Por que eu devo ler este artigo:Este artigo aborda o conceito de arquitetura corporativa e faz uma introdução ao framework TOGAF, que fornece métodos e ferramentas para a criação, utilização e manutenção de uma arquitetura corporativa. O tema discutido é útil porque o uso do framework apresentado permite definir e otimizar processos e práticas para análise de negócios, design e implementação de projetos.

Um dos grandes desafios das equipes de TI e de desenvolvimento de software é prover tecnologias e ferramentas que tenham valor estratégico para o negócio da empresa. Para vencer esse desafio, torna-se necessária a visão holística ou global da empresa.

Investimentos em projetos de software podem gerar prejuízos pelo simples fato de não terem claramente identificados: o objetivo, os fatores de sucesso, os processos, os setores e as pessoas envolvidas e/ou impactadas pelo projeto.

Todos os artefatos de um projeto, assim como os processos e fatores de sucesso, podem ser apresentados de forma diferente à medida que ocorre o envolvimento dos stakeholders. Um fator que contribui consideravelmente para que um projeto atinja o objetivo estratégico da empresa é o mapeamento completo dos setores e pessoas envolvidas, no início do projeto, garantindo que as informações serão compartilhadas e que ninguém será surpreendido por qualquer impacto ou mudança.

Construir uma visão holística não depende somente dos profissionais de TI, mas principalmente do envolvimento de especialistas das várias áreas de negócio em um trabalho conjunto que agregue valor e que possibilite construir, utilizar e manter uma arquitetura corporativa.

O presente artigo aborda conceitos de arquitetura corporativa, uma visão geral do TOGAF - The Open Group Architecture Framework - e de softwares que podem ser utilizados para construir, utilizar e manter a arquitetura corporativa.

Arquitetura Corporativa

A arquitetura corporativa é a representação de tudo que acontece em uma organização. Ela define e otimiza processos e práticas para análise de negócios, design e implementação de projetos considerando uma abordagem holística.

O propósito da arquitetura corporativa não é criar algo novo, mas sim, otimizar os processos de uma organização, muitas vezes fragmentados, fornecendo suporte a tomada de decisões e a estratégia do negócio.

Quando bem organizadas, as informações de uma empresa podem ser usadas para construir cenários estratégicos, fazer planejamento de longo prazo, analisar riscos e reduzir a complexidade das atividades internas.

Pode-se destacar como vantagens obtidas através de uma boa implantação de arquitetura corporativa a maior eficiência das operações de negócios, a maior eficiência das operações de TI, o melhor retorno dos investimentos existentes e a otimização das operações de aquisição.

A maior eficiência das operações de negócios pode ser observada através da agilidade adquirida na execução dos processos, da redução de custos operacionais, do compartilhamento de informações estratégicas com toda a organização, redução de custos com gestão de mudanças, maior flexibilidade das equipes e, consequentemente, maior produtividade para o negócio.

O setor de TI se beneficia com a redução dos custos de desenvolvimento de software, suporte e manutenção. O aumento da interoperabilidade entre os sistemas e da capacidade para abordar questões críticas para toda a empresa, como segurança dos dados, também ajudam a organização a ter um setor de TI mais dinâmico e mais seguro.

Implantando uma arquitetura corporativa, a organização também pode obter ganhos com o melhor retorno dos investimentos existentes e a redução dos riscos para investimentos existentes, uma vez que se tem maior controle da informação.

Processos de aquisição podem se ...

Quer ler esse conteúdo completo? Seja um assinante e descubra as vantagens.
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo