Por que eu devo ler este artigo:O artigo apresenta a utilização do DataSnap REST e um aplicativo móvel desenvolvido no Delphi XE5. O aplicativo Desktop representa um sistema ERP qualquer que necessita expor parte de suas funcionalidades para fora da rede interna de uma empresa.

Isso é feito através da criação de serviços DataSnap REST que trafegam informações no formato JSON. Já o aplicativo móvel tem como alvo a plataforma Android, e para seu desenvolvimento são utilizados os recursos trazidos pelo Delphi XE5, garantindo que o aplicativo Android acesse os serviços DataSnap REST de uma forma simples e segura.

Sendo assim, de uma forma geral serão demonstrados os conceitos e etapas necessárias para integrar sistemas Desktop com sistemas móveis.

Atualmente está se vivenciando um momento de explosão da tecnologia móvel, onde os hardwares destes dispositivos já se equiparam aos de um desktop, seus sistemas operacionais estão cada vez mais evoluídos, robustos e intuitivos, trazendo novas funções a cada versão e prezando sempre pela comodidade e a facilidade de operar um computador na palma da mão.

Para que as informações sejam disponibilizadas a estes dispositivos, elas deverão permitir ser acessadas e manipuladas de forma prática e clara. Muitos dos sistemas de gestão das empresas, por exemplo, são desktop e funcionam apenas em rede local (arquitetura cliente-servidor).

Neste cenário apresentado, surge o dilema de oferecer a solução de mobilidade para estes, sem exigir alto investimento e sem trocar as atuais infraestruturas e soluções existentes, que acabariam por inviabilizar o projeto pelo alto custo e tempo de desenvolvimento.

A solução viável encontrada é a integração dos sistemas através de um Web Service que forneça serviços de acesso a base de dados do sistema desktop e disponibilize essas informações para serem consumidas pela mobilidade.

É inevitável: os gestores de TI precisam aplicar cada vez mais tempo e recursos na integração de suas aplicações de negócios aos dispositivos móveis.

O objetivo deste artigo é a exploração do tema integração de sistemas móveis e Desktop através de um Web Service implementado com o DataSnap, bem como o estudo das tecnologias e arquiteturas envolvidas, além do desenvolvimento de um aplicativo Client Mobile no Delphi XE5 para consumir as rotinas do DataSnap.

Tipos de integração

Existem vários tipos de integração de sistemas de informação que podem ser classificados de acordo com os métodos e a tecnologia utilizada. Basicamente existem as seguintes abordagens para integração entre sistemas e organizações:

.Orientada a dados: Este tipo de integração envolve o processo de capturar informações de um banco de dados e inseri-las em outro, ou seja, a transferência de dados. Mesmo parecendo simples, este procedimento exige toda modelagem das regras de negócio, além da possibilidade de envolver grande quantidade de dados e diversidade de banco de dados.

E as aplicações que suportam os sistemas de informação não são modificadas, permanecendo assim não integradas;

· Orientada a Interface de Aplicações: Neste tipo, a integração se baseia na exposição de mecanismos de acesso aos dados ou funções de negócio. A integração orientada a interface de aplicações tem sido adotada por pacotes de aplicações como da SAP, PeopleSoft e Baan.

Formatos diferentes dessas interfaces dificultam a integração. Mesmo dentro da mesma empresa as interfaces de aplicações são necessárias, sendo utilizadas para obter informações, processá-las e transmiti-las em um formato que a aplicação destino compreenda;

· Orientada a métodos: Esta integração utiliza, além das interfaces, o compartilhamento das funcionalidades da aplicação, ou seja, visa utilizar um determinado método em diferentes sistemas, dentro ou fora da organização.

Dentre as tecnologias envolvidas neste tipo de integração estão: Objetos Distribuídos, Servidores de Aplicação e Processamento de Transações;

· Orientado a Interface de Usuário: Neste tipo de integração, a interface do usuário representa funcionalidades e informações pertencentes a diferentes organizações, unificando sistemas distintos apenas no front-end e diminuindo a complexidade e custo da integração.

Normalmente na Web esta integração é estabelecida por uma estrutura denominada portal. Um exemplo de integração no nível de interface do usuário é a compra em um site de e-commerce, onde o pagamento muitas vezes é feito com cartão de crédito e a autorização da compra no cartão pode estar diretamente ligada ao sistema da operadora do cartão de crédito;

· Orientado a Processos de Negócios: Este tipo estabelece um mapeamento dos processos de negócio e fluxo das informações das organizações envolvidas. Define uma camada de abstração dos processos no topo das aplicações e tecnologias utilizadas na integração. Está relacionado com elementos como pessoas, empresas e pedidos;

· Orientada a Serviços: Similar a orientada a métodos, este tipo de integração tem por objetivo expor funcionalidades de negócios, definidas no contexto de uma organização, através de serviços que possam ser acessados por outras aplicações através de uma rede. Utiliza como base a arquitetura orientada a serviços - Service Oriented Architecture (SOA), onde clientes e provedores visam se interagir dinamicamente para disponibilizar e consumir serviços. Este será o tipo de integração utilizada neste trabalho.

Arquitetura Orientada a Serviços (SOA)

No contexto onde as empresas precisam sempre estar prontas para as constantes mudanças de mercado, principalmente no que se refere à manutenção e aperfeiçoamento das infraestruturas de TI, o SOA vem de encontro a estas necessidades, já que visa implementar ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo