Por que eu devo ler este artigo:A tendência é que cada vez mais o mercado de dispositivos vestíveis (wearables) cresça. Atualmente, o dispositivo com maior destaque entre os wearables é o relógio inteligente, ou smartwatch. Neste artigo é explicada a estrutura de um aplicativo feito para smartwatches, e em seguida é apresentado um exemplo de como customizar notificações pensando na estética e usabilidade delas em um smartwatch.

A tecnologia cresce de maneira exponencial, tanto que cada vez mais surgem novos dispositivos com inúmeras funções que impressionam até os mais céticos. Exemplos vão desde um computador de última geração até uma meia que detecta quando seu usuário dormiu e pausa o filme que ele estava assistindo.

No meio de tantas novidades e possibilidades que a tecnologia traz todos os dias, cresce a incerteza em saber qual será a nova tendência que dominará o mercado. Em 2000, as pessoas não imaginavam que em um futuro próximo teriam acesso à internet na palma de suas mãos e menos de 10 anos depois os smartphones já estavam se consolidando no mercado. O mesmo aconteceu com o nascimento dos computadores pessoais e da própria internet.

Ao observar todo esse desenvolvimento rápido da tecnologia, é possível ver que alguns dispositivos começam a ter destaque no mercado em questão de meses. Atualmente existem dispositivos que estão crescendo de forma rápida em todo o mundo e já são considerados tendências para o mercado. Esses dispositivos são conhecidos como wearables, ou dispositivos vestíveis, traduzindo ao pé da letra.

Os wearables ficaram conhecidos com o projeto da Google chamado Google Glass, que tem o conceito de deixar os óculos inteligentes. Apesar desse projeto não ter sido um sucesso quando surgiu, seu conceito de colocar inteligência em dispositivos vestíveis continuou forte. Atualmente, a maior tendência para esse mercado são os relógios de pulso inteligentes, conhecidos como smartwatches.

Além de sistema para dispositivos vestíveis, a Google também tem o Android Auto para carros, que funciona como uma extensão do smartphone do usuário dentro do seu próprio carro. Existe também o Android TV, que foi criado para funcionar com televisões inteligentes que possuem esse sistema Android instalado ou mesmo para funcionar com o Chrome Cast, que é um aparelho que transforma uma televisão convencional em um dispositivo com Android, podendo aceitar aplicativos que qualquer desenvolvedor pode criar.

O futuro dos relógios de pulso

Os relógios de pulso são muito utilizados, basta caminhar por alguns minutos em um local público e reparar que muitos o utilizam, afinal, além de mostrar as horas, eles costumam vir com cronômetros e alarmes, além de muitos serem artigos de luxo e estarem relacionados com a moda. Mas, existe outro objeto que as pessoas usam mais do que o relógio de pulso, os smartphones. Então por que não unir as duas coisas?

Os relógios inteligentes, ou smartwatches, já são uma realidade. Atualmente é possível comprar smartwatches em lojas de tecnologia comuns no Brasil, afinal existem várias marcas e modelos. Assim como nos smartphones, o mercado de smartwatches é dividido em sua maioria entre a Apple e o Google. A Apple tem o relógio chamado Apple Watch, que se conecta com os iPhones, já a Google criou um sistema operacional chamado Android Wear (vide seção Links) que é utilizado em dispositivos como Moto 360 da Motorola, Galaxy Gear da Samsung, G Watch da LG, entre muitos outros.

Afinal, as pessoas estão cada vez mais ligadas à tecnologia e ter que tirar o celular do bolso para olhar e responder notificações nem sempre é legal. Se alguém está fazendo alguma coisa – executando alguma tarefa do cotidiano – provavelmente está usando as mãos. A tendência é que a tecnologia pare de gastar o tempo das pessoas ao fazer alguma tarefa para tirar o celular do bolso e responder através da escrita pelo teclado, ou seja, a tecnologia vai fazer com que as pessoas tenham as mãos livres enquanto olham e respondem notificações.

Os smartwatches oferecem esse tipo de praticidade. Quando a pessoa recebe uma notificação, ela pode olhar com as mãos livres e responder por voz. Além dessa funcionalidade, que usa o microfone, os smartwatches geralmente têm sensor de batimentos cardíacos, acelerômetro, giro ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo