Por que eu devo ler este artigo:Este artigo descreve os conceitos de integridade de dados com o objetivo de demonstrar os mecanismos de banco de dados que garantem a integridade da informação, aplicando em exemplos dos SGDBs SQL Server e Oracle.

Estes conceitos serão úteis àqueles que pretendem implementar as regras de integridade em um sistema que faz uso de um armazenamento em banco de dados transacional.

A principal característica de um sistema é controlar os processos de uma empresa. Dessa forma, cada solução que encontramos hoje no mercado de tecnologia possui características com objetivo de proporcionar aos clientes uma qualidade considerável em requisitos de segurança, performance, escalabilidade e, acima de tudo, coerência no uso da informação.

Esta coerência se trata de garantir que uma informação será verdadeira, será confiável e íntegra.

Quando um sistema controla os dados de uma organização, estes dados devem ser cuidadosamente analisados, afinal eles estarão de alguma forma interligados entre si no que diz respeito ao processo do negócio como um todo.

Por exemplo, um cadastro de fornecedores estará de alguma forma se comunicando com o cadastro de produtos, afinal os produtos pertencem a um fornecedor. Assim, a integridade de uma entidade pode ter impacto diretamente em outra entidade.

Normalmente cada funcionário tem um cargo e uma função; operar um sistema faz parte do dia a dia deste funcionário. Quando existe mais de um funcionário com a mesma função, eles utilizam o mesmo sistema e realizam os mesmos processos.

Isso pode parecer simples, porém se um sistema não tiver regras de integridade de dados, a forma de inserir os dados neste sistema ocorrerá de forma desordenada, causando um grande problema de registros sem uma regra definida ou mesmo inseridos de forma incorreta.

Podemos imaginar agora um ambiente de uma empresa que usa um sistema para controlar seus processos e, em um determinado momento, optam por criar um BI. Quando criamos um BI, partimos do princípio de que existe uma integridade na informação que será inserida neste BI.

Toda informação do sistema que controla a empresa será enviado por algum processo de ETL (ver BOX 1) para esse BI. Um sistema sem integridade de dados pode resultar em um BI não confiável e com uma informação falsa.

BOX 1. ETL

O Extract Transform Load dá nome às ferramentas que têm como função a extração de dados em diversos sistemas, fazem tratamentos e transformações nestes dados, para então inseri-los em DataWarehouses e Data Marts.

Geralmente este BI é consultado por diretores das empresas para apoiarem na tomada de decisões em várias esferas do negócio, e pode funcionar como um termômetro para medir se, por exemplo, um produto é viável ou não no mercado.

Podemos perceber que a falta de integridade na informação pode trazer danos irreversíveis para o negócio, podendo causar problemas de impactos financeiros.

Analistas, desenvolvedores, ADs e DBAs, consomem uma boa parte de seu tempo planejando como usar as regras de integridade de dados nos SGBDs de forma eficiente. Visando esta necessidade, demonstraremos neste artigo os mecanismos existentes para garantir a integridade da informação, e demonstraremos em exemplos práticos como implementar as regras no SQL Server e no Oracle.

Integridade referencial

Quando um sistema é implementado, na etapa de desenvolvimento, os analistas e administradores de dados devem se dedicar na criação de um modelo de dados. Es ...

Este artigo é exclusivo para assinantes. Descubra as vantagens
  • 473 Cursos
  • 10K Artigos
  • 100 DevCasts
  • 30 Projetos
  • 80 Guias
Tenha acesso completo