A ideia geral é a seguinte: seu serviço vai prover uma url base e os verbos HTTP vão indicar qual ação está sendo requisitada pelo consumidor do serviço.

Por exemplo, considerando a URL www.dominio.com/rest/notas/, se enviarmos para ela uma requisição HTTP utilizando o verbo GET, provavelmente obteremos como resultado uma listagem de registros (notas, nesse caso). Por outro lado, se utilizarmos o verbo POST, provalmente estaremos tentando adicionar um novo registro, cujos dados serão enviados no corpo da requisição.

Da mesma forma, a URL www.dominio.com/rest/notas/1, por exemplo, poderia ser usada para diferentes finalidades, dependendo do verbo enviado na requisição. No caso do GET, essa URL provavelmente deveria nos retornar o registro de ID 1 (nesse caso, a nota de ID = 1). Já o verbo DELETE indicaria que desejamos remover esse registro.

Repare que a URL se mantém – o verbo indica o que estamos fazendo de fato. Por exemplo, não precisamos disponibilizar no serviço uma URL como /notas/listar ou /notas/remover/1.

Exempl ...
Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo