectiva

No exemplo que será apresentado logo abaixo, vamos simular os passos para a criação de um projeto em Java. Para ter êxito nessa tarefa basta seguir corretamente os passos apresentados.

Criação do projeto

A criação de um projeto pode ser feita através das opções abaixo:

  • Botão Direito na aba do Project Explorer New > Project...
  • Clicar no botão New (destacado com círculo em vermelho)
Criando projeto
Figura 8. Criando projeto

Selecione Java Project e clique no botão Next:

Seleção do tipo de projeto
Figura 9. Seleção do tipo de projeto

Após a ação de seleção do tipo de projeto, é avançado para a configuração do projeto que está sendo adicionado conforme a Figura 10.

Página de configuração do projeto
Figura 10. Página de configuração do projeto

Conforme a Figura 10 logo abaixo é mostrado cada significado da numeração destacada na imagem.

  • Project Name (Nome do Projeto) – Exemplo: ComunicacaoBanco.
  • Location (Localização) – Define qual local da Workspace que será armazenado.
  • JRE (Java Runtime Enviroment) – Ambiente de execução do Java.
  • Projeto layout - Define a estrutura do projeto.
  • Working sets – Organiza o projeto, podendo criar categorias para separar as Workspaces adicionadas, mais é uma maneira de organização.

Para criar o projeto, insira o nome do mesmo como no item 1 acima e clique no botão Next. Após isso aparecerá a janela conforme a Figura 11.

Configuração do Projeto
Figura 11. Configuração do Projeto

Para adicionar uma biblioteca pode-se instalar através da janela ilustrado na Figura 11, clicando na aba Libraries.

Configuração Libraries (Bibliotecas)
Figura 12. Configuração Libraries (Bibliotecas)

Podemos deixar tudo padrão, apenas clique no botão Finish para criar o projeto. O projeto deve estar parecido com a Figura 13.

Visualização do projeto criado´
Figura 13. Visualização do projeto criado

Criando packages

Os packages também conhecidos por pacotes são criados para armazenar as classes facilitando a organização do projeto e ajuda na reutilização de código.

Para criar uma package clique com o botão direito do mouse em cima do projeto vá em New > Package então coloque o nome e clique no botão Finish.

Criando Package
Figura 14. Criando Package

Após isso a estrutura do projeto tem que estar parecida com a Figura 15.

Estrutura do projeto com um package
Figura 15. Estrutura do projeto com um package

Criando uma Java Class

No bom português conhecido como “Classe” é o projeto de um objeto que armazena as características e ação que definem seu estado e comportamento.

Na Figura 16 vamos criar uma classe testadora que irá gerar apenas uma saída. Clique com o botão direito em cima do package e vá em New > Class, preencha conforme a Figura 16. Observe que ao criar uma classe algumas propriedades vieram já definidas como Source Folder (1), Package (2), SuperClass (5).

Criação da Classe
Figura 16. Criação da Classe

Para criar a classe insira o nome no indicador 3 e deixe selecionado a opção public static void main(String[] args), onde estamos dizendo que criará uma classe de execução. Ao término da criação da classe é gerada a tela conforme a Figura 17.

Exibição da classe testadora
Figura 17. Exibição da classe testadora

Observe que por padrão já é inserido alguns comentários, você pode escolher em deixá-los ou apagá-los.

Console

O Console do Eclipse é onde podem ser vistas saídas do programa através dos objetos de saída, status dos servidos, logs de erros gerados pela aplicação entre outros. Para mostrar o console siga os passos da Figura 18.

Visualização do Console
Figura 18. Visualização do Console

Após isso vamos gerar a saída de um texto, escreva conforme está apresentado na Figura 19 e clique no botão Run destacado com um círculo.

Imprimindo um objeto de saída do console
Figura 19. Imprimindo um objeto de saída do console

Após essa ação pode aparecer uma tela para salvar e rodar a classe conforme a Figura 20, apenas confirme.

Tela para salvar e executar a classe
Figura 20. Tela para salvar e executar a classe

Por final veja na aba do console a saída do texto que foi gerado, veja na Figura 21 o teste final.

Teste Final
Figura 21. Teste Final

Para finalizar estou disponibilizando alguns recursos sobre os atalhos do Eclipse, vejam alguns deles.

Teclas de atalhos do Eclipse

Para maior produtividade é aconselhável ao programador saber de costume as teclas de atalho para desempenhar certas ações mais rápidas. Abaixo é apresentado essa lista, os destacados em vermelho são os mais usados.

  • CTRL + SHIFT + W - Fechar todas as abas;
  • CTRL + O - Localizar método / atributo em uma classe;
  • CTRL + SHIFT + R - Localizar arquivos no workspace;
  • CTRL + SHIFT + T - Descobrir onde estão as classes em um workspace mesmo que dentro de um jar;
  • CTRL + SHIFT + L - Lista de atalhos do Eclipse;
  • CTRL + F6 - Navegar entre os arquivos abertos;
  • CTRL + F7 - Navegar entre as abas da perspectiva;
  • CTRL + F8 - Navegar pelas perspectivas abertas;
  • CTRL + H - Pesquisa onde está sendo utilizado determinado método, basta posicionar o cursor no método desejado;
  • CTRL + SHIFT + F - Formata o código conforme os padrões setados nas preferências do eclipse;
  • CTRL + SHIFT + O - Organiza os imports da classe;
  • CTRL + ALT + H - Mostra todas as ocorrências de um atributo ou método dentro de uma classe;
  • ALT + SHIFT + L - Extrai o que estiver selecionado para uma variável;
  • ALT + SHIFT + M - Extrai o que estiver selecionado para um método;
  • CTRL + SHIFT + C - Comentar / Descomentar um bloco de código;
  • CTRL + SHIFT + / - Comentar um grande bloco de código com /* */;
  • CTRL + SHIFT + \ - Descomentar um grande bloco de código com /* */;
  • CTRL + I - Indenta corretamente o código conforme preferências do eclipse;
  • CTRL + SHIFT + B - Inserir / excluir breakpoint na linha onde está o cursor;
  • CTRL + M - Maximizar a tela de edição de código;
  • CTRL + ESPAÇO - Autocompleta;
  • CTRL + 1 - Correções quando há erros de compilação, para novas classes, ou até mesmo quando precisar importar pacotes;
  • CTRL + 3 - Busca um comando ou uma opção de menu baseado no que você escreve;

Espero que tenham gostado e até a próxima!


Saiu na DevMedia!

  • Programe com o Node.js:
    Nesta série conversamos sobre qual é o propósito do Node.js e o que o torna diferente de outras tecnologias.

Saiba mais sobre Java ;)

  • Guia Completo de Java:
    Neste Guia de Referência você encontrará todo o conteúdo que precisa para começar a programar com a linguagem Java, a sua caixa de ferramentas base para criar aplicações com Java.